Últimas

Quinta-Feira, 27 de Novembro de 2008, 12h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RONDONÓPOLIS

Promotora pede cassação de Adonias e Mariúva

     Patrícia Sanches
     Enviada especial a Rondonópolis

   
    Além de pedir a cassação do registro do prefeito eleito Zé do Pátio (PMDB), o Ministério Público de Rondonópolis ingressou também com processo que corre sob sigiloso, pedindo a cassação dos registros dos vereadores reeleitos Adonias Fernandes  de Souza e Mariúva Valentim, ambos do mesmo partido de Pátio. São acusados de captação ilícita de sufrágio, ou seja, compra de votos. O RDNews teve acesso aos documentos.

   "Ao ouvirmos testemunhas, elas citaram o vereador Adonias e Mariúva da Saúde. A vereadora, inclusive, pagou os registros das novas versões das testemunhas que tinham confirmado compra de votos e, de repente, mudaram sua versão", explica a promotora eleitoral Joana Maria Bortini Ninis, uma das responsáveis pelo pedido de cassação tanto do prefeito eleito quanto dos dois parlamentares peemedebistas. Segundo ela, diante das provas, o MPE abriu processo, em separado, contra Adonias e Mariúva.

   Caso ambos sejam cassados, as vagas ficarão com os suplentes, o ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal, Milton Gomes da Costa, o Miltão, que teve 1.735 votos, e o líder do Movimento dos Sem-Terra, Valdir Corrêa, que conquistou 917 votos e ficou na segunda suplência.

Se Mariúva e Adonias forem
cassados, as cadeiras ficarão
com Miltão e Valdir Corrêa

   Segundo a denúncia, as investigações começaram em 26 de setembro e foram concluídas em 6 de outrubro, um dia após o resultado das urnas. A polícia procurou e acabou prendendo Celson Antônio de Carvalho, ex-assessor de Pátio, pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte). Durante a busca, os policiais chegaram até Miguel Martins de Oliveira, o Miguel Miliane, morador no distrito de Vila Operária, principal reduto eleitoral do prefeito eleito. Miliane é acusado de ser o articulador da compra de votos para Pátio, segundo consta do processo. Durante a operação denominada Duas Caras que resultou na apreenção de dinheiro, crachás e camisetas, foi encontrada também uma lista com nomes de eleitores e cabos eleitorais da vereadora Mariúva.

   "A lista  era parcial, continha 1,5 mil nomes, mas a oficial chega a 2,5 mil eleitores. Do lado direito, está o nome, endereço e telefone dos possíveis eleitores e, do lado esquerdo, nomes dos cabos eleitorais que teoricamente teriam que convencer as pessoas a votarem em Mariúva", explica a promotora. Segundo ela, cada cabo eleitoral tinha a missão de "convencer" pelo menos 10 pessoas a creditar o voto na peemedebista, que se reelegeu com 2.249 votos.

   Depois da apreenção da listagem com nomes de cabos eleitorais, de crachás e mais de R$ 5 mil, a promotora destaca que sua colega Maria Fernanda Corrêa da Costa, que também investiga o caso, ouviu várias testemunhas que confirmaram a compra de votos. Entre as pessoas ouvidas, apenas uma acusa o vereador Adonias, enquanto outras duas comprometem Mariúva em crime eleitoral.

   Devair Alves da Silva afirma em depoimento que recebeu R$ 50 e uma cesta básica para votar em Adonias e também em Pátio. Curiosamente, a cesta básica teria sido entregue após a eleição. Logo em seguida aparece o depoimento de Balduim Cardoso de Souza, que alega ter sido abordado por Valdirene no Posto Forúm, localizado à avenida Brasil. Valdirene teria lhe dado R$ 50 para que votasse em Pátio e em Mariúva.

   Outro depoimento que pesaria contra a vereadora é a de Jacqueson Dias Gomes. Ele afirma ter recebido de Alcemir Amorim R$ 50. Garante ainda, em depoimento, que o próprio Alcemir ainda distribuiu R$ 330 a outras 11 pessoas. Além disso, Diego Rodrigues Azevedo, assessor de Mariúva, confirma que a lista de eleitores apreendida era mesmo da peemedebista.

   A denúncia oferecida  pelo  Ministério Público questiona a mudança nas versões dos fatos. Segundo o processo, as testemunhas teriam apresentado uma versão e, no outro dia, foram levadas ao 2º Tabelionato de Notas e Registro Civil de Rondonópolis, onde mudaram  seus depoimentos e afirmam ter sido coagidas pelos promotores. "O engraçado é que os R$ 881 gastos com os registros (em forma de taxas) foram pagos pela  vereadora Mariúva. Você acredita em Papai Noel?", ironiza a promotora Joana Ninis, em entrevista ao RDNews, ao sair de uma audiência no Fórum Cível.

   A promotora vai mais longe e acusa: "todas as pessoas que mudaram as versões eram cabos eleitorais de Mariúva. Isso é muito estranho. Não coagimos ninguém. Por isso fiquei surpresa com as mudanças nas versões".

  • Confira aqui  depoimentos contidos no processo movido pelo MPE que comprometem Adonias e Mariúva

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Natasha Muriel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É um absurdo gigantesco... tudo isso é pra colocar o Zé Márcio Guedes na câmara novamente...
    eles pegaram o mesmo processo do Zé do Pátio e estão agora... desesperados... porque não conseguirão tirar o Zé... porque será que esses promotores não dizem a verdade logo... não param com essas mentiras... e claro...perderão seus cargos... serão processados... e aí sim podem tentar uma nova vida em outro País... porque devem ter recebido uma bolada do Blairro Maggi... não é??? por favor peço encarrecidamente para a população de Roo... não acreditem nessa anarquia que estão querendo fazer com os vereadores do PMDB...


    Não entendi porque misturar o nome do Celson aí tb... ele já está pagando pelo que fez... e o Miguel Milane é da Região da Vila Olinda... e NÃO da Vila Operária... q é sim o maior reduto de Pátio...

    Por favor... vamos acordar... e mandar esse povo pra fora definitivamente... já está virando uma grande vergonha... pois eu como cidadã de Roo estou revoltada com as inverdades colocadas pelo MP...

    Tchau... PAULO PRADO... JOANA BORTONI... SÉRGIO SILVA DA COSTA... E SUA ESPOSA... MARIA FERNANDA CORREA DA COSTA...

    FORRRRRRRRRRRRAAAAAAAAAAAAAAAAAAA....

  • Roberto Fernandes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Natasha, oque o Zé Marcio tem a ver com isso? Ele é do PR.

  • Dejanira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Colíder com 2 candidatos desgastados

jaiminho 400 curtinha   Em Colíder, duas figuras bastante desgastadas politicamente estão na disputa pelo Executivo, sendo o prefeito Noboru Tomiyoshi, que fechou aliança com apenas três partidos (DEM, PSD e SD), e o ex-prefeito Jaime Marques (foto), que concorre pelo PSC numa coligação que agrega DEM e...

PP com 25 a vereador projeta 3 vagas

orivaldo da farmacia 400 curtinha   O PP, da base aliada do prefeito Emanuel, conta com 25 candidatos a vereador pela Capital. Deve conquistar entre duas e três vagas. Os principais concorrentes são os já vereadores Orivaldo da Farmácia (foto), Marcrean Santos e Luis Cláudio, além do ex-vereador...

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...