Últimas

Domingo, 24 de Fevereiro de 2008, 10h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EMBATE JURÍDICO

Regra do TSE pode impedir candidatura de Franz

 3 prefeitos de MT podem ficar de fora do projeto à reeleição porque eram vice e hoje, segundo o Tribunal, já estariam no 2º mandato

  Três prefeitos mato-grossenses que já estão em pré-campanha à reeleição para o pleito de 5 de outubro deste ano podem ser obrigados a tirar o time de campo, entre eles Marino Franz (PPS), de Lucas do Rio Verde, uma das cidades-pólos do Médio-Norte. Acontece que, quem era vice até 2004 e se elegeu prefeito no ano seguinte, tende a ficar impedido de disputar o mesmo posto porque já estaria hoje no segundo mandato majoritário, conforme interpretação do Tribunal Superior Eleitoral. A regra, porém, não está totalmente esclarecida porque o próprio TSE criou insegurança jurídica dentro do direito eleitoral.

   Um deputado federal do Paraná fez consulta ao TSE. Perguntou o seguinte: "Um candidato eleito vice numa eleição e eleito prefeito na outra consecutivamente, pode ser candidato à reeleição agora?" Na primeira interpretação, o TSE se limitou a responder que "o vice exerce mandato", o que leva à conclusão de que hoje o prefeito que antes era vice já esteja exercendo o segundo mandato. Já no julgamento do mérito, o Pleno preferiu desconsiderar a consulta, alegando que faltavam requisitos formais. Com isso, acabou criando embaraço jurídico. Afinal, quem foi eleito vice em 2000 e se elegeu prefeito em 2004 pode ou não concorrer à reeleição neste ano?

   O TSE agora deve aguardar algum caso concreto para resolver a confusão criada pelos seus próprios ministros. De todo modo, a decisão pode tirar da disputa deste ano, entre tantos prefeitos do país, os mato-grossenses Marino Franz, Ednilson Luiz Faitta (PP), de Aripuanã; e também José Antonio da Silva (PP), de Salto do Céu. No caso de Franz, ele foi vice do então prefeito Otaviano Pivetta (2000/2004). Depois, ganhou a prefeitura e agora está em pré-campanha para um novo mandato.

   A origem da confusão partiu de um parlamentar do Paraná. Foi uma tentativa de jogar balde de água fria sobre a cabeça do prefeito de Curitiba Beto Richa (PSDB). Ele também era vice. Filho do ex-governador do Paraná, Jorge Richa, Beto se elegeu vice-prefeito em 2000, após a experiência de dois mandatos de deputado federal. Em 2004 se elegeu prefeito. Agora, pode enfrentar embate jurídico para assegurar direito à reeleição.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Léo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pura bobagem e marola. Vide o caso do Alckimin em SP. Foi vice no primeiro mandato do Covas. Participou da reeleição daquele ainda na condição de vice. Assumiu o cargo de governador no segundo mandato, depois da morte do titular. E foi candidato à reeleição. Uma coisa é ser vice e outra ser titular. São cargos distintos. Nem mesmo as substituições ocasionais criam impedimento. A não ser quando o titular se desincompatibiliza e transfere a titularidade ao vice. Right?

  • Carlos Girotto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Prefeito é prefeito, vice é vice.
    A lei é clara: O prefeito não pode concorrer a um terceiro mandato seguido para prefeito e o vice não pode concorrer a um terceiro mandato seguido para vice.
    Vice é um cargo majoritário e prefeito é outro.

  • cidadão desesperançado | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    E,o que essse TSE decide e TRE decide vale alguma??????? veja o caso dos infieis não vai dar em nada........

  • Edu Pascoski | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vamos acreditar no TSE e no TRE quando cassar os infiéis, ai começa a moralizar as instituições, caso contrário vamos deixar que é bom gestor Público cuidar das nossa administrações, pois caso contrario entra um porcaria e ai afunda um município.

  • Jeovaldo Rosa Magalhães | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma lambamça para dar ibope, como que pode um Poder desse tamanho só fazer "cagada", todas as suas leis tem dupla interpetração, a lei teria que ser uma só, falou tá falado, vale até debaixo d`agua. Lá vai mais "dindin" publico. E nois só assistindo de camarote, nosso dinheiro indo para o ralo....oooooo País da Vergonha....Fui

  • Everardo de S. Ferreira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O art. 14, parágrafo 5º, da CF é claríssimo e teve seu texto alterado exatamente para dirimir dúvidas sobre vice-prefeito poder se candidatar à sucessão do Prefeito. Para esse caso em espécie, a CF não mais distingue sucessor de substituto. Equivalem e adqurirem os mesmo direitos do Prefeito em candidatar-se à reelaição. Só que: "por um único período". Está claro. Vice que substitui ou sucede (pouco importa) pode ser candidato ao cargo do titular. Apenas uma vez. Daí em diante seria o 3º.

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.