Últimas

Domingo, 24 de Junho de 2007, 10h:08 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

Artigo

Receitas

    Estive em Mato Grosso do Sul na semana passada. Gente!, aprendi receitas ótimas! A primeira foi de uma salada deliciosa e simples. Repolho cru fatiado bem fininho com gengibre ralado, temperado com óleo de gergelim torrado e vinagre balsâmico... muito boa essa receita!

    Mas o objetivo da viagem foi conhecer outras receitas do estado, as decorrentes do sucesso na atração de investimentos, mais especificamente, na produção de álcool e açúcar. O estado está se preparando para a implantação de 31 novas usinas e conta com 11 já em operação, algumas em fase de expansão. Durante uma audiência com o governador André Puccinelli ele disse como foi a sua sacada. No dia 6 de janeiro deste ano, ele e sua equipe descobriram a possibilidade da Petrobras implantar um alcoolduto ligando Campo Grande ao Porto, mas tinham até o dia 9 para apresentar o projeto à ministra Dilma. Portanto, em três dias eles apresentaram o projeto. Para tanto, o governo formou com o empresariado uma parceria de modo a garantir as exigências da Petrobras: 2,5 bilhões de metros cúbicos de álcool. Como? Os empresários assinam um termo de compromisso de produção. Esse duto possibilitará a redução em 70% no custo do frete. Bom para os empresários, bom para o governo e ótimo para a população. Três dias em janeiro, nessa época o nosso governador descansava.

     Fora isso o governo atrai empresas com incentivos fiscais, que lá são inversamente proporcionais, quanto mais se produz, menos se paga. E as receitas de Mato Grosso do Sul não param por aí. Dois fatos me chamaram a atenção. Primeiro a sintonia da equipe de governo, equipe mesmo. Estão absolutamente integrados e trabalhando para o mesmo propósito. Não existe um trator lá, não existe um estado policial que vigia, grava, e filma funcionários. As licenças ambientais saem em um tempo muito menor que em MT, que nunca saem, não por zelo, mas por desorientação.

     O segundo fato que me despertou atenção foi durante uma reunião com o Sindicato da Indústria da Fabricação do Açúcar e Álcool de Mato Grosso do Sul. A confiança dos empresários no governo é visível. Eles confiam, acreditam e se lançam a novos empreendimentos. George Soros, o megainvestidor resolveu entrar na nova onda de energias renováveis. Estava lá em MS na semana passada e anunciou investimentos de centenas de milhões de dólares na produção de álcool. O setor vai gerar para o estado mais de 100 mil novos postos de trabalho.

      Seria a redenção para regiões de Mato Grosso, como do Araguaia, conhecida como Vale dos Esquecidos. Essa nossa região, de economia exaurida, possui cerca de dois milhões e meio de hectares de áreas degradadas, e sem uma folhinha sequer de soja. Essa proposta baseia-se no plantio de cana-de-açúcar principalmente em área degradada, sem que haja a necessidade de abrir novas terras.

      O cavalo passou arreado e Mato Grosso perdeu? Bem, nesse mesmo período em que o estado vizinho atraiu mais de 30 usinas, nosso estado atraiu zero. Mas nem tudo está perdido, pelo menos é essa a esperança. Basta alguém que oriente este governo desorientado.

     Nem acho que nesse assunto o nosso governador tenha sido incompetente e deixado passar a oportunidade, é apenas uma questão de foco. Blairo Maggi é bom no que entende. Entende de soja e mercado da soja, entende de transporte da soja, de safrinha, de incentivos fiscais para a soja, seu foco é voltado para os negócios da soja. Ele é privado e não público e esse é o problema, jamais conseguirá entender que infra-estrutura não significa apenas estradas e estruturas físicas de saúde e educação; é preciso investimento no lado humano da educação, da saúde, da segurança..., porque sem esses requisitos básicos, fora a má fama internacional que ele transferiu para o nosso estado, não existe a mínima chance de conseguirmos montar no cavalo. Blairo precisa entender que o estado de Mato Grosso é mais que um simples hospedeiro de seus negócios.

     Sugiro ao governador que ele dê uma passadinha lá por Mato Grosso do Sul, um estradeiro interestadual. Vá lá, converse com o governador, conheça a forma de trabalho. Se não aprender com ele nenhuma das receitas de sucesso, bem, se não aprender nenhuma, pelo menos tente a receita da saladinha de repolho.

      Adriana Vandoni é economista, especialista em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas/RJ, professora do curso de pós-graduação em Gestão de Cidades (www.prosaepolitica.com)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.