Últimas

Sábado, 14 de Abril de 2007, 19h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EMBATE JURÍDICO

PSB quer cassar Dilemário antes da posse

Ex-secretário critica deputado Valtenir, para quem não tem moral para cobrar fidelidade partidária

   Com base na interpretação do TSE pró-fidelização, o diretório do PSB de Cuiabá se articula para, na terça (17), tentar impedir que Dilemário Alencar tome posse como vereador. Sob orientação do deputado federal Valtenir Pereira, a legenda socialista sustenta a tese de que o ex-secretário de Governo do prefeito Wilson Santos se encontra fora dos quadros do PSB. Já teria assinado ficha de filiação no PTB.

   A executiva da Capital é presidida por Vantuir, irmão do deputado Valtenir. Dilemário ficou na primeira suplência e, como o titular Éden Capistrano assume na segunda (16) o comando da secretaria municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Humano, abre vaga na Câmara para Dilemário que, por sua vez, deixa o staff do Palácio Alencastro.

   O diretório quer cassar o ex-presidente do sindicato dos Bancários do Estado com base na decisão do Tribunal Superior Eleitoral, segundo a qual o mandato pertence ao partido e não ao eleito. Dessa forma, ocupantes de cargos eletivos em todas as esferas do Legislativo (vereador, deputado estadual, federal e senador) que trocaram de partido devem perder o mandato. Essa nova interpretação está provocando reviravolta em todo o país.

   Para complicar a situação do futuro vereador, o dirigente Vantuir apresentará uma lista de filiados do PSB recadastrados e já sem o nome de Dilemário. O recadastramento dos partidos é feito a cada seis meses.

   Reação

   Dilemário Alencar assegura que não deixou o PSB. Sobre o PTB, observa que houve apenas convite para filiação, mas isso não chegou a se concretizar. "Meu nome está na lista de filiados no PSB no Cartório Eleitoral". Ele critica o deputado Valtenir. Insinua que o deputado está por trás da tentativa de prejudicá-lo. "Quem saiu do PT e quebrou o princípio da fidelidade partidária foi o Valtenir, que abandonou o partido de origem", reagiu.

   O futuro vereador disse que Valtenir se posiciona na teoria contra o nepotismo mas, na prática, foi o primeiro a manobrar junto à direção nacional do PSB para destituir o diretório legitimamente eleito e presidido por Gil Vicente para colocar o irmão Vantuir no comando partidário. "Ele (Valtenir) fala uma coisa e pratica outra.

   "De forma dolosa, estão retirando meu nome do partido. Valtenir não deveria se preocupar com questão tão pequena como essa. Deveria ocupar o tempo na busca de recursos para Cuiabá. Aliás, como deputado, ele não mostrou até agora para que veio. Onde esse rapaz vai cria confusão, foi assim no PT e está sendo assim agora no PSB".

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Everaldo Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os dois são farinha do mesmo saco, portanto, são iguais ou seja são políticos com p minúsculo. O Valternir comoveu o povo com uma História Pessoal de sua família tendo como vítima seu pai, e o tal Dilemário fez só barulho no sindicato dos Bancários de Mato Grosso, e de concreto para a classe nada! o tal Valtenir até o momento realmente não disse para que foi para Brasilia! Então eles se merecem!!!

  • Renato Mariano da Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse deputado Valtenir é mesmo cara de pau. Ele usou o PT para se eleger em 2004 e em seguida abandou o partido. Usa a história do assassinato do seu pai para conseguir votos pousando como vítima. Faz politicagem em cima da falta de informação dos mais humildes dizendo que ele que consegue UTI`s para internação, quando na verdade isso é um direito líquido e certo de qualquer cidadão. Como vereador não fez nada por Cuiabá, e depois de eleito federal fez uma grande obra: comprou um belo apartamento com vista para o Parque Bonifácia em um dos edificios mais belos da capital. Eleitor fique de olho nele!!!

  • Katia Aparecida Duarte | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não concordo com o Sr. Everaldo Cruz sobre o que ele fala do Dilemário. Sou bancária do Banco do Brasil e acompanhei a trajetória do Dilemário como presidente do Sindicato dos Bancários. Sempre defendeu a categoria com muita firmeza, houve uma série de avanços na sua época: a implantação da participação nos lucros, o vale alimentação, melhorias nos planos de saúde para os bancários, entre outras conquistas. Foi um grande líder sindical e com certeza vai ser um vereador de luta na Câmara Municipal. Quanto a polêmica do PSB não passa de questão política. Desejo ao Dilemário boa sorte como vereador.

  • pedro noronha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Sr.dilemario é um oportunista, antes de Wilson nomea-lo na Cuiabaprev andava pelas quatro cantos falando do mau prefeito, depois que foi nomeado começou a falar bem com esse exemplo, eu quero mostrar que Dilemario é um oportunista ,arrumou um empreguinho prá ele e pronto o homem vira seu amigo.Agora ele caiu do cavalo a interpretação do TSE é clara e o caso dele se aplica ao novo entendimento.Sua casa caiu!!!! se fosse um homem coerente ficaria no partido defendendo suas bandeiras e não se vender pelo emprego do Prefeito.Sujeito como esse deve ser cassado como exemplo de péssima conduta na politica.

  • Pedro Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Olha essa briga por cargo de vereador ainda vai longe, enquanto o STF não decidir o que realmente vale, só que no PSB de Cuiabá, as surpresar virão logo, pelo que sei os 05 priemiros suplentes (Delemário, Helinho Pimenta, Adjane, Taveira e João Batista abandonaram o partido, ficando do 6º suplente em diante. Se essa lei vale que deverá tomar posse será o 6º Antônio Fernandes ou Capilé, não sei qual dos dois ficou na frente! Que justiça seja feita, o mandato é do partido!!

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...