Últimas

Segunda-Feira, 07 de Maio de 2007, 08h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

PT e Blairo, quem diria!

 

    A militância política reserva fatos curiosos, inusitados e contraditórios. Na briga pelo poder, inimigos se juntam, enquanto aliados se separam, prevalecendo a velha máxima, segundo a qual políticos são iguais a nuvem, mudam de lugar constantemente. O PT é um exemplo dessa contradição. Agora, Serys, Verinha, Abicalil, Ságuas, Ademir Brunettoi e companhia são Blairo, a quem tanto combateram nas urnas. Eles apresentam uma série de justificativas. Falam bonito, "viajam" nas ideologias e ainda se identificam como de esquerda. Tudo balela. Querem mesmo é cargos públicos.
    Os petistas aproveitam da fragilidade da maioria do eleitorado, que mantém a tradição de personificar políticos e candidatos e que não está nem ai para os partidos. Quem sabe, vez ou outra, a resposta silenciosa possa emergir das urnas.
    Nem sempre os acordos forçados de cúpula são respaldados nas eleições. Em 98, o pefelista Júlio Campos, então líder absoluto nas pesquisas, resolveu selar coligação com o PMDB de Carlos Bezerra. A aliança PFL-PMDB provocou revés geral. A repercussão negativa não poderia ser diferente. Acontece que, até então, os dois caciques viviam como gato e cachorro. Conclusão: morreram abraçados nas urnas.
    Em 2002, Bezerra se desgrudou do PFL e levou o PMDB a fechar aliança com o PSDB do então governador Dante de Oliveira e do senador Antero de Barros. Os eleitores, de novo, reprovaram a coligação. O acórdão sem aval das bases foi uma das razões que levaram Antero à derrota para Blairo Maggi também no primeiro turno. Depois de Júlio, foi a vez de Dante "morrer" abraço com Bezerra. Ambos perderam a disputa para o Senado.
    Tanto em 2002 quanto na eleição do ano passado, o PT enfrentou Maggi nas urnas. Agora, virou aliado, com direito a conduzir a maior secretaria da estrutura da administração estadual, a Educação. A sede pelo poder é tanta que, rapidinho, a cúpula regional se reuniu e aprovou o nome de Ságuas Moraes, que toma posse hoje como secretário de Educação.
    É aguardar para ver. De duas uma: ou o PT se apruma como aliado verdadeiro ou vai usar o governo Maggi para, na base da conspiração, levantar dados sigilosos e se preparar para embates nas eleições de 2010.

Romilson Dourado é jornalista, editor de Política de A Gazeta.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

3 ex-prefeitos se juntam em Poconé

meire pocone 400 curtinha   Em Poconé, o prefeito Tatá Amaral, filiado ao DEM do governador Mauro e apoiado pelo ex-federal Fábio Garcia, está disposto a buscar a reeleição, mesmo com uma gestão pífia, isolado politicamente e com alto índice de rejeição. Enquanto isso, as...

Máquinas para reciclar garrafas pets

maquina 400 curtinha   Sob iniciativa da secretaria de Inovação e Comunicação da Capital, dentro dos projetos que buscam a sustentabilidade, a prefeitura vai colocar máquinas de reciclagem de garrafas pets em 15 pontos da cidade e com possibilidade de ampliar os locais de recolhimento. Em troca, o cidadão...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.