Últimas

Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2009, 18h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

POCONÉ

Promotora denuncia prefeito e empresa por falta de água

   A promotora de Justiça Taiana Castrillon Dionello ingressou com uma ação civil pública com pedido de liminar junto à Comarca de Poconé contra o prefeito Clóvis Martins (PTB) e a empresa Brasil Central Engenharia, que explora a concessão de água. Ele tomou a iniciativa após receber denúncias acerca da falta de hidrômetros e de cobrança excessiva da tarifa de consumo de água em 15 bairros. Além disso, segundo a promotora, a qualidade da água distribuída na região é duvidosa. "A ação visa regularizar o abastecimento de água de qualidade para a população desta cidade". O Ministério Público apontam como regiões que enfentam deficiência no abastecimento de água Cohab Nova, São Benedito, Vila Operária, Vila Aurora, André Maggi, Habitar Brasil, Vila Balearis, Areão, Boa Esperança, Jardim dos Estados, Vila Toledo, São Judas Tadeu, Jurumirim, Jardim das Palmeiras e Boa Nova. Cobra investimentos na aquisição de maquinário, indispensável ao serviço público, e também estudos e técnicas que venham viabilizar a captação de água de qualidade e de novas fontes superficiais ou subterrâneas.

   Acuada pelo MPE, a prefeitura terá de realizar fiscalização nos serviços prestados pela “Águas de Poconé”, nome fantasia da empresa que fatura alto com cobrança de taxa de água. Segundo Taiana, a empresa começou a prestar serviços em 1º de julho do ano passado e, desde então, vem sendo alvo de reclamações dos moradores. Na época, o prefeito foi notificado sobre as reclamações, mas não tomou as devidas providências. "Após alguns meses de atividade da empresa, passamos a receber inúmeras denúncias em desfavor da concessionária, acerca da precariedade na prestação de serviços de abastecimento de água, da ausência de hidrômetros em grande número das residências do município de Poconé e da cobrança excessiva, ilegal e indevida do valor da tarifa do consumo de água pelos consumidores", explica Taiana.

---------------------------------
Moradores entregam abaixo-assinado com
graves denúncias contra a empresa
 Águas de Poconé; MP aciona Justiça 
-------------------------------

Promotora de Justiça Taiana Castrillon   A promotora Taiana Castrillon informa que tentou por diversas vezes, sem sucesso, formalizar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), para assegurar a qualidade nos serviços da Águas de Poconé, que venceu o processo licitatório. Um abaixo-assinado foi entregue à promotora por moradores de vários bairros. Eles denunciam precariedade no fornecimento de água e pedem extinção do contrato de concessão formalizado entre a empresa e o município em razão dessa situação.

   Taiana explica que a falta de água vem trazendo prejuízos econômicos à população, que se vê obrigada a adquirir o produto por outros meios, "além de prejuízos morais às famílias que se veem privadas do conforto dos seus lares, deixando de tomar banho, lavar roupas, aguar plantas, beber água e ainda ter que pagar a conta no final do mês como se tivesse consumido água todos os dias". A promotora cita o Artigo 6º da Lei 8.987, de 1995, que determina que "toda concessão ou permissão pressupõe a prestação de serviço adequado ao pleno atendimento dos usuários (...)". Conforme a ação, a prefeitura terá 10 dias para promover a fiscalização da prestação de serviços da empresa e atendimento das reclamações dos usuários, bem como criar uma comissão composta por representantes do poder público, da empresa concessionária e de segmentos da sociedade civil que representem os interesses dos consumidores.

   "Caso não seja regularizada a prestação de serviços de abastecimento de água pela empresa no prazo de 30 dias, aplique a prefeitura as sanções previstas na cláusula 14ª do contrato de concessão", avisa. Se o problema persistir por mais de 90 dias, o município deve cancelar o contrato de concessão com a Águas de Poconé e voltar a ser a executora dos serviços, sob pena de pagar multa diária de R$ 5 mil, conforme defende o MPE. (Flávia Borges e Lisânia Ghisi)

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • josé | Terça-Feira, 11 de Janeiro de 2011, 20h39
    0
    0

    josé, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • josé | Sábado, 08 de Janeiro de 2011, 19h11
    0
    0

    josé, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • mané | Domingo, 17 de Outubro de 2010, 14h07
    0
    0

    mané, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • maé | Terça-Feira, 24 de Agosto de 2010, 19h54
    0
    0

    maé, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • josé | Terça-Feira, 24 de Agosto de 2010, 19h54
    0
    0

    josé, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • solove | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A questao da Agua eu nao sei, mas a Promotore é LINDA!

  • valter cesar muniz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com relação a água, estou pouco me lixando, mas em relação a beleza da Promotora, pelo amor de Deus, pelas barbas do profeta, com todo respeito ela é absurdamente linda....................

  • Lauro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa Promotora não sabe o que faz, A Aguas de Poconé não é mais problema da Prefeitura, agora a empresa que deve responder, O CLóvis Martins é gente Boa (Dormindo)..........

  • JOSE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Uma promotora dessas promove até eu!

  • Fernando G Campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Todo mundo está revoltado com esse prefeito cassado, ele pegou o voto do povo, depois de eleito entre aspa, entrgou o setor de água da prefeitura para essa empresa vender água para o povo, por mais de 16 anos, o esquema já estava traçado desde quando ele foi vice prefeito do chefe de gabinete dele sr. luis vicente. é uma vergonha, além do povo não ter água , ainda explora com preço alto, falta água o tempo inteiro.

Com Covid-19 e frequentando a AL

paulo araujo 400   O deputado Paulo Araújo (foto), do PP, está com reinfecção pelo Covid-19 e, mesmo assim, continua frequentando o prédio da Assembleia normalmente, como se não tivesse contaminado. Na primeira vez que foi infectado pelo vírus, também fez igual. Colegas parlamentares e...

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...