Últimas

Quinta-Feira, 23 de Agosto de 2007, 20h:43 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

DESCULPAS

Retratação do prefeito de Itaúba

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR RELATOR JOSÉ LUIZ DE CARVALHO - TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO.

Tipo - Crime
Classe 8 - Feito não Especificado 34586/2007 Câmar - Turma de Câmaras Criminais Reunidas Relator - Desembargador José Luiz de Carvalho

LEVINO HELLER, brasileiro, amasiado, Prefeito Municipal, portador da CI/RG n° 308.419 SSP/MT e do CNPF/MF n° 277,412,819-68, residente e domiciliado na Av. Eugênio Bedin, n° 483, centro, cidade de Itaúba/MT, por seu advogado ínfra-assinado, com escritório profissional situado à Rua Cuiabá, n° 11, centro, CEP 78500-000, cidade de Colíder/MT, onde recebe avisos e intimações de praxe forense, vem com o merecido respeito e acatamento a presença de Vossa Excelência, para apresentar Explicações, fazendo mediante os seguintes argumentos fálicos e jurídicos adiantes expendidos:

Resumo da inicial

Que, o requerente exercendo sua competência
outorgada pela Constituição Federal e Estadual, foi relator das Contas Anuais da Prefeitura Municipal de Itaúba/MT, relativas ao exercício de 2005. Que, no dia 23 de março de 2007, o requerido em susíeníaçáo ora/ fe/ía na Câmara Municipal de Itaúba, ao invés de apresentar a sua defesa de maneira legítima, assim como foi o voto do requerente, proferiu alegações sem o mínimo de consistência, as quais caso sejam confirmadas violam a honra do requerente.

Afirmando que o requerido deverá deixar cristalino o real sentido das suas assertivas, tais como:
- Se o "Dr, Joaquim" a que alude o requerido, trata-se do requerente?
-   No caso da resposta à indagação acima ser positiva, se o requerido confirma ter dito que o ora Requerente julga os processos que lhe são distribuídos no Tribunal de Contas de acordo com as suas conveniências políticas e pessoais?
-    Por fim, se ratifica a sua alegação no sentido de que procurou o Requerente esse não soube responder o critério que usou para embasar o seu voto? Atribuiu à causa o valor de R$ 100,00 (cem reais), quando o requerido se manifestou no sentido de que o Tribuna! de Contas é colocação política, quis dizer que os membros do Tribunal de Contas, são compostos de pessoas indicadas politicamente, ou seja, não são pessoas aprovadas em concurso público.

O requerido quis informar que o Tribunal de Conías é composto por Conselheiros indicados poí/ticamente, mas a indicação e a composição é devidamente legal, e obedece todas as regras jurídicas. O requerido não conhece e não teve acesso ao conteúdo da referida fita, portanto, não confirma sua autenticidade, e principalmente pela transcrição não faria um discurso político com tanta íruncagem. Sendo sabedor da função Constitucional do requerente jamais faria um discurso, ob/etivando atingir a moral e a honra seja de quem for, e no caso em particular de um Conselhetro do Tribunal de Contas do Estado, pelo qual presa e tem respeito.
 
Quando de sua defesa praticada no plenário da
Câmara Municipal de Itaúba/MT, a palavra "Dr. Joaquim", não tem certeza se referia ao Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso, pois sempre presa de quando indicar uma autoridade utiliza primeiro o pronome pessoal e depois o nome completo da autoridade.

Nobre relator, o requerido não teve e nem costuma se pronunciar em público, usando de linguagem ofensiva, em especial a autoridade de tamanho significado em nosso Estado, se houve algumas palavras destoadas do contexto, aproveita esta oportunidade para se retratar, e pedir humildemente as devidas desculpas.
Diante do exposto, é o presente para dizer que em momento algum teve a intenção de ofender a honra do requerente, e que se ouve palavras distorcidas no contexto, é a presente peça para se retratar e pedir as mais profundas desculpas.

Que o nobre conselheiro, possa propiciar as devidas desculpas, onde o requerido em breve promete efetuar uma visita ao Tribunal de Contas e procura-lo pessoalmente para transmitir o pedido de desculpa

Termos em que,
Pede e Espera Juntada e deferimento,

Itaúba/MT

05 de julho de 2007,

EDSON PLENS - ADV° OAB/MT 5.603

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...

DEM tem derrotados em 2020 pra AL

anelise silva 400   Alguns filiados do DEM do governador Mauro Mendes estão se movimentando por conta própria, visando as eleições de deputado estadual no próximo ano, alheios ao comodismo do presidente regional do partido, ex-deputado Fabinho Garcia. Em Cáceres, por exemplo, dois são cogitados para...

Vereadores vão devolver a VI de abril

agostinho carneiro 400   Presidida por Agostinho Carneiro (foto), a Câmara Municipal de Ribeirãozinho, um dos menores municípios do Estado, com cerca de 2,5 mil habitantes, decidiu suspender o pagamento da verba indenizatória deste mês de abril de todos os seus nove vereadores. Com isso, os R$ 9 mil que iriam para o...