Últimas

Quinta-Feira, 11 de Setembro de 2008, 10h:28 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

LEGISLATIVO

Pronto-Socorro enfrenta caos, diz parlamentar


Vereador Luiz Poção (PP) critica Wilson Santos (PSDB)

   O vereador por Cuiabá, Luiz Poção (PP), usou a tribuna da Câmara Municipal na sessão desta quinta (11), para denunciar irregularidades no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. Segundo ele, há inúmeros problemas no local, como falta de médicos. Além disso, Poção disse que ao visitar o PSMC na noite desta quarta (10), encontrou o caos instalado.

   "O Pronto Socorro está um caos. Encontrei mulheres e homens misturados no mesmo quarto e não há sala de isolamento para pacientes com doenças contagiosas", diz o parlamentar. Poção denuncia ainda que o equipamento para realização de exames de Raio X está quebrado há mais de 30 dias.

   O vereador Ivan Evangelista, interrompeu Poção para defender o prefeito Wilson Santos, quanto à má administração do PSMC. "Os esforços prefeito para acertar são grandes, tanto que ele trocou o secretário de sáude por 6 vezes", argumenta Evangelista. O parlamentar disse ainda que a Saúde será prioridade de Wilson Santos no próximo mandato.

   Poção rebateu dizendo que é lastimável que enquanto isso a população continue morrendo no Pronto Socorro. "É triste saber que o prefeito fará algo no setor somente no próximo mandato".  (Flávia Borges)

(10h44) - Evangelista diz que ações são eleitoreiras

   O vereador Ivan Evangelista (PPS) afirmou que o governo estadual só investe em obras que possam lhe beneficiar. "Eles fazem estradas onde compram fazendas". O parlamentar criticou também as declarações da secretária estadual de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social, primeira-dama Terezinha Maggi, de que tem que haver uma revisão no Programa Bolsa Família no Estado.

   "Ela não tem nenhuma autoridade moral para discutir questão social. Isso é uma falta de respeito com a população. Com essa gente da pele escura como eu", diz.  Evangelista diz que as ações da primeira-dama são meramente eleitoreira. "Porque eles não viram estes problemas há 4 ou 6 meses. Agora em um momento eleitoral eles vêm com essa conversa para ver se emplacam o candidato deles (Mauro Mendes) no segundo turno", acusa.

(10h50) - Primeira-dama é desprovida de conhecimento

   O vereador Edivá Alves (PSDB) aproveitou para tecer críticas à primeira-dama Terezinha Maggi. Segundo ele, Terezinha é desprovida de conhecimento. "Ela está tão por fora que fala aos ventos. Acho que o povo nem escuta o que ela diz. Nem deve mesmo escutar", critica o tucano.

(11h00) -  Lutero reabre polêmica sobre férias da Santos

   O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Lutero Ponce ( PMDB) voltou a falar sobre as férias do prefeito Wilson Santos (PSDB). Para o parlamentar, em nenhum momento a Casa se negaria a dar a autorização para as férias do tucano.  "Nós nunca dissemos que Wilson Santos não tem direito à férias. É um direito dele, desde que esteja devidamente licenciado. Então, para gozar férias, é necessário que haja autorização da Câmara", argumenta.

(11h45) - Sessão desta quinta é encerrada

    Termina a sessão ordinária desta quinta. Ao contrário do que vem acontecendo normalmente, esta não foi encerrada por falta de quórum.

(18h15) - Entidades repudiam ato de Edivá e Permínio

  Diversas entidades assinaram Nota de Repúdio contra as declarações dos vereadores tucanos Permínio Pinto e Edivá Alves, que atacaram a primeira-dama do Estado e secretária Terezinha Maggi. Segundo a nota, "mais do que tentar colocar em dúvida a seriedade do trabalho desenvolvido pela secretária, os vereadores proferiram calúnias, ao usar palavras de baixo nível".

Eis, abaixo, a nota assinada pelas entidades

  Nota de Repúdio
  "Os representantes das entidades abaixo relacionadas repudiam a atitude dos vereadores de Cuiabá Permínio Pinto e Edivá Alves que, na manhã desta quinta-feira (11), fizeram uso da Tribuna, durante sessão da Câmara Municipal para "agredir", não a secretária de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social. Mais do que tentar colocar em dúvida a seriedade do trabalho desenvolvido pela secretária, os vereadores proferiram calúnias, ao usar palavras de baixo nível, referindo-se a ela de maneira sarcástica e até imoral.
   Diante do resultado do monitoramento realizado pela Setecs, nos programas e serviços socioassistenciais operacionalizados neste município, os vereadores demonstraram desconhecimento quanto ao relatório que aponta as distorções observadas com orientações minuciosas e providências a serem tomadas.
   O interesse da secretária e primeira-dama, Terezinha Maggi é fazer o seu trabalho que, neste caso, como titular da pasta de serviços sociais, é contribuir para o desenvolvimento social e propiciar melhoria da qualidade de vida da famílias carentes de Cuiabá e de todo Mato Grosso, sem afrontar ou desqualificar qualquer ser humano que seja.
   Como parceiros é de bom alvitre lembrar as ações implantadas pela Setecs como os centros de inclusão digital, Mutirões da Cidadania, cursos de qualificação profissional, casamentos comunitários, campanhas de doação de alimentos, cobertores, Natal das Crianças, co-financiamento de programas de assistência social, além do custeio e manutenção do PROCON, Ganha Tempo e Lar da Criança, instituições mantidas pelo Estado."
ROTARY CLUB INTERNATIONAL
LIONS CLUB INTERNATIONAL
UCAMB - União Cuiabana de Associação de Moradores de Bairros
UCAM - União Coxipoense das Associações de Moradores
UFBC - União dos Feirantes da Baixada Cuiabana
UNICLUBMAE - União Coxipoense das Associações de Clubes de Mães
SINDMOTOS – Sindicato Mato-grossense dos Motos-taxistas
SINTAC – Sindicato dos Taxistas de Cuiabá
Associação do Shopping dos Camelôs
Sindicato dos Vigilantes

(22h20) - Acusações são improcedentes, diz Terezinha

  A secretária de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social, Terezinha Maggi, também reage aos ataques dos vereadores tucanos Edivá Alves e Permínio Pinto. Segundo ele, os dois divulgaram informações improcedentes acerca do trabalho e investimento social do Estado em Cuiabá. Terezinha emitiu uma nota sobre a polêmica. Eis, a íntegra abaixo.

   Nota de Esclarecimento
   "Os vereadores desconhecem o trabalho desenvolvido pelo governo do Estado na área social em Cuiabá. Trabalho este que beneficia diretamente milhares de famílias e cidadãos carentes todos os anos. Em cinco anos já foram investidos mais de R$ 17,4 milhões com a implantação de Centros de Inclusão Digital nos bairros carentes, realização de Mutirões da Cidadania, cursos de qualificação profissional, casamentos comunitários, campanhas de doação de alimentos, cobertores, co-financiamento de programas de assistência social. Além do custeio e manutenção do Procon, Ganha Tempo e Lar da Criança, instituições mantidas pelo Estado.
  No custeio e manutenção do Lar da Criança, abrigo que atualmente é referência no Estado, e cuja responsabilidade deveria ser da Prefeitura Municipal de Cuiabá, são investidos anualmente R$ 4.434.465,71 com o pagamento da folha de pessoal, água, luz, telefone, alimentação e vestuário das crianças, aquisição e manutenção de equipamentos, veículos, limpeza, reformas e serviços de manutenção da infra-estrutura do prédio.
   No atendimento emergencial às famílias em situação de extrema pobreza são R$ 240 mil investidos, anualmente, com a doação de cestas básicas, passagens, remédios e outras demandas que são encaminhadas ao Estado pelo Ministério Público e Judiciário, em razão da incapacidade do Município de arcar com estes atendimentos.
   Nas campanhas do “Natal das Crianças” e do “Cobertor Solidário” foram doadas 96.547 cestas básicas e 148.919 cobertores. Ação que chegou diretamente às famílias carentes e instituições filantrópicas cadastradas pela Setecs em parceria com os clubes de Lions, Rotary, Maçonaria, igrejas sem distinção de credo e as lideranças comunitárias. Vale ressaltar que a última edição do Natal das Crianças recebeu o título de maior campanha de arrecadação de alimentos do país, aferida e certificada pelo RankBrasil – o livro dos recordes brasileiros.
   No projeto “Casamento Comunitário” foram realizados 5.599 casamentos, regularizando a situação de milhares de famílias cuiabanas.
  A Setecs qualificou 15.504 trabalhadores em diversos cursos profissionalizantes. Num total de R$ 8.186.112,00 em recursos próprios e de parcerias investidos.
  A Prefeitura Municipal recebeu, na forma de convênio com o Estado, R$ 939.591,76 em repasses do co-financiamento de ações de assistência social para atendimento a idosos e pessoas com deficiência.
  Somente em 2008, o projeto “MT Ação Digital” ampliou o atendimento à população com a aquisição de computadores para implantação de unidades de inclusão digital em 14 Bases Comunitárias de Segurança. Além dessas unidades, o Estado possui ainda outras sete unidades em funcionamento no município, onde a população tem acesso a computadores de forma gratuita.
   Além dos investimentos citados, o Governo do Estado já investiu em Cuiabá R$ 30.114.990,40 na construção de mais de sete mil moradias populares. Obras que beneficiaram diretamente as famílias cuiabanas que não tinham casa própria.
  Os Mutirões da Cidadania realizaram mais de 110,5 mil atendimentos em 19 grandes regiões da cidade, sendo que alguns bairros receberam o Mutirão mais de uma vez, com ações de cidadania e inclusão social.
   A Superintendência Estadual de Defesa do Consumidor (Procon) realizou 561.477 atendimentos em Cuiabá. O Procon estadual é atualmente referência em Cuiabá e em Mato Grosso por suas ações em de defesa dos direitos do consumidor, recebendo elogios do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, durante visita realizada este ano ao órgão.
  O Centro de Atendimento Integrado Ganha Tempo já realizou mais de 4 milhões de atendimentos desde sua implantação em Cuiabá. O local conta com mais de 150 tipos de serviços e é referência na prestação dos serviços públicos.
  Ao contrário do que afirmam os parlamentares e as notícias veiculadas nos meios de comunicação, a secretária de Estado, Terezinha Maggi, tem uma extensa folha de serviços e ações prestados à Cuiabá, o que é reconhecido publicamente pela sociedade mato-grossense. Com relação às calúnias proferidas pelos vereadores, o Governo repudia a ação pelo seu tom desrespeitoso e inadequado para aqueles que se dizem representantes do povo.
   Terezinha Maggi
  Secretária do Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social

Postar um novo comentário

Comentários (29)

  • MARCOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PERGUNTAMOS A RESPEITO DE UM HOSPITAL ESTADUAL, E O QUE FOI EXPLICADO PELA SR. 1º DAMA, É COISA DO SOCIAL E É OBRIGAÇÃO DO ESTADO, E NÃO DA SAUDE, DONA TEREZINHA, - E O HOSPITAL REGIONAL OU METROPOLITANO, CADÊ?

  • heleno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    sr. vereadores por cuiaba tiveram 4 anos ou mais para fiscalizar isso, para que os sr. servem? tenham vergonha na cara mta gente passando necessidades no pronto socorro, vão atras do prefeito ou prefeita...

  • Jefferson Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não agüento mais os puxa-sacos do Wilson, q sabe q o prefeito pouco fez no mandato dele, e querem, mesmo assim denfede-lo...O wilson como prefeito na campanha dele, não deve prometer segurança e sáude para o próximo mandato essas são prioridades para o 1º mandato pois oq é mais importante q a saúde e segurança, Praças?? avenidas?? ou dizer q pagou os salários em dia q é obrigação do gestor municipal é lei?? Eu como cidadão continuo achando q a saúde e segurança vem em 1º lugar sem sombra de duvidas, eu e tdas as pessoas decentes q sabem q o prefeito pouco fez por isso, e o Edivá e o Evangelista q não fizeram nada nesses 4 anos na câmara agora vem defender o prefeito q tambm não fez nda são tdo farinha do mesmo saco...Abre o olho população!!!

  • paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E isso ai poção, o pronto socorro é um caos,quem procura atendimento de emergencia la sente na pele, as condições precarias do pronto socorro municipal de cuiaba.

  • Sergio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu acho que a dona terezinha não cuida nem da secretaria dela e ainda vem meter o bedelho aqui em cuiabá , ela não gosta de Cuiabano, ele diz que os Cuianano são relachados e borcos, que que ese

  • Socº Mauro César | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O PS de Cuiaba vai continuar enfrentando dificuldades até que o MS implante definitivamente o cartão SUS e Cuiabá receba os recursos por atender aos pacientes de outros municipios, pois é referencia pra muitos municipios da Região Centro Oeste e Norte.

  • macadamia de freitas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa tal de terezinha se fosse uma pessoa responsável, etaria agora cuidando das milhares de famílias que passam fome em MT, dos milhares de desempregados, das crianças que estão morrendo e fugindo do Pomeri ou da sujeira absurda do Pomeri, e não fazendo politicagem pra qui e pra li. isso é uma vergonha!

  • paulo roberto de oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse nobre Vereador Luiz Poção agora que está vendo que
    o Pronto Socorro precisa melhorar, teve o mandato dele
    interinho para fiscalizar e reclamar, agora está querendo
    se reeleger, fica falando abobrinha. Não gosto da gestão
    de Wilson Santos, acho incompentente, mas agora o Povo vai
    decidir isso. Ô Poçao procure um corda prá se enforcar..

  • valmir miolina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Duas coisas:em primeiro lugar,o líder maior do vereador Luiz Poção(deputado RIVA),segundo se sabe,é o maior mantenedor das chamadas CASAS de APOIO,estas hospedam usuários do SUS de outros municípios para se tratarem em Cuiabá,no pronto socorro;em segundo lugar,a falta de um hospital estadual de urgência e emergência na capital,diga-se de passagem a única do país,não é criticado por nenhum vereador de oposição,como por exemplo,o Luiz Poção ou Domingos Sávio.Vereadores parem de demagogia e vão trabalhar,seus nomes estão feios na foto,suas popularidades estão em baixa,cuidado com o titanic.

  • Marcio Bueno Brandao | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    vai cassar o que fazer Poçao e Lutero , porque se nao, vcs nao estara com o Wilson prefeito em 2009 P/ fazer situaçao porque oposiçao vcs nunca foram.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.