Últimas

Segunda-Feira, 03 de Março de 2008, 16h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EMBATE JURÍDICO

Rabello depõe 5ª e tem França como testemunha

   O apresentador de TV e deputado estadual Walter Rabello (PP), pré-candidato a prefeito de Cuiabá, depõe na quinta (6), às 15h, no processo em que é acusado de infidelidade partidária. Vai ser ouvido pelo juiz-relator Renato Cesar Viana, que compõe o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O parlamentar, que trocou o PMDB pelo PP, arrolou três testemunhas de defesa, entre elas o colega deputado Roberto França (sem partido). Os outros dois são o advogado Ricardo da Silva Monteiro e Genilto Adenaldo Nogueira.

 O processo que pede a perda de mandato de Rabello foi formulado pelo Ministério Público Eleitoral. Ele mudou de legenda, após receber aval do cacique progressista, deputado José Riva, em setembro do ano passado e logo anunciou sua pré-candidatura a prefeito. O depoimento de Rabello é um dos mais esperados. Ele é detentor de declarações polêmicas sobre a Resolução 22.610 do Tribunal Superior Eleitoral, que disciplina a desfiliação partidária. Segundo a regra pró-fidelidade, o parlamentar que trocou de partido após 27 de março de 2007 deve perder o mandato, que pertence ao partido e não ao eleito. 

    Mesmo que Rabello venha a perder o mandato por conta de sua desfiliação, ele não corre o risco de ter os direitos políticos cassados. Dessa forma, poderá manter sua candidatura ao Palácio Alencastro. (Simone Alves)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • PEDRO PAULO BARROS LIMA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ESTA DADA AO TRE DE MT A OPORTUNIDADE DE MOSTRAR AO POVO QUE LHES PAGA O SALARIO,QUE NÃO É UMA CORTE PARCIAL.

    POIS NO EPISODIO DO BOSAIPO O DES.LICINIO FOI DE UMA PARCIALIDADE QUE PELO AMOR DE DEUS,DEVE TER ENVERGONHADO TODOS OS SEUS COLEGAS.

    AGORA CASSANDO ESSE FARSANTE DO WALTER RABELO,QUEM SABE O POVO VOLTE A DAR CREDIBILIDADE AO TRE-MT

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se irregular perante a Justiça Eleitoral, nos moldes da disciplinação legal, que se casse o mandato dessa figura esdrúxula da política matogrossense:o sempre demagogo, incompetente, falso assistencialista e despreparado, dentre outros adjetivos, Walter Rabello. Se merecedor da cassação, que assim seja. Dessa forma, veremos a derrocada de sua pretensa candidatura a Prefeito da Capital, antes que esse mal se propague e, graças aos seus choros convulsivos, à sua falsidade manipuladora da opinião pública, consiga se eleger e destruir completamente a nossa cidade. Quem sabe a nossa lendária e tartaruguíssima JUstiça Eleitoral consiga julgar esse feito a tempo. O que é muito improvável.

  • Roberto Muniz Freire | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caso o Dep. Walter perca o mandanto, não tenho duvida que a assembleia corre o risco de ganhar e muito, poia será menos um demagogo...naquela casa!!!!


    Se bem que o Walter deve está querendo perder o mandato, pois desta forma ele se portará como um injustiçado e irá ganhar mais um plus em sua demagogica "CAMPANHA"...

  • R. DOGLAS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nós temos que parar com as hipocrisias, este negócio de perder mandato por infidelidade partidária é um absurdo sem tamanho, mais absurdo ainda e ver este debate aqui neste sitio como se todos fossem os paladinos do conhecimento e da moralidade. Nem todos os eleitores são imbecis para acreditar em cassação, todos sabem que a cassação no caso do WALTER RABELLO é vitória para ele mesmo, ou alguém tem duvidado de que o povo vai superlotar as modernas urnas de votos caso ele seja cassado?
    Todos também sabem que qualquer um que queira sair candidato pode fazê-lo via partido político e pelo meu entendimento este Walter queria ser candidato pelo PMDB a prefeito de Cuiabá, isto é legal e moral, quer dizer, é um direito dele ou de qualquer um, acontece que o ditador Carlos Bezerra, dono do PMDB, vendeu o partido para o Wilson Santos e não deixou o RABELLO sair candidato, somente isto já justifica ele sair do partido. Onde esta a infidelidade?
    VAMOS DEIXAR DE HIPOCRESIA. . .SUGIRO QUE OLHEM PARA OS OUTROS CANDIDATOS E VERIFIQUEM SE HÁ MUITA DIFERENÇA...

  • Rafael da Luz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Há poucos dias atrás eu conversava com um tradicional na política que me dizia “O WALTER RABELLO QUANDO SAIR DA TV PERDERÁ AS ELEIÇÕES PARA QUALQUER UM”, fazendo mais alguns comentários que eu já tinha ouvido dele mesmo quando o Walter foi candidato a Vereador e ganhou sendo o mais votado da história de Mato Grosso e sendo o único que ganhou á época sem colocar nenhuma boca de urna.
    Lembrei a ele que esta história eu já tinha ouvido dele e ele se lembrou e me perguntou se eu votaria no Walter para Prefeito, respondi do mesmo jeito que tinha respondido em 2004, não votaria por já ter candidato, ele sabe que meu voto e ideológico, ele sabe que eu votei em Valtenir e que vou votar novamente, mesmo sabendo que ele não vai ganhar, mas vai fazer uma boa pré-campanha e se preparar para 2010. Depois de muita conversa ele se convenceu mesmo a contra gosto que o futuro prefeito de Cuiabá será WALTER RABELLO mesmo sem os votos meus e dele.

  • claudio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Coerência?

    è tudo muito simples não há de se fazer estardalhaços, o nobre deputado tem o direito de se justificar perante a justiça e a qualquer um na condição de homem público.
    Entretanto o povo precisa saber o que a Lei ordena que faz, se o nobre deputado não cumpriu a lei ele tem que ser SAPECADO, IR PRO SAL, se não a justificativa é a coerência.
    O cometário é não podemos julgar a pessoa, pela sua caracterisitca se é feio ou bonito mas na capacidade de sua integridade e com uma indicação especial quando o homem é público, as suas ações tem que ser coerentes e sem mentiras.
    Vamos ver o que vai ser resolvido pela justiça e que A JUSTIÇA FALE SE FOI INFLIGIDA ou NAO, a justiça esta agora com a palavra.

  • valmir molina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Infelizmente no Brasil as leis existentes não punem nimguém que detem algum tipo de poder.No caso do deputado Walter Rabelo é claro,ele desfiliou do seu partido depois de 27 de março,tem que ser cassado por infidelidade,não existe outro caminho.Com a palavra o TRE.

  • Alan Kardec | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Desde qdo isso deu alguma coisa, a justiça é cega, MT terra sem lei, aqui tudo se admite, pra se ter uma idéia - o homem é apresentador de TV. Precisa mais...

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...

Coronel linha dura morre ao 91 anos

Coronel Abid 400   Morreu   em Campo Grande (MS), aos 91 anos,  o coronel da PM aposentado Adib Massad (foto), considerado  um dos principais nomes  da Segurança Pública de Mato Grosso na década de 1970. À época, ainda com a patente de  tenente, foi comandante regional...

Mauro e vitórias na briga de decretos

orlando perri 400 curtinha   A estratégia do governador Mauro Mendes de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro,...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...