Últimas

Sábado, 24 de Novembro de 2007, 00h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

INVESTIGAÇÃO

Procuradora Léa marca posição nas 3 cassações

Léa Batista, procuradora-regional eleitoral do TRE A cassação dos mandatos de Pedro Henry, Chica Nunes e Gilmar Fabris, que provocou reviravolta no meio político e repercussão em todo o país, teve uma participação discreta, mas decisiva da procuradora-regional eleitoral Léa Batista de Oliveira. Ela integra o Pleno em substituição a Mário Lúcio Avelar.

     Léa passou a "roubar" a cena. Bonita, muito jovem e com posições firmes e contundentes, ela foi quem endossou a acusação do MP de Poxoréo sobre compra de votos envolvendo o deputado Gilmar Fabris (DEM). O parlamentar acabou cassado por unanimidade dos seis juízes-membros.

    Antes, na representação contra Henry e Chica, Léa Batista substituiu Mário Lúcio Avelar, que tinha criado embaraço jurídico. Acontece que, primeiro, Avelar propôs arquivamento das acusações de compra de votos por parte do federal Henry e da estadual Chica. Depois, no dia da votação, o procurador-regional eleitoral mudou o parecer, desta vez pela cassação. Na sessão de quinta, quando ambos foram cassados, Léa foi a voz do MPE.

   Ela bate duro. Perguntada, primeiro, sobre a cassação dos parlamentares Henry e Chica, a procuradora disparou: "Serve de exemplo. Mostra para os políticos que a Justiça Eleitoral não é meramente formal, mas está atenta aos abusos e ilegalidades e a captação de sufrágio coibindo a exploração eleitoral". Em seguida, sobre o processo contra Fabris, que entraria na pauta em seguida, Léa Batista disse "Espero que o deputado Gilmar Fabris também seja cassado. A denúncia é bastante contundente". Não deu outra.

Postar um novo comentário

Comentários (26)

  • renivaldo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    linda, maravilhosa, magnifica, poderosa, mostrou seriedade e ser mulher nao e tao fragil como pensam alguns machos por ai... parabenizo em nome dos homens que gostam de verdadeiras mulheres como voce.......mais uma vez, PARABENS

  • simone xavier albuês figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Só vou acreditar que a justiça eleitora de fato acordou de vez se pegarem aquela duplinha que manda e desmanda na assembléia, eles mesmos fazem as leis e determinam quem deve ser protegido e quem deve ser prejudicado. Encheram a assembléia de apaniguados políticos, inclusive gente sem nenhum preparo técnico, só puxa-sacos. Vocês sabem muito bem de quem estou falando, ou seja, do baixinho careca e do tardio- pseudo-evangélico-arrempendido. A SOCIEDADE MATOGROSSENSE VAI SOLTAR FOGUETES QUANDO ESSES CIDADÃOS FOREM CASSADOS E PRESOS.

  • Rafael Damian | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cara Minerva

    Não usei o sentido equivocado do termo "PRESCREVE", usei no seguinte sentido:

    prescrever



    Conjugar




    do Lat. praescribere


    v. tr.,
    determinar com antecipação;

    ordenar de antemão;

    determinar;

    estabelecer;

    preceituar;

    ou seja, "diga a lei que estabeleça ou preceitue que quem consegue determinada emenda pode em seguida cometer atos de improbidade administrativa etc."

    Resolvido esse problema?

    O interessante é que existem várias "acusações" nesse blog, ofertadas, pelos seus visitantes, vejo que você se insurgiu logo quando elas foram direcionadas em face do nobre parlamentar. Tudo bem, somos democráticos.

    Creio que infelizmente, não veremos trânsito em julgado nenhum nos casos envolvendo o nobre senhor seu protegido, pois algo faz com que esses processos se arrastem a passos de "tartaruga tetraplégica" nos tribunais da vida, neste diapasão, eles prescreverão no sentido a que vossa senhoria se referiu ao tentar me corrigir.

    No mais, apenas usei de minha prerrogativa de cidadão, de ficar indignado quando o presidente e vice-presidente do parlamento estadual assinam cheques para uma factoring de um reconhecido "comendador" desse estado, e isso foi denunciado pelo MP, e é com base nisso que que atribuo os crimes ao parlamentar.

    Não ajo na torpeza, cara operadora do direito(acredito que seja, estou errado?), não atribuo falsos crimes ao ilustre parlamentar, atribuo sim, aqueles que possuem suficientes indícios de autoria e materialidade delitiva, com espeque nas denuncias ministeriais.

    Seria interessante você dizer seu nome, para que eu possa saber a origem dos dizeres intimidatórios, vergastados no seu comentário.

  • Paula | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tinha mesmo que ser mulher!Parabens Léa! Só assim vamos banir da vida pública esses políticos corrupitos. Espero que os outros processos que correm em segredo de justiça tambem sejam julgados de forma exemplar

  • Sergio P Martins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meus Parabéns Dra. Léa,

    Sua postura firme e contundente representa um avanço no cenário jurídico local.
    Temos excelentes juízes, promotores, procuradores em Mato Grosso; porém, aqueles que se destacam pela coragem de expor idéias e propor melhorias, sendo verdadeiros, acabam virando "vitrine". Mas, não se curve às críticas que poderão ocorrer; continue assim, sendo um exemplo aos Operadores de Direito.
    Que essa decisão sirva de exemplo aos demais parlamentares...."Não somos povo marcado, nem queremos vida de gado".

    Que Deus te abençoe!

  • Patrick Soares Lemos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa mulher é mesmo admirável. Sua maior beleza não é externa, pelo contrário. Com certeza, ela teve grande influência misturada a sabedoria para que as decisões do Pleno fossem favoráveis a licitude da eleições. Parabéns.

  • Jose Carlos Araujo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr Editor,
    gostaria de perguntar ao valente Ministério Público, por que José Riva e Humberto Bosaipo são diferentes. Todo mundo quer saber que mistério seria esse que envolve o MP e esses moços, que são sempre envolvidos em graves denúncias mas nunca são julgados. Ora.... aí tem... Ninguém pode enganar a todos o tempo todo

  • silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabens Lea , de Jovens Cultas e Inteligentes,com poisções firmes que precisamos. Que você sirva de exemplo para os demais.

  • Adriano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns à Procuradora.
    Mas espero que continuem. Tem peixe graúdo pra ser pego ainda.

  • Leonel Mesquita | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Esta de parabens a procuradora Léa Batista e todo MPE bem como todo o TRE, o que a população deseja é moralidade e seriedade nas eleições e que a verdadeira vondade do povo seja garantidade nas urnas.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...