Últimas

Terça-Feira, 19 de Dezembro de 2006, 05h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Quanto custa um deputado?

        A jornalista Cristiana Lôbo, em artigo no Portal da Globo desta terça (19), discorre sobre a polêmica do reajuste de 91% autoconcedido pelos congressistas. Ela lembra que os parlamentares têm direito a uma série de outros benefícios financeiros.

Confira a íntegra abaixo

         Quanto gasta o seu deputado?


        Estamos em meio a enorme polêmica por conta do aumento de 91% autoconcedido pelos deputados e senadores que, assim, passarão a ganhar (se não houver recuo) R$ 24 mil por mês. Além disso, eles têm direito, também, a R$ 180 mil por ano ou R% 15 mil por mês relativo ao que foi batizado de "verba indenizatória". Esse dinheiro é repassado ao deputado depois de ele fazer despesas de aluguel de escritório, alimentação (qualquer restaurante), combustível e etc... supostamente, para bem desempenhar seu mandato no Estado. Como é ressarcimento de despesa, não há pagamento de imposto de renda sobre o valor gasto.

        Essa "verba indenizatória" representa, portanto, mais do que o aumento que suas excelências se autoconcederam nesta véspera de Natal. Mas nenhum deles, nem o trio que vai ao Supremo Tribunal Federal para questionar o aumento dos salários, quer deixar de ter acesso a tal verba indenizatória. É bom ressaltar: tanto pode ser usada pelo deputado honesto, que presta conta de seus mandatos, quanto por alguém que utilize notas frias para prestar contas e ser ressarcido.

         Então, para saber como o seu parlamentar usa os recursos da "verba indenizatória" para bem exercer o mandato, você pode acessar www.camara.gov.br e, depois disso, à esquerda da tela, clicar na palavra transparência. Depois disso, aparece no meio da tela "consulta de utilização de verba indenizatória", clique ali e será aberto espaço para você digitar o nome de seu deputado e saber quanto e como ele gastou esse dinheiro.

           Faça isso, e depois comente. Faça também os cálculos sobre o consumo de combustível de cada parlamentar, lembrando que ele permanece, ou deveria permanecer em Brasília durante a semana, mas dê o desconto, retirando as segundas e sextas-feiras. Parece que alguns deputados vão para seus Estados, entram em um carro e passam dias seguidos "visitando as bases". Vale a pena ver.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

DEM consulta sobre regras ao Senado

julio campos 400 curtinha   Atendendo orientação da Nacional do DEM, na luta para ampliar bancada no Congresso, o diretório regional do partido vai apostar todas as fichas na disputa suplementar ao Senado. E, antes de avançar na definição de nome, o partido decidiu encaminhar consulta ao TSE para saber se...

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.