Últimas

Domingo, 24 de Junho de 2007, 10h:08 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Receitas

    Estive em Mato Grosso do Sul na semana passada. Gente!, aprendi receitas ótimas! A primeira foi de uma salada deliciosa e simples. Repolho cru fatiado bem fininho com gengibre ralado, temperado com óleo de gergelim torrado e vinagre balsâmico... muito boa essa receita!

    Mas o objetivo da viagem foi conhecer outras receitas do estado, as decorrentes do sucesso na atração de investimentos, mais especificamente, na produção de álcool e açúcar. O estado está se preparando para a implantação de 31 novas usinas e conta com 11 já em operação, algumas em fase de expansão. Durante uma audiência com o governador André Puccinelli ele disse como foi a sua sacada. No dia 6 de janeiro deste ano, ele e sua equipe descobriram a possibilidade da Petrobras implantar um alcoolduto ligando Campo Grande ao Porto, mas tinham até o dia 9 para apresentar o projeto à ministra Dilma. Portanto, em três dias eles apresentaram o projeto. Para tanto, o governo formou com o empresariado uma parceria de modo a garantir as exigências da Petrobras: 2,5 bilhões de metros cúbicos de álcool. Como? Os empresários assinam um termo de compromisso de produção. Esse duto possibilitará a redução em 70% no custo do frete. Bom para os empresários, bom para o governo e ótimo para a população. Três dias em janeiro, nessa época o nosso governador descansava.

     Fora isso o governo atrai empresas com incentivos fiscais, que lá são inversamente proporcionais, quanto mais se produz, menos se paga. E as receitas de Mato Grosso do Sul não param por aí. Dois fatos me chamaram a atenção. Primeiro a sintonia da equipe de governo, equipe mesmo. Estão absolutamente integrados e trabalhando para o mesmo propósito. Não existe um trator lá, não existe um estado policial que vigia, grava, e filma funcionários. As licenças ambientais saem em um tempo muito menor que em MT, que nunca saem, não por zelo, mas por desorientação.

     O segundo fato que me despertou atenção foi durante uma reunião com o Sindicato da Indústria da Fabricação do Açúcar e Álcool de Mato Grosso do Sul. A confiança dos empresários no governo é visível. Eles confiam, acreditam e se lançam a novos empreendimentos. George Soros, o megainvestidor resolveu entrar na nova onda de energias renováveis. Estava lá em MS na semana passada e anunciou investimentos de centenas de milhões de dólares na produção de álcool. O setor vai gerar para o estado mais de 100 mil novos postos de trabalho.

      Seria a redenção para regiões de Mato Grosso, como do Araguaia, conhecida como Vale dos Esquecidos. Essa nossa região, de economia exaurida, possui cerca de dois milhões e meio de hectares de áreas degradadas, e sem uma folhinha sequer de soja. Essa proposta baseia-se no plantio de cana-de-açúcar principalmente em área degradada, sem que haja a necessidade de abrir novas terras.

      O cavalo passou arreado e Mato Grosso perdeu? Bem, nesse mesmo período em que o estado vizinho atraiu mais de 30 usinas, nosso estado atraiu zero. Mas nem tudo está perdido, pelo menos é essa a esperança. Basta alguém que oriente este governo desorientado.

     Nem acho que nesse assunto o nosso governador tenha sido incompetente e deixado passar a oportunidade, é apenas uma questão de foco. Blairo Maggi é bom no que entende. Entende de soja e mercado da soja, entende de transporte da soja, de safrinha, de incentivos fiscais para a soja, seu foco é voltado para os negócios da soja. Ele é privado e não público e esse é o problema, jamais conseguirá entender que infra-estrutura não significa apenas estradas e estruturas físicas de saúde e educação; é preciso investimento no lado humano da educação, da saúde, da segurança..., porque sem esses requisitos básicos, fora a má fama internacional que ele transferiu para o nosso estado, não existe a mínima chance de conseguirmos montar no cavalo. Blairo precisa entender que o estado de Mato Grosso é mais que um simples hospedeiro de seus negócios.

     Sugiro ao governador que ele dê uma passadinha lá por Mato Grosso do Sul, um estradeiro interestadual. Vá lá, converse com o governador, conheça a forma de trabalho. Se não aprender com ele nenhuma das receitas de sucesso, bem, se não aprender nenhuma, pelo menos tente a receita da saladinha de repolho.

      Adriana Vandoni é economista, especialista em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas/RJ, professora do curso de pós-graduação em Gestão de Cidades (www.prosaepolitica.com)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misael é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

MAIS LIDAS