Últimas

Terça-Feira, 13 de Novembro de 2007, 13h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

LEGISLATIVO

PSDB ameaça ir à Justiça para reconquistar CCJ

Permínio Pinto (PSDB), presidente do diretório municipal do PSDB  O líder da bancada do PSDB na Câmara de Cuiabá, vereador Permínio Pinto, abriu nesta terça, durante sessão ordinária, uma polêmica ao adiantar que o seu partido não abre mão da vaga que era ocupada pelo vereador Eronides Nona na Comissão de Constituição e Justiça. Nona deixou o legislativo com o retorno à cadeira do titular Júlio Pinheiro (PTB). Os tucanos estão decididos até a ingressar com um mandado de segurança nesta quarta (14) para requerer a vaga hoje ocupada por Pinheiro na CCJ, caso o presidente da Câmara, vereador Lutero Ponce (PMDB), não se manifeste oficialmente ainda nesta terça. A briga por espaço na CCJ tem suas razões. Trata-se de uma das comissões mais importantes do legislativo porque emite parecer aos projetos e proposituras dentro da ótica jurídica.

    "Lutero tomou uma decisão arbitrária ao nomear Júlio (Pinheiro) na vaga que pertence ao PSDB", critica Pinto. Neste caso, o vereador Edivá Alves assumirá a vaga na CCJ, já que a vereadora Luecy Ramos (PSDB) adiantou que não tem interesse na função.

    Permínio Pinto disse que já protocolou na última quinta o pedido para efetivação do nome de Edivá na Comissão. "Ele (Lutero) teve o prazo de três dias para se posicionar, mas até agora não tivemos nenhuma resposta". Diz ainda que o PSDB não quer fazer política "ciscando para fora". "Nós temos que compor com outros partidos, mas não dessa forma", argumenta o parlamentar.

     Já Edivá reclama que "Lutero designou Júlio Pinheiro sem ter ouvido o líder do PSDB". "O Júlio nem pertence ao partido", critica. Ele explica que a definição dos membros das comissões é feita de acordo com o tamanho da bancada empossada no começo da legislatura. Dessa forma, o PSDB, que em 2004 elegeu três (Chica Nunes, Lueci Ramos e Permínio) e hoje mantém a mesma bancada (Lueci, Permínio e Edivá) assegura ter direito ao espaço na CCJ. (Pollyana Araújo)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.