Últimas

Sexta-Feira, 04 de Maio de 2007, 00h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INFRAESTRUTURA

Projeto de Riva é inconstitucional, diz Conselho

Posição azeda ainda mais a relação do governo com a Assembléia 

    Em reunião no último dia 23, o Conselho Diretor do Fundo Estadual de Habitação e Transportes, presidido pelo secretário Vilceu Marchetti (Infra-Estrutura), se posicionou favorável ao veto total do governador Blairo Maggi ao projeto do deputado José Riva (PP), que defende transferência de 30% do Fethab para os municípios. Avaliou a proposta como inconstitucional sob todos os aspectos.

    A mensagem vem provocando racha na base aliada. Como há resistência do Palácio Paiaguás, a bancada do PP ameaça até romper com o governo. O vice-líder do Executivo na Assembléia, deputado Juarez Costa (PMDB), pediu vistas ao processo para poder consultar o Conselho e, assim, fundamentar seu posicionamento.

   Marchetti disse que, numa simulação feita junto a sete municipios concluiu que da forma que está o Fethab, ou seja, com toda arrecadação concentrada no Executivo, os municípios iriam receber menos repasses do que se ficarem com os 30% da fatia do Fundo. "Os municípios pequenos ficariam totalmente prejudicados em detrimento dos maiores", completa o secretário Alexandre Furlan (Indústria, Comércio, Minas e Energia).

    Paulo Costa, técnico da Sinfra, aponta o que chamou de aspectos contraditórios do projeto de Riva. Disse que a proposta vetada pelo governador propõe a transferência de 30% dos recursos do Fethab para os municípios, com destinação específica para aplicação em rodovias municipais. "Logo, não existe a alternativa para aplicar em área mais necessitada, sob pena, se aprovada a lei, existir desvio dos recursos destinados para rodovias".

    O técnico comentou também que outra situação contraditória é quando diz que "o Estado já passa igual valor ou até mais para os municípios recuperarem e manterem suas estradas, porém o critério é injusto. Segundo Paulo Costa, "não tem como entender onde está injustiça no momento em que o município recebe igual ou maior valor de recursos que receberia adotando o sistema proposto".

    Quanto à observação no projeto de Riva e de que a "compensação exigida pela Lei de Responsabilidade Fiscal tem que ser feita", o técnico pondera que cabe exclusivamente ao Poder Executivo o procedimento e execução e não ao Legislativo. O secretário Yênes Magalhães (Planejamento) concluiu que o projeto do parlamentar pepista é inconstitucional sob todos os aspectos.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Vice e o uso político do Creci pró-Julio

claudecir 400 creci curtinha   O sindicato dos profissionais do Mercado Imobiliário de Mato Grosso, sob Juliano Lobato, em nota de repúdio, detona o atual vice-presidente do Creci-MT, Claudecir Contreiras (foto), para quem está fazendo uso político da entidade e beneficiando, de forma descarada, o...

Toninho e expectativa de retorno à AL

toninho 400 curtinha   Toninho de Souza, que no ano passado estreou como deputado, permanecendo no cargo por 46 dias, no lugar de Eduardo Botelho, vive expectativa de retornar à cadeira na Assembleia. Mas isso vai depender de uma decisão de Janaína Riva, que está no quarto mês de gravidez. Ela tem...

Parlamentar temido reassume em VG

caio cordeiro 400 curtinha   Com menos de 15 dias no cargo de vereador em Várzea Grande, o primeiro-suplente Caio Cordeiro (foto), do PRP, já terá de desocupar a vaga. Eis que está de volta, da prisão para retomar o assento de parlamentar, Jânio Calistro, que está no segundo mandato e responde...

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

Governador está tenso e preocupado

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes anda tenso e preocupado. Mesmo já tendo adotado uma série de medidas de prevenção, inclusive consideradas radicais, ele não dorme direito por causa das projeções nada otimistas de aumento nos próximos dias de casos de coronavírus em...

AL aprovará empréstimo de R$ 550 mi

A Assembleia aprovou, na convocação extraordinária desta sexta (27), dispensa de pauta para a mensagem do Executivo que pede autorização para contrair empréstimo de R$ 550 milhões junto à Caixa Econômica. O recurso será aplicado na construção de pontes de concreto em diversos municípios. Agora, a matéria entra na pauta e será aprovada pela maioria dos deputados na próxima segunda (30),...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.