Últimas

Terça-Feira, 12 de Fevereiro de 2008, 17h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Reforma incluirá trocas na Segurança e Casa Civil

 O governador Blairo Maggi não anunciou oficialmente ainda a troca de alguns secretários porque estuda a possibilidade de ampliar o número de mudanças e/ou remanejamentos dos integrantes do primeiro escalão. Não descarta a hipótese de substituir até os secretários João Malheiros (Casa Civil) e Carlos Brito (Justiça e Segurança Pública). Até esta quinta, o governador deve confirmar ao menos dois novos secretários. O quadro só ficará recomposto mesmo na próxima semana, segundo disse o próprio Maggi.

  Pelos contatos nos bastidores feitos pelo governador, esta pode ser a maior reforma do secretariado a ser feito nestes seis anos de administração. Ele quer conciliar indicações pessoais, com técnicas e políticas. Na Justiça e Segurança Pública, por exemplo, tem dito que está na hora de promover mudanças. Quer alguém com maior poder de comando e, por isso, os rumores são de que tende a exonerar o ex-deputado Carlos Brito. João Malheiros deve deixar a Casa Civil e retornar à cadeira de deputado na Assembléia. Assim, o assessor especial do governador, Moisés Sachetti, novo presidente do PR regional, continua cotado à Casa Civil.

   A pasta da Fazenda está mesmo fechada em torno do nome do executivo Éder de Moraes, atual presidente da MT Fomento. Na Cultura, o nome mais forte é de Paulo Pitaluga, mas o governador, nas conversas de bastidores, não está nomear o professor Fabrício de Carvalho, maestro da orquestra da UFMT. Fabrício tem como cabo eleitoral nas articulações o deputado estadual petista Alexandre Cesar, vice-líder do governo na Assembléia.

    Pedro Nadaf  tende a ser remanejado à secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia. Outra hipótese que não está descartada é do presidente da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), José Aparecido dos Santos, o Cidinho, vir a ocupar a Indústria, no lugar de Alexandre Furlan, o que levaria Maggi a manter Nadaf no Desenvolvimento do Turismo.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Francisco Carlos de Almeida | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    E na Sema? Quem será o novo Secretário?

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A renovação do secretariado de Maggi depende exclusivamente dele, acredita-se à princípio. No entanto, relativamente à Segurança Pública entendo que o novo secretário deve ser uma pessoa que efetivamente entenda de segurança pública e não um politico qualquer, sem nenhuma experiência no ramo. Trata-se de uma pasta delicada e que tem como função primordial proporcionar segurança aos cidadãos que trabalham honestamente e pagam seus impostos em dia; aquele mesmo cidadão que não pode ficar à mercê de bandidos, profissionais ou não; o mesmo cidadão que deseja a integridade própria e de seus familiares, de seus amigos, de seu bairro, do ambiente em que vive. O Secretário de Segurança Pública deve ser um homem ligado diretamente às questões da segurança, conhecedor de nossos problemas, com capacidade para apresentar soluções de curto prazo e que beneficiem a sociedade matogrossense como um todo. Carlos Brito pode ser um excelente político, mas não possui o mínimo tino para comandar essa pasta, porque ela é diferente de todas as atribuições que já lhe foram confiadas anteriormente e, ele proprio sabe disso, por mais capaz que seja, nada entende de segurança pública e nem tem capacidade de comando necessário para gerir os destinos dessa Secretaria. Que o Governador Maggi tenha bom senso e pare de rincar com o povo matogrossense

  • Eu mesma | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Senhor Governador, ja que tem que trocar o Gestor da Cultura, entao por favor, que seja Fabricio Carvalho ou ouve a Classe.
    Que Deus abenço o Senhor.

  • Carlos Nascimento | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O nome deste vaidoso maestro retorna a pauta? A pouco tempo ele já parecia que era o governador de tão cheio de si, nem parecia o candidadto a secretaria, Sr. governador o povo não quer este homem dirijindo a Cultura, se quizesse ele estaria na lista tríplice do Forum, esse senhor tem muita resistencia da classe. E pior é incompetente! Veja como esta o trabalho dele na coordenação de cultura da UFMT, a coordenação não existe, não faz nada, não propoe absolutamente nada. Por que seria diferente na SECULT?
    Manda esse PAVÃO cantar em outra freguesia, o rapazola só tem pose.
    Trabalho mesmo não é o forte dele, e sabemos que o senhor governador, respeita o trabalho!
    Escute o povo sr Governador.


  • cezar w r ramos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Governador de mato Grosso tem usado de sabedoria e mostrando competencia ao escolher seus assessores mais diretos, inovando e mostrando a sociedade matogrossense, novos nomes competentes com trabalho realizado e principalmente valorizando os técnicos.Na minha ótica, não basta ser da "cultura"(obviamente importante), mas é fundamental que tenha vivenciado o lado administrativo no trato dos assuntos culturais como um todo, o que é bem diferente.Não basta ser poeta, músico,escritor ou filho de "beltrano ou ciclano".É fundamental que tenha bom transito no meio a que destina, para que possa melhor conduzir a pasta.Seria um abuso citar nomes, mas acredito na escolha do Governador priorizando nomes novos e técnicos para a pasta da cultura.

  • Carlos Eduardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quando um politico vai para o comando de alguma secretaria ou é para pagar dividas de campanha ou fazer caixa para a proxima campanha, no caso do Secretario de Segurando foi a 1ª.

  • Jose Alberto Neves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se tem um nome bom para a secretaria d cultura é o do professor e coreografo Kelson Panosso. Tem conhecimento e é conhecido. Nao participa de esquema alguma e com certeza valorizara toda a classe cultural e a sociedade matogrossesnse. Governador seja inteligente possibilite q a classe esteja junto com o governo. Indique este nome para a SEC.

Mauro, desgastes e projeto à reeleição

mauro mendes curtinha   Não há como negar que o governo Mauro Mendes (foto) enfrenta forte desgaste por causa das medidas restritivas de combate à Covid e, principalmente, devido à exigência da sociedade de maior investimento e planejamento na Saúde. Por mais que o Executivo divulgue feitos e liste...

Thiago, respaldo da igreja e reeleição

thiago silva _curtinha_400   O deputado estadual Thiago Silva (foto) começa a labuta pela reeleição e não terá uma tarefa fácil pela frente. Thiago faz parte do grupo da Assembleia de Deus, que sempre prioriza o colega de Parlamento Sebastião Rezende, que vai tentar o sexto mandato. Curiosamente,...

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...