Últimas

Sábado, 07 de Março de 2009, 10h:34 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

BRIGA

Reitor usa Justiça gratuita, mesmo com salário de R$ 10 mil

   Após ser acusado de intimidação e autoritarismo pela Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat), o reitor da instituição, Taisir Mahmudo Karim, foi flagrado mais uma vez em situação constrangedora. Ele recorreu à Defensoria Pública para ingressar com uma ação por danos morais contra a entidade, apesar de receber cerca de R$ 10 mil por mês entre salário e gratificação. O curioso é que o juízo da Quarta Vara de Cáceres garantiu atendimento gratuito ao gestor.

   “É um absurdo jurídico. A Justiça não pode conceder serviço gratuito a quem, sabe-se publicamente, ganha de R$ 10 mil e 12 mil. Só pelo fato dele ter se declarado reitor na ação, já demonstra que não pode ser considerado pobre. Se levarmos em conta a renda familiar, também não há subsídios para o pedido de justiça gratuita porque a esposa dele é professora universitária”, avalia o assessor jurídico da Adunemat, Bruno Boaventura.

   Na ação, Taisir pede cerca de R$ 20 mil por danos morais contra a Adunemat porque a entidade denunciou a ameaça de redução dos salários de professores caso não comprovassem desenvolvimento de atividade segundo regime de trabalho. Boaventura vai apresentar impugnação à condição de pobreza alegada por Taisir e pedir multa em R$ 6 mil. O advogado alega, ainda, que o reitor incorreu no ato de má-fé. "Seu posto público não lhe permite alegar desconhecimento da informação elementar de que a justiça gratuita é um direito exclusivo de pessoas pobres".

   Conforme a presidente da Adunemat, Maria Ivonete de Souza, desde que assumiu o cargo Taisir persegue professores que fazem críticas ao modelo de gestão da Unemat. "Ele dificulta os encaminhamentos. Temos o caso de um professor de Sinop que conseguiu junto à Seduc a aprovação de um projeto de pesquisa no valor de R$ 100 mil, a ser custeado pela Fapemat. O professor passou dois anos tentando institucionalizar o projeto e a reitoria tentava emperrar a iniciativa. O professor acabou desistindo da pesquisa. Isso é desestimulante".

   A professora também acusa do reitor de nomear técnicos administrativos "fantasmas" em cargo de DAS para atuar em Juara. "Nem a coordenadora do campus de Juara sabia desse encaminhamento, pois os técnicos nunca estiveram lá", denuncia Maria Ivonete. Segundo ela, a Adunemat já recorreu à Superintendência do Trabalho, Ministério Público Estadual de Cáceres e Cuiabá, e a secretários de Governo para que intercedam em favor dos professores e tomem providências quanto às supostas medidas autoritárias do reitor. "Ele não chama a comunidade acadêmica para a discussão. Há necessidade de descentralização, democratização e de mais transparência nas atividades desenvolvidas pela instituição. Não temos sequer audiência pública para prestação de contas, muito menos lotaciograma". (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • JEDAE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ISSO NÃO É NADA, TEM AQUI UM ADVOGADO QUE FAZ ISSO COM A MAIOR NATURALIDADE. EXPLICO, ELE FAZ DESTE EXPEDIENTE COM SEUS CLIENTES. UM ADVOGADO QUE BURLA A LEI EM SEU FAVOR. A OAB SERVE PRA ALGUMA COISA? SE ISSO SERVE PRA ALGUMA COISA, POSSO FORMULAR AS PROVAS PRA OAB, QUE TAL?

  • Prof. Eldir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    TAÍ!! CIR. Magnífico!! VIVA!!. Reitor, tenho seu livreto de propostas, reli e não consta nada de perseguição, pelo contrário cita Paulo Freire o educador da liberdade. Mas é assim mesmo, cuspir nas propostas que o faz comer, é prática de tantos outros, como vc, Assessores pedagógicos, Secretários de educação, Diretores de escolas e Prefeitos. Quanto a sindicalista, não a parabeniso porque permanece coerente como sempre foi. Isso é muito bom e o Brasil agradece. prof. Eldir

  • Nádia Saquette | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • sebastião | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    TUDO ISSO ELE APRENDEU COM O SEU PADRINHO PEDRO HENRY A QUEM ELE DEVE GRAÇAS A DEUS DE SER O QUE É HOJE

  • RUI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    UM HOMEM DESSE NÃO TEM VERGONHA NA CARA, TAMBÉM PUDERA, PELO PADRINHO QUE TEM, SO PODERIA FAZER ISSO....IGUAL AO PEDRINHO 30 (PEDRO HENRY)

  • RUI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ELE É IGUAL AO PEDRO HENRY SEU PADRINHO.

  • Orlandir Cavalcante | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É uma pena estas ultimas postagens referente ao reitor da UNEMAT.! Perseguir professores é o fim da picada!!!
    Está de parabéns a professora Maria Ivonete que esta tendo a coragem de vir a publico e desmascarar o braço Henrysta na UNEMAT....

  • Nádia Saquette | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    romilson vc poderia pedir ao Reitor o porque ele mantem um casal de advogados trabalhando pra ele na capital recebendo da Unemat e ambos nem vão ao escritório no centro político, pois se perceber, ambos tem um escritorio no American Center da avenida do CPA.

  • lincom De Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Deveria ser menos ganacioso esse tal reitor,vive nas tetas gordas da unemat e ainda vai se beneficiar,do espaços da queles que vivem na miseria,agurdando,a justiça que nunca chega...opovinho senvergonha sô.

  • Francisco Antonio Hurtado | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O professor TAISIR é um homem serio, pessoa de credibilidade e reputação. esse povo ligado ao Tulio Fontes quer enlamear sua vida, mas não consegue porque ele tem na sua tragetrória de vida publica uma enorme folha de serviços prestados à sociedade.
    Professor TAISIR, Cáceres lhe respeita e lhe agradece por tudo que tem feito por nossa cidade.
    Os cães ladram, a carruagem passa.

Ibope vê falha na pesquisa de Cuiabá

abilio 400   A  última pesquisa Ibope sobre intenção de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada na sexta passada (16) pela TVCA, cujo resultado destoa muito de outras amostragens, foi feita por telefone. E, por causa disso, o próprio instituto, em nota de esclarecimento publicada no próprio site,...

Medeiros x Fernanda e o bolsonarismo

jose medeiros 400 curtinha   Não são apenas Carlos Fávaro (PSD) e Nilson Leitão (PSDB), que se auto-combatem, com um tentando desconstruir a candidatura do outro na corrida pela única vaga em disputa ao Senado. Como num ringue de boxe, José Medeiros (foto), do Podemos, e coronel Fernanda (Patriota)...

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

MAIS LIDAS