Últimas

Segunda-Feira, 14 de Abril de 2008, 15h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

MEIO AMBIENTE

Queremos respeito, cobra governador de Marina


Marina Silva recebe o governador Maggi e comitiva de MT
Foto: H. Pradera/DF

   O governador Blairo Maggi, acompanhado de mais quatro pessoas, apresentou dados à ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, em que contesta as informações sobre um Mato Grosso que, pelos dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), seria campeão em desmatamento. Disse que faria questão que Marina retornasse ao Estado para constatar in loco que os números estão equivocados e, por isso, acabaram prejudicando o Estado. “Assumo a responsabilidade e os custos (da viagem) para isso. O que não podemos é ficar parados enquanto Mato Grosso é apontado com altos índices de desmatamento”, cobrou o governador, na audiência, em Brasília.

   Maggi estava acompanhado do deputado federal Homero Pereira, do estadual Dilceu Dal Bosco, que preside a Comissão do Meio Ambiente da Assembléia, do presidente da Famato e da Aprosoja, Rui Prado, e do seu secretário Luis Henrique Daldegan (Meio Ambiente). Foram duas horas de explicações. Segundo um relatório elaborado pela Sema e apresentado a Marina, apenas 10% dos polígonos registrados pelo Inpe são efetivamente áreas de desmatamento.

    "Uma coisa é a degradação progressiva da floresta e outra é o desmatamento, o corte raso. São dados que devem ser anunciados separadamente pelo Inpe e pelo Ministério do Meio Ambiente”, retrucou o governador. Ele anunciou à ministra a criação de um Centro de Imagens por Satélites que também estará acompanhando passo-a-passo a questão do desmatamento em MT e pediu um compromisso do MMA para que os números do próximo relatório do Inpe sejam apresentados de forma discriminada. A ministra prometeu ao governador rever com sua equipe técnica a forma de apresentação desses dados.

    Arco de Fogo

   A forma como foi realizada a Operação Arco de Fogo, que trouxe apreensão no Norte do Estado com a presença da Polícia Federal e de fiscais do Ibama, também entrou na pauta. Maggi reforçou sua insatisfação ao afirmar que ocorreu abuso da força policial. “Quando ficamos sabendo da Operação nossos técnicos foram barrados pela polícia. O Ministério tem sua autonomia, mas não pode esquecer que somos parceiros e devemos ser tratados como tal. Queremos que o nosso Estado seja respeitado”, declarou.

    A ministra contestou o governador. Disse que não houve dolo no caso da Operação Arco de Fogo. No entanto, ela aceitou que uma outra forma de abordagem possa ser discutida. Marina ressaltou ainda que esta é uma operação da PF e que, portanto, os técnicos do Ibama estavam ali (no Nortão) apenas para auxiliar. (Simone Alves com Secom)

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • marcos velazquez | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - EU GOSTARIA QUE FOSSE DADO O MESMO ESFORÇO E ÊNFASE QUANTO A ADEQUAÇÃO DAS LEIS DE NOSSO CÓDIGO PENAL, CREIO QUE ESSE TIPO DE CRIME SERIA TAMBEM ATINGIDO MAIS DIRETAMENTE, DESDE DE QUE NESTE ASSUNTO TEM TAMBEM QUE SEREM ADEQUADOS COM OS ERROS PERMITIDOS PELOS PROGRAMAS E PROJETOS ANTIGOS (DA ÉPOCA), ATUALIZA LOS COM O PRESENTE E JÁ PREVENDO O FUTURO, PARA QUE NÃO TENHAMOS QUE REVER TAIS OPERAÇÕES (CIRURGIAS) COMO AS QUE ESTAMOS PRESENCIANDO AGORA.........LEI ADEQUADA PARA TODOS.....PARLAMENTARES OLHEM PARA O POVO, E INVENTEM MENOS C.P.I´S, QUE NÃO DÃO EM NADA........OLHEM O QUE PODEM FAZER PELAS NOSSAS LEIS....

  • Eduardo Rosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso ai, governador. Pulso firme e bola pra frente!

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na época de meu avo, um seringalista arretado de bravo, ninguem se metia a besta de embargar ou fazer qualquer tipo de restrição naquilo que ele mandava. Eu mando e acabou, o cara era autocráta mesmo e se alguem tentasse fazer gracinha ele só dizia assim Eu meto bala.
    Agora no MT não impera mais a lei do 44, afinal é pra isso que foi criada a távola redonda, mesmo assim, de vez enquanto é bom bater na mesa e arrotar grosso, para mostrar quem manda.
    Bate duro nessa ministra que é casada com dono de ONG que recebe uma grana dos estrangeiros.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Romilson, peço que me explique, através de meu email, as razões pelas quais não encontrei seu blog, de quem sou fã incondicional, na Gazeta Digital. Com referência à notícia acima, é necessário que haja um imediato entendimento entre os dados do Ministério do Meio Ambiente e do Governo do Estado de Mato Grosso na questão do desmatamento no Estado de Mato Grosso. Que, está com a razão, quais os dados que estão corretos, o que se fazer para consertar essa situação ? Afinal, podemos sentir que Mato Grosso vem sendo prejudicado em sua economia com essa questão do desmatamento, causando embaraços de monta ao nosso progresso e desenvolvimento, recaindo ainda tais prejuízos sobre milhares de pais de família que se encontram desempregados. Sou total e completamente contra o desmatamento indiscriminado, mas deve haver uma forma eficaz e técnica de se resolver esse problema e dar continuidade à expansão de nosso desenvolvimento, sem que se destrua a natureza. Esperamos ansiosos uma solução a essa problema.

  • Luiz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mato Grosso Terra de niguem. Esse governador (maior desmatador de floresta do mundo) esse sim vai ficar na historia, como o homem que acabou com as florestas. Esta mais do que evidente que existe muito desmatamento em nosso Estado, alguem se esquece do ar que respiramos qdo chega o mes de agosto, setembro e outubro, nao precisa dizer mais nada. O Ministerio do Meio Ambiente esta sim correto, o pessoal esta desmatando e queimando mesmo. Policia Neles...

  • Cidadã antenada | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quando o outro governo fazia operações de combate ao desmatamento e queimada e localizava os focos através dos dados do INPE, valiam. Agora nesta gestão, os dados estão errados. Engraçado, né????

  • vinicius bulhões junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ehh governador, até quando vai ficar procurando desculpas sobre o desmatamento no estado? se foi recente ou se foi realizado a 5, 10, 20 anos, o que importa? a degradação ambiental está instalada e têm que tomar providências para recuperar o dano ambiental e agir com mais eficiência para evitar que o mal se repita. Ou o governador resiste a idéia de formular uma politica ambiental série e consequente, ou vai continuar a reboque de setores atrasados deste Estado que insistem em usar de técnicas primitivas do uso do solo. Toma jeite no corpo, sua excelência governador!!!mude sua politica ambiental!! mude os amadores que colocou na sema!! mude a imagem do Estado no país e no exterior!!!não insista no erro ou tentar encobri-lo!!!

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...