Últimas

Terça-Feira, 25 de Dezembro de 2007, 02h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

COBRANÇA

PT nacional sofre bloqueio por dívidas em MT


* 3 promissórias assinadas por Delúbio e Alexandre revelam caixa 2 de campanha e resulta em conta bloqueada 

* Empresário de MT que prestou serviços como produtor do programa do petista na TV em 2004 vai receber R$ 1 mi

   Três anos depois, o empresário mato-grossense Rodrigo Stabille Piovezan, da Beta Vídeo, que fez a produção da campanha eleitoral na TV de Alexandre Cesar à Prefeitura de Cuiabá em 2004, consegue êxito na Justiça e vai receber praticamente R$ 1 milhão da direção nacional do PT. Por decisão judicial, o caixa do partido presidido pelo deputado Ricardo Berzoini está bloqueado. Ficará nessa penhora on line até que o partido reúna todo o dinheiro para quitar a dívida.

    O pior é que esse débito faz parte do esquema do caixa 2. O próprio Alexandre, então presidente regional do PT e hoje deputado estadual, e Delúbio Soares, que era tesoureiro da Nacional, foram quem assinaram três notas promissórias, totalizando R$ 916.887,00. Delúbio foi o pivô de uma das maiores crises políticas do país. Ele atuava junto com o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza no chamado valerioduto, com captação de recursos para o PT e no mensalão supostamente pago a parlamentares da base aliada do governo Lula.

Rodrigo Piovezan consegue bloqueio das contas do PT para receber R$ 1 milhão    Rodrigo Piovezan foi um dos poucos credores do PT no país que conseguiram confissão de dívida assinada por Delúbio de uma contabilidade parelela. Em poder das duplicadas, o jovem empresário recorreu à Justiça, após tentativas inúteis de receber o dinheiro tanto junto ao diretório estadual quanto ao nacional. Conforme as promissórias assinadas por Delúbio e Alexandre em nome das direções nacional e estadual, o PT se comprometeu a liquidar os R$ 916,8 mil em três parcelas.

     A primeira duplicata (001/003) apresenta valor de R$ 295.732,00. Venceu em 28 de março de 2005, três meses antes de estourar a crise política por conta do caixa 2 e do mensalão. Os escândalos nocautearam o PT, afundaram o governo Lula, provocaram queda de ministro e renúncia e cassação de deputados.

    A segunda duplicada (002/003) com valor de R$ 305.521,00 teve vencimento em 28 de abril. A terceira (003/003), de R$ 315.634,00 deveria ter sido paga até 28 de maio do mesmo ano. Como nenhuma delas foi liquidada, Piovezan bateu a porta da Justiça com ação por Quantia Certa Contra Devedor Solvente, citando os diretórios estadual e nacional petista. Sob número 277/2005, o processo tramitou na 21ª Vara Cível de Cuiabá desde 22 de agosto de 2005.

   A ação proposta por Piovezan, por meio de seus advogados Pedro Sylvio Sano Ltvay e Wagner Moreira Garcia, relata que "por inúmeras vezes e de forma amigável, o exequente buscou a satisfação do seu crédito, o que resultou infrutíferas tais tentativas, não restando a ele outra alternativa senão socorrer-se à ação executória". Piovezan é sócio-proprietário da Beta Vídeo, produtora que realizou vários trabalhos para o PT na campanha eleitoral de 2004, principalmente em Cuiabá.

    Há vários credores do PT na fila para receber. O partido, em nome de alguns dirigentes, emitiu até cheques sem fundos, nove deles, que totalizam R$ 351,6 mil, foram assinados como crédito para a Gráfica Print Indústria e Editora Ltda. A empresa ingressou com três ações na Justiça, já que também foi vítima de calote.
Confira abaixo reprodução das 3 promissórias assinadas por Delúbio Soares e Alexandre Cesar.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • cicero maciel de oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    em um saco de batata tem muitas batatas podre e o interessante que enquanto não se mexe nelas não ezala o seu cheiro ruin mais quando mexe sai da frente que a bixa é fidida quero com isso dizer atraveis desse espasso que o pt não é diferente dos ourtos partido tem muita batata boa e tambem tem as rui sou do pt e te parabeniso pela materia tem que deitar o guatanbu nesses politicos descopromissado com a missão que lhe foi confiado pelo povo 2 abraço felicidade pra vc e sua familia

  • Guatambú de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr. Cícero,,, acho melhor o senhor respeitar o Guatambú.

    Parabenizo-o, no entento, pela sinceridade em dizer que é do PT, e, aceitar que o seu partido também é saco de batatas.

  • roberto guedes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O rodrigo ja recebeu essa divida, tanto é que trabalhou pela eleição do lula em 2006....

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.