Últimas

Segunda-Feira, 07 de Maio de 2007, 08h:19 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

PT e Blairo, quem diria!

 

    A militância política reserva fatos curiosos, inusitados e contraditórios. Na briga pelo poder, inimigos se juntam, enquanto aliados se separam, prevalecendo a velha máxima, segundo a qual políticos são iguais a nuvem, mudam de lugar constantemente. O PT é um exemplo dessa contradição. Agora, Serys, Verinha, Abicalil, Ságuas, Ademir Brunettoi e companhia são Blairo, a quem tanto combateram nas urnas. Eles apresentam uma série de justificativas. Falam bonito, "viajam" nas ideologias e ainda se identificam como de esquerda. Tudo balela. Querem mesmo é cargos públicos.
    Os petistas aproveitam da fragilidade da maioria do eleitorado, que mantém a tradição de personificar políticos e candidatos e que não está nem ai para os partidos. Quem sabe, vez ou outra, a resposta silenciosa possa emergir das urnas.
    Nem sempre os acordos forçados de cúpula são respaldados nas eleições. Em 98, o pefelista Júlio Campos, então líder absoluto nas pesquisas, resolveu selar coligação com o PMDB de Carlos Bezerra. A aliança PFL-PMDB provocou revés geral. A repercussão negativa não poderia ser diferente. Acontece que, até então, os dois caciques viviam como gato e cachorro. Conclusão: morreram abraçados nas urnas.
    Em 2002, Bezerra se desgrudou do PFL e levou o PMDB a fechar aliança com o PSDB do então governador Dante de Oliveira e do senador Antero de Barros. Os eleitores, de novo, reprovaram a coligação. O acórdão sem aval das bases foi uma das razões que levaram Antero à derrota para Blairo Maggi também no primeiro turno. Depois de Júlio, foi a vez de Dante "morrer" abraço com Bezerra. Ambos perderam a disputa para o Senado.
    Tanto em 2002 quanto na eleição do ano passado, o PT enfrentou Maggi nas urnas. Agora, virou aliado, com direito a conduzir a maior secretaria da estrutura da administração estadual, a Educação. A sede pelo poder é tanta que, rapidinho, a cúpula regional se reuniu e aprovou o nome de Ságuas Moraes, que toma posse hoje como secretário de Educação.
    É aguardar para ver. De duas uma: ou o PT se apruma como aliado verdadeiro ou vai usar o governo Maggi para, na base da conspiração, levantar dados sigilosos e se preparar para embates nas eleições de 2010.

Romilson Dourado é jornalista, editor de Política de A Gazeta.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Joaninha se afasta da Câmara de Sinop

joaninha 400 sinop vereador curtinha   O vereador por Sinop Joaninha (MDB), conforme a coluna Curtinhas adiantou, se licenciou do cargo por 60 dias para se recuperar do acidente que sofreu durante manobra na Competição Duelo de Motos, em Atibaia (SP). Enquanto isso, o suplente Mauro Garcia (MDB), ex-secretário de...

Manifestação de apoio deles para ele

elizeu nascimento 400 curtinha   Mesmo com o apoio dos deputados Elizeu Nascimento (foto), Xuxu Dalmolin e Ulysses Moraes que levaram até assessores, em pleno horário de expediente, a manifestação pró-Abílio na Câmara de Cuiabá foi considerada fraca. Investigado por quebra de decoro...

TCE cria estrutura para atender a AL

maluf 400 curtinha   A Assembleia Legislativa saiu de Guilherme Maluf (foto), mandando-o para o TCE, mas ele não saiu da AL. Alçado à presidência com menos de um ano na cadeira vitalícia, Maluf acaba de criar uma assessoria parlamentar para promover o intercâmbio com as comissões da AL e ainda um...

Cassação de Abílio depois do Carnaval

abilio junior 400 curtinha   Por mais que Abílio Júnior (foto) implore e grite por socorro, na esperança de escapar da cassação, inclusive se colocando como vítima de perseguição política, perderá mesmo mandato. Mas isso só vai ocorrer após o Carnaval. A...

PGR monitora delação de ex-deputado

jose riva 400 curtinha   Membros do alto escalão da Procuradoria-Geral da República, que rejeitou a proposta de delação de José Riva (foto) na esfera federal por causa de omissão de crimes, estão monitorando os bastidores do acordo de colaboração, agora entre o Ministério...

Fritado no PDT e buscando o Aliança

antonio galvan 400 curtinha   Fritado no PDT, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), pretende agora procurar espaço em um partido considerado de direita. E está se movimentando para assumir em MT o comando do Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado pelo presidente Bolsonaro. O sojicultor se mostra,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.