Últimas

Quinta-Feira, 29 de Março de 2007, 06h:54 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Rabello e Santos já travam embate eleitoral

Peemedebista transforma programa de TV e tribuna da AL em palanque; tucano vira principal marqueteiro de sua gestão

   A campanha eleitoral rumo ao Palácio Alencastro já começou para Walter Rabello (PMDB) e Wilson Santos (PSDB). O primeiro, com seu estilo demagógico e populista, passou a levar problemas socais da Capital para a tribuna da Assembléia Legislativa e para o seu programa de TV na Cidade Verde (afiliada do SBT). De forma apelativa, Rabello explora o drama e a pobreza das pessoas que procuram-no em busca de ajuda, faz propaganda política escancarada sobre a doação do seu salário e age como se tivesse solução para tudo.

    Isolado politicamente, Wilson Santos se transformou em marqueteiro. De olho da reeleição, procura dar ênfase a qualquer ação ou projeto na tentativa de ganhar visibilidade eleitoral. Por outro lado, empurra com a barriga uma série de promessas de campanha. Garantiu construir, por exemplo, a tal avenida das Torres. Mesmo sem recursos para tocar a obra de R$ 43 milhões e que terá 12,5 km de extensão, a partir do Pedra 90, o prefeito já percorreu o trecho por duas vezes, acompanhado de jornalistas, de secretários e outros convidados. Ficou nisso. Também não deu resultado a campanha pela atração da fábrica da Petrobras para Cuiabá.

    A 18 meses da eleição para prefeito, Rabello e Santos vivem se digladiando. A disputa pelo Alencastro já está polarizada entre ambos. O PT, ainda um tanto retraído após comprovação de que usou caixa 2 na última campanha à sucessão municipal, avisa que terá candidatura própria e, ao mesmo tempo, sinaliza para aliança com o PR do governador Blairo Maggi. O único nome que "embolaria" o quadro seria do deputado federal Carlos Abicalil. O PFL se juntou ao governo Santos e deve apoiá-lo à reeleição. Nos bastidores, o deputado federal Valtenir Pereira (PSB) articula candidatura, assim como o empresário Mauro Mendes (PR).

    Enquanto uns não assumem publicamente projeto à sucessão na Capital, Rabello toma a frente. Na Assembléia, não perde a chance de cutucar a administração Santos, que deve ser o seu principal adversário nas urnas de 2008.

    Durante a sessão ordinária de terça (27), por exemplo, o peemedebista direcionou o discurso para a área esportiva até chegar no "Bom de Bola, Bom de Escola", lançado pelo ex-prefeito Roberto França, hoje deputado estadual. Criticou o fim do projeto e provocou França, em busca de respaldo a seu discurso. O ex-prefeito observou que o projeto será relançado por Santos com outro nome. Mesmo assim, Rabello manteve as críticas. O fato de Rabello transformar a Assembléia em palanque eleitoral tem irritado alguns deputados.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Flávio Azevedo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Qualquer pessoa um pouquinho que seja mais esclarecida não suporta a demagogia exacerbada do Dep. Valter Rabelo.

  • Antônio Fernandes do Amaral | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse demagogo Walter Rabelo não aguenta nem meia hora de debate imagine uma campanha politica para cargo majoritário! Rabelo é formando da faculdade de Lino Rossi! nem precisa mais comentários, né!
    Antônio Fernandes Ex- Presidente do PSB Cuiabá.

  • Roberto Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Populismo exacerbado como de Rabello não aguenta pressão. Só faz fama agora na fase inicial, com a demagogia do chororô junto á população humilde. Quero ver na hora do embate eleitoral. Coitado dele...

  • Roberto Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Populismo exacerbado como de Rabello não aguenta pressão. Só faz fama agora na fase inicial, com a demagogia do chororô junto á população humilde. Quero ver na hora do embate eleitoral. Coitado dele...

  • Mauricio correa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Valter Rabello nada mais é que um Lino Rossi, mas com especialização na malandragem, leia-se picaretagem, infelismente quem mais sofre com esses individuos peçonhentos é justo quem mais precisa do poder público

  • ricardo oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É só esqueceram de avisar o eleitor dessa briga.
    é muito cedo pra debater uma futura eleição.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Valter Rabello nada mais é que um Lino Rossi, mas com especialização na malandragem, esse cara so fala besteira e nao tem moral para falar de ninguem, pq até hj nunca prouvou trabalho de verdade, fica nesse discursinho de doar salario mas fazer alguma coisa em concreto mesmo, nunca fez, é por isso que ele tem que ser odiado pelo povo, e será!!!

  • Wellington | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Apenas 07 comentarios, e o meu não foi divulgado, espero que nao tenha sido por CORPORATIVISMO da midia, uma vez que minha critica é feita a deputados e pre-candidatos a mamantas publicas usando as TVs em Mato Grosso para fazerem horarios politicos fora de epoca, e são eles: Walter Rabelo, Sergio Ricardo, Maksus Leite, Roberto França, Clovis Roberto.
    Wellington

  • jefferson rondon de souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma vez confirmamos a inificiência dos tribunais eleitoral (estadual e federal)pois aparecem estes picaretas
    "WALTER RABELO, MAKSUES LEITE E SERGIO RICARDO" que nada mais são representantes de Empresarios que ´so Deus sabe da onde vieram e para onde vão, que com certeza o tempo dira ,pois o que mais sinto é nojo deste jogo politico que roubam a ignorancia do povo humide Mato-grossense e então mais uma vez pergunto cade TRE?

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...