Últimas

Quarta-Feira, 18 de Abril de 2007, 09h:57 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Quem persegue o Brasil?

 

    A síntese do que aconteceu à economia brasileira nos últimos 25 anos (a geração de 1980) está revelada na tabela abaixo, na qual se registra a participação do valor das nossas exportações em relação às do mundo. Corremos apenas para ficar parados.
    Enquanto o nosso PIB per capita cresceu 25%, o da Coréia cresceu 280% (onze vezes), e o da China, 670% (27 vezes!). O controle do câmbio no programa do Real produziu uma tragédia externa. Terminamos 2002 com a fantástica relação de 2,7 entre a dívida externa líqüida e a exportação de bens e serviços.
    A partir de então, a rápida expansão do comércio mundial aumentou ao mesmo tempo a quantidade e os preços dos nossos produtos exportáveis e ajudou-nos a superar o problema. Hoje a dívida externa líqüida é da ordem de 0,5 das exportações (contra 2,7 em 2002), e as reservas ultrapassaram US$ 110 bilhões (contra US$ 17 bilhões em 2002). Ela é maior do que a dívida externa pública, o que nos dá imensa tranqüilidade. É esta que está permitindo, outra vez, o uso oportunístico da taxa de câmbio para o controle da inflação. O que é preciso perguntar é por que em 25 anos as exportações brasileiras cresceram 6,8 vezes enquanto as exportações coreanas cresceram 19 e as chinesas, 53,6.
    A resposta é simples e não admite tergiversação: nossas exportações não foram prejudicadas por nossos concorrentes ou pela nossa ineficiência, mas pelos nossos próprios governos, com políticas cambiais que insistimos em reproduzir, sempre com os mesmos "argumentos"! Congelamos a taxa cambial no Cruzado; submetêmo-la ao controle em várias experiências malsucedidas até 1989; congelamos, de novo, no Plano Collor e, no Plano Real, ela foi "super" valorizada na experiência tupiniquim de "desinflação competitiva" (à custa de uma taxa de juro real de 20% ao ano!).
    Agora repetimos o mesmo erro com o "slogan" simplista de que "o problema não é da taxa de câmbio, mas da produtividade"! Quando vamos amadurecer?

----------------------------------------------------------------------------
Antonio Delfim Netto escreve às quartas-feiras nesta coluna - contatodelfimnetto@uol.com.br
 

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Corrida de Teis no noticiário nacional

waldir teis 400 curtinha   As imagens que mostram o conselheiro afastado do TCE Waldir Teis (foto) descendo em alta velocidade as escadas de um prédio para jogar no lixo vários cheques rasgados que somavam R$ 450 mil ganharam o noticiário nacional, com destaque neste domingo em veículos, como Folha de S. Paulo, G1 e IG....

Esforço de ex-senadora para eleger 2

rafael ranalli curtinha 400   Eleita no pleito de 2018 e cassada em definitivo em abril deste ano, a ex-senadora Selma Arruda, presidente do Podemos de Cuiabá, pode deixar o partido após o processo eleitoral deste ano. Segundo informações, a juíza aposentada se afastaria da política partidária para...

6 parlamentares já foram infectados

wilson santos 400 curtinha   Desde o início da pandemia, em março, seis dos 24 deputados estaduais já testaram positivo para Covid-19. O último foi Wilson Santos (foto). Ele disse que recebeu medicação e está em isolamento. Observa que a doença está no início e segue trabalhando...

Pedido para TSE definir data da eleição

sebastiao carlos 400 curtinha   Na última quarta (2), um dia após a Câmara aprovar a PEC que adia as eleições municipais para 15 de novembro, André de Albuquerque Teixeira, advogado de Sebastião Carlos, que concorreu ao Senado e um dos que denunciaram Selma Arruda por crimes eleitorais, já...

Uma das apostas do PP para vereador

alex rodrigues 400 curtinha   O PP já tem no rol de possíveis eleitos a vereador em Cuiabá o jovem Alex Rodrigues (foto), de 31 anos. Filho do empresário Valúcio Rodrigues e sobrinho do secretário de Obras Públicas da Capital, Wanderlúcio Rodrigues, Alex criou uma comunidade com mais de mil...

Prefeito, efeito pandemia e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Mesmo com o poderio da máquina, considerada preponderante para cooptar partidos e aliados por causa da oferta de cargos e do assistencialismo, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, terceira em população e segunda no ranking da economia estadual, terá muitos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.