Últimas

Quinta-Feira, 29 de Março de 2007, 06h:54 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Rabello e Santos já travam embate eleitoral

Peemedebista transforma programa de TV e tribuna da AL em palanque; tucano vira principal marqueteiro de sua gestão

   A campanha eleitoral rumo ao Palácio Alencastro já começou para Walter Rabello (PMDB) e Wilson Santos (PSDB). O primeiro, com seu estilo demagógico e populista, passou a levar problemas socais da Capital para a tribuna da Assembléia Legislativa e para o seu programa de TV na Cidade Verde (afiliada do SBT). De forma apelativa, Rabello explora o drama e a pobreza das pessoas que procuram-no em busca de ajuda, faz propaganda política escancarada sobre a doação do seu salário e age como se tivesse solução para tudo.

    Isolado politicamente, Wilson Santos se transformou em marqueteiro. De olho da reeleição, procura dar ênfase a qualquer ação ou projeto na tentativa de ganhar visibilidade eleitoral. Por outro lado, empurra com a barriga uma série de promessas de campanha. Garantiu construir, por exemplo, a tal avenida das Torres. Mesmo sem recursos para tocar a obra de R$ 43 milhões e que terá 12,5 km de extensão, a partir do Pedra 90, o prefeito já percorreu o trecho por duas vezes, acompanhado de jornalistas, de secretários e outros convidados. Ficou nisso. Também não deu resultado a campanha pela atração da fábrica da Petrobras para Cuiabá.

    A 18 meses da eleição para prefeito, Rabello e Santos vivem se digladiando. A disputa pelo Alencastro já está polarizada entre ambos. O PT, ainda um tanto retraído após comprovação de que usou caixa 2 na última campanha à sucessão municipal, avisa que terá candidatura própria e, ao mesmo tempo, sinaliza para aliança com o PR do governador Blairo Maggi. O único nome que "embolaria" o quadro seria do deputado federal Carlos Abicalil. O PFL se juntou ao governo Santos e deve apoiá-lo à reeleição. Nos bastidores, o deputado federal Valtenir Pereira (PSB) articula candidatura, assim como o empresário Mauro Mendes (PR).

    Enquanto uns não assumem publicamente projeto à sucessão na Capital, Rabello toma a frente. Na Assembléia, não perde a chance de cutucar a administração Santos, que deve ser o seu principal adversário nas urnas de 2008.

    Durante a sessão ordinária de terça (27), por exemplo, o peemedebista direcionou o discurso para a área esportiva até chegar no "Bom de Bola, Bom de Escola", lançado pelo ex-prefeito Roberto França, hoje deputado estadual. Criticou o fim do projeto e provocou França, em busca de respaldo a seu discurso. O ex-prefeito observou que o projeto será relançado por Santos com outro nome. Mesmo assim, Rabello manteve as críticas. O fato de Rabello transformar a Assembléia em palanque eleitoral tem irritado alguns deputados.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Flávio Azevedo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Qualquer pessoa um pouquinho que seja mais esclarecida não suporta a demagogia exacerbada do Dep. Valter Rabelo.

  • Antônio Fernandes do Amaral | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse demagogo Walter Rabelo não aguenta nem meia hora de debate imagine uma campanha politica para cargo majoritário! Rabelo é formando da faculdade de Lino Rossi! nem precisa mais comentários, né!
    Antônio Fernandes Ex- Presidente do PSB Cuiabá.

  • Roberto Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Populismo exacerbado como de Rabello não aguenta pressão. Só faz fama agora na fase inicial, com a demagogia do chororô junto á população humilde. Quero ver na hora do embate eleitoral. Coitado dele...

  • Roberto Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Populismo exacerbado como de Rabello não aguenta pressão. Só faz fama agora na fase inicial, com a demagogia do chororô junto á população humilde. Quero ver na hora do embate eleitoral. Coitado dele...

  • Mauricio correa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Valter Rabello nada mais é que um Lino Rossi, mas com especialização na malandragem, leia-se picaretagem, infelismente quem mais sofre com esses individuos peçonhentos é justo quem mais precisa do poder público

  • ricardo oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É só esqueceram de avisar o eleitor dessa briga.
    é muito cedo pra debater uma futura eleição.

  • Anônimo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse Valter Rabello nada mais é que um Lino Rossi, mas com especialização na malandragem, esse cara so fala besteira e nao tem moral para falar de ninguem, pq até hj nunca prouvou trabalho de verdade, fica nesse discursinho de doar salario mas fazer alguma coisa em concreto mesmo, nunca fez, é por isso que ele tem que ser odiado pelo povo, e será!!!

  • Wellington | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Apenas 07 comentarios, e o meu não foi divulgado, espero que nao tenha sido por CORPORATIVISMO da midia, uma vez que minha critica é feita a deputados e pre-candidatos a mamantas publicas usando as TVs em Mato Grosso para fazerem horarios politicos fora de epoca, e são eles: Walter Rabelo, Sergio Ricardo, Maksus Leite, Roberto França, Clovis Roberto.
    Wellington

  • jefferson rondon de souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma vez confirmamos a inificiência dos tribunais eleitoral (estadual e federal)pois aparecem estes picaretas
    "WALTER RABELO, MAKSUES LEITE E SERGIO RICARDO" que nada mais são representantes de Empresarios que ´so Deus sabe da onde vieram e para onde vão, que com certeza o tempo dira ,pois o que mais sinto é nojo deste jogo politico que roubam a ignorancia do povo humide Mato-grossense e então mais uma vez pergunto cade TRE?

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.