Últimas

Sábado, 07 de Fevereiro de 2009, 22h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

INVESTIGAÇÃO

Ralf reafirma extorsão e nega caso com travesti

  O vereador recém-empossado em Cuiabá Ralf Leite (PRTB) divulgou neste sábado à noite, dois dias depois de se envolver em escândalo, uma nota que denomina de "Carta aos cuiabanos e mato-grossenses". Ele sustenta que fora vítima de extorsão e que vai processar os policiais militares que, diz a carta, armaram contra o parlmentar por este ter recusado a pagar propina.

  Ralf foi flagrado embriagado e com um travesti menor de 17 anos no chamado Posto Zero, em Várzea Grande, durante atos libidinosos. Ele teria desacatado PMs e foi conduzido ao Cisc do Parque do Lago. O vereador é filho do coronel da reserva Edson Leite.

Eis, abaixo, a íntegra da carta de Ralf Leite 

"Carta aos cuiabanos e mato-grossenses
 Dirijo-me especialmente ao povo cuiabano, que me elegeu vereador, e aos mato-grossenses em geral, pois tenho que dar a todos uma satisfação perante o episódio ocorrido na última sexta-feira (06.02), envolvendo-me moral e politicamente.
  Fui acusado de envolvimento com um travesti menor de idade, mas asseguro que essa acusação não corresponde à verdade. Sustento que fui vítima de uma extorsão e não compactuei com ela.
 
Esta é a verdade:
 
Exatamente às 3h52 da madrugada da sexta-feira saí da boate Lótus, onde estava com amigos e minha namorada e em seguida fui deixá-la em casa, na cidade de Várzea Grande. Tenho documentos e testemunhas que confirmam a hora que saí da casa noturna.
  
Ao regressar, passando próximo ao Aeroporto Marechal Rondon, uma guarnição da PM me abordou, pedindo imediatamente que eu saísse do carro, efetuando em seguida uma busca interna bastante acirrada, levantando bancos, tapetes, revirando tudo. Perguntei ao policial o que estava ocorrendo e eles me disseram para ficar afastado. Protestei e me pediram a carteira de habilitação. Informei que havia deixado o documento no meu carro, pois estava com o veículo do meu primo.
  Diante disso um dos policiais falou para eu "cantar a pedra". Pedi para explicar o que significa e o outro policial me disse com todas as letras: "Não se faça de besta. Libera 600 reais aí, ô playboy". Reagi dizendo que era bombeiro militar reformado e vereador de Cuiabá e que não concordava com aquela atitude de dois agentes do Estado, que além de desmoralizar a corporação à qual pertencem, estavam desmoralizando toda a sociedade. Anunciei que iria denunciá-los na Corregedoria.
  Os policiais ficaram muito alterados e me levaram para o 4º Batalhão. Depois de algum tempo, os vi abordando uma pessoa que já lá estava e que até então eu não sabia o que era, se era prostituta ou travesti. Foi então que descobri que eles estavam armando para mim e protestei veementemente. Não desacatei as autoridades e sim reagi ao que estavam tramando.
  Depois disso fui colocado pelos policiais junto com o travesti num carro da PM e fomos levados para o Cisc do Parque do Lago, para prestar esclarecimento ao delegado.
  As atitudes dos policias e suas declarações, em contradição com as do travesti, publicadas na imprensa, confirmam que fui vítima de uma armação, repito, por não compactuar com a extorsão.
  Senão, vejamos:

  1- Por que eu fui levando antes para o 4º Batalhão e não conduzido diretamente para o CISC?

  2 - Por que os policiais me detiveram irregularmente no Batalhão por cerca de quatro horas antes de me conduzir ao CISC?

  3 - Se sai da Lótus oito minutos antes das 4 horas e segui para Várzea Grande não poderia estar no Posto Zero por volta das 3 horas, com afirmam.
  Mesmo na madrugada, com pouco movimento, demoraria pelo menos meia hora para chegar e mais meia hora para voltar, somando cerca de uma hora. Portanto, tempo entre a minha saída da boate e a abordagem policial, conforme BO, por volta das 5 horas.
 
4 - Haveria tempo para abordar o travesti, acertar o programa e manter a relação (sexo oral)?
 
5 - Pelas matérias veiculadas, o travesti fala uma coisa e os policiais, outra. Como, por exemplo, a versão dos policias de que quando me abordaram estava fazendo sexo oral. O travesti diz o contrário, que não havia iniciado a relação por que houve antes a abordagem dos policiais.
   6 - 
Num momento o travesti afirma que eu estava de short, em outro, que estava de calças.
  
7 - Os policiais alegam que o travesti tem 17 anos, mas não mostraram documentação e o liberaram sem que meus advogados pudessem conferir essa informação.
   8 - O travesti diz que era o último programa que estava sendo feito e, no entanto, mostrou apenas 30 reais na bolsa.

   Esses fatos me conduzem a acreditar que o travesti está sendo usado para me prejudicar. Diante da minha reação contrária à ilegalidade dos que me abordaram, estou sofrendo uma ação nefasta a qual muitos cidadãos de bem sofrem por causa de alguns maus policiais.
  
Reafirmo que não compactuo com a extorsão nem com qualquer outro tipo de corrupção. Nunca paguei e nunca vou pagar propina, muito menos para a Polícia ou qualquer agente público. Outras pessoas se submeteram a isso para não sofrerem as represálias que costumam advir de alguns maus polícias.
  
Quantos casos dessa natureza temos conhecimento? Quantos casos são ventilados e até chegam à Imprensa, mas que a sociedade não fica sabendo porque as vítimas têm medo de denunciar, de sofrer ações do tipo que estou sofrendo e até piores, como a prisão ilegal, a tortura e até a morte?
  
Então, meus concidadãos cuiabanos e mato-grossenses, a minha vida está aqui exposta da forma mais vexatória, mais desmoralizante, mais cruel. Sou um jovem vereador, o mais jovem desta atual legislatura, me elegi pelo respeito adquirido graças à minha militância política e comunitária. E de repente sou exposto pela reação dos que se consideram com poder suficiente para submeter as pessoas aos seus desmandos.
   
Informo que irei processar os dois policiais militares pela prática de extorsão e pela violência e abuso de autoridade praticados contra a minha pessoa. Vou até o fim para provar a minha inocência e resguardar a minha integridade moral.
   
Faço questão de ressaltar que considero estas atitudes isoladas de dois maus policiais. Lamento que alguns de seus comandantes tenham tomado as suas dores, conduzidos por um nefasto corporativismo, que descarta qualquer prerrogativa do cidadão.
   
Confirmo meu respeito pela Polícia Militar, pelo Corpo de Bombeiros Militar, ao qual tive a honra de pertencer, e a todo o aparelho da segurança pública do Estado. No entanto, nós, cidadãos, não podemos nos calar diante das arbitrariedades, das falsas acusações e alegações e das manipulações de provas que são atitudes próprias de criminosos covardes, que se escondem debaixo da farda da nossa gloriosa Polícia Militar."
   Ralf Leite

  Vereador por Cuiabá

Postar um novo comentário

Comentários (123)

  • Neuza Maria Martins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sabe Sr. Ronilson, com meus 59 anos, criei minha familia com muita dignidade e agora fico com vergonha de saber que este senhor Vereador muito votado por Cuiabá querer provar sua masculinidade ridicularizando e difamando toda MULHERADA, seriamente estou pensando em processá-lo por danos morais uma vez que generalizou e vulgarizou todas mulheres, uma vez que nem o conheço. Achei o delegado de policia, muito temeroso ao aplicar os crimes que o Vereadorzinho cometeu, ainda por cima querendo injuriar os PMs que deveriam algema-lo e leva lo no CAMBURAÃO junto com o traveco, queria saber se fosse um zé ninguem, será que a atitude seria a mesma? FORA RALF LEITE, ainda bem que foi no inicio de sua legislatura

  • Anselmo alencastro arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    OLHA ESSE VEREADOR ACHO QUE SOMOS PESSOAS DO SITÍO PESSOAS LEIGAS...... PALHAÇADA ...........BOA NOITE....

  • seilia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cara Vc e muiiito no......., repuguinante, confessa a verdade, vc esta com um garoto de menor (17) isso e crime, só quero ver onde isso vai chegar.

    A Justiça de DEUS ñ falha, lembra de Lepester, de toda as injustiça que cometeu, olha o fim dele ai, assim vai ser o seu e do seu pai, hje vc e chacota na cidade inteira, seu comewdor de criançinha.

  • margarida | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Votei em vc, fiz campanha,tudo para fazer vc virar gente de verdade...porque eu ja sabia que vc nao ia suportar viver igual gente normal,educada e social, aqui se faz aqui se paga...
    Cuidado coronel, seu telhado tambem é de vidro...vc sabe doque estou falando...vai cuidar dos outros filhos seu,porque esse ja teve sua chance..

  • Palhaçada... | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Ailton Correa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É PRECISO VER BREALMENTE OS DOIS LADOS DA MOEDA,A CARTA DO ENTÃO VEREADOR RALF LEITE É UM DESABAFO DE MUITOS CIDADÕES AQUI MATOGROSSENSE. É VERADADE QUE EXISTE MAUS POLICIAIS SABEMOS DISSO,SOMOS VITAMAS A QUALQUER ESTÂNCIA MAIS NADA JUSTIFICA A CLAREZA DO FATO.NÃO VOU JULGAR AMBOS RELACIONADOS MAIS É PRECISO REVER ESSE ACONTECIMENTO E OUTROS QUE JÁ ACONTECERAM.HÁ MUITOS INOCENTES PAGANDO MUITO CARO POR FALTA DE UMA INVESTIGAÇÃO SÉRIA. ABRAÇOS E PARABÊNS PELO ESPAÇO ABERTO AO PÚBLICO.

  • Ricardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É bricadeira a falta de vergonha na cara desse cidadão...estamos bem arrumados na camara...!!!

  • Paloma | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • ANTONIO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - MAS SEMPRE FOI ASSIM, FILHINHO DE PAPAI NÃO FICA BEBADO, É MAL ESTAR, FILHA DE POBRE É PUTA, DE RICO MÁS AMIZADES E POR AI AFORA, GENTE VAMOS EXTERMINAR ISSO E ESSES TIPOS DE NOSSOS QUADROS PUBLICOS, QUE BAGUNÇA OU É ZONA MESMO. APRENDAM A VOTAR. DEMOROU..........

  • Verônica decide morrer | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pois bem, se mexeram comigo,
    com a velha e fiel fé do meu povo sofrido,
    então agora eu vou sacanear:
    mais honesta ainda vou ficar.

    Só de sacanagem!!!

    Ralf Leite, é um safado meu povo !!!

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.