Últimas

Domingo, 03 de Fevereiro de 2008, 11h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

VARIEDADES

Rio se torna o sonho de consumo do cuiabano


Vista noturna do Cristo Redentor, no Corcovado e ao fundo o Jóquei Clube

   O Rio de Janeiro ou Cidade Maravilhosa, principal cartão postal do país, se transformou num dos principais objetos de consumo do cuiabano, principalmente o de classe média-alta. É por isso que a famosa pronúncia carioca se tornou tão característica por aqui no dialeto carioquês (kariokêis). A classe política da Baixada Cuiabana, então, "vive" no Rio.

   Nesta época do Carnaval muitos estão por lá, como, por exemplo, o suplente de deputado estadual e ex-secretário de Estado, Carlos Avalone, e os secretários da Prefeitura de Cuiabá, João Vieira (Habitação) e Gulherme Muller (Planejamento, Orçamento e Gestão), além do presidente da Câmara Municipal, vereador Lutero Ponce (PMDB).

   O ex-prefeito e deputado Roberto França não aguentou esperar fevereiro, se antecipou à ida ao Rio, onde passou vários dias com a família, e já está de volta à capital mato-grossense. Não é à-toa que o ex-deputado e ex-secretário de Estado, Hermes de Abreu, curte sua aposentadoria no Rio, assim como o ex-vereador e médico Arthur Bastos Jorge.

Pão de Açucar, de onde se tem uma vista deslumbrante da cidade    Essa ligação do cuiabano com o Rio não é de hoje. Tem influência pela ligação rodoviária. Era caminho obrigatório desde a época do Império até a década de 1960. Partindo da província de Mato Grosso, que já teve inclusive Vila Bela da Santíssima Trindade como capital, não se chegava a São Paulo sem antes passar pelo Rio. Assim, jovens de famílias tradicionais e abastados foram estudar no Rio, principalmente nas décadas de 1930 e 1940. Lá tiveram ascensão social. Formaram médicos, advogados, engenheiros e odontólogos e vieram atuar em Cuiabá. Fincaram raízes que unem as duas capitais até hoje.

Maracanã, maior estádio do mundo Muitos cuiabanos possuem apartamentos no Rio. Outros copiam o estilo de casas e prédios com sacadas. São brincalhões, "malandros" e "gozadores", assimilidades não só do sotaque carioca, mas também das gírias e acepções diferentes que algumas palavras ali adquiriram. A influência é tanta que os times do Rio reúnem um bom número de torcedores cuiabanos. São por essas e outras razões que o Rio se tornou um dos principais objetos de consumo do cuiabano, como costuma dizer o prefeito Wilson Santos (PSDB).


Copacabana, o núcleo turístico da cidade e mais famoso e populoso bairro carioca

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Maneporrete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pois é. Até a calçada a Primeira Dama trouxe. Sonhando estar em Copacabana.Angra,Búzios,tôdos milagrosamente tem algum imóvel por lá ,com Pier e tudo mais.Coisas da Cuiabania,eu disse Cuiabania,pois os Cuiabanos só conhecem de cartão postal,ou televisão.Essa mesma Cuiabania trouxe tambem a corrupção,e fez escola,a ponto de gauchos, paulistas,cariocas,paranaenses virem aqui fazer mestrado de rapinagem,lavagem,evasão tráfico e afins.Esperamos que o Santos,o Wilson, traga-nos a praia ,e a espôsa o mar´. Sic;Vale até o Piscinão de Ramos.

Mauro e vitórias na briga de decretos

mauro mendes 400 A estratégia do governador Mauro Mendes (foto) de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, discordou e fez...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...

Setasc doou 330 mil cestas básícas

Rosamaria 400 curtinha   A Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Setasc), sob Rosamaria de Carvalho (foto), já entregou mais de 330 mil cestas básicas desde o inicio da pandemia, sendo 110 mil em Cuiabá e Várzea Grande. E como assistência social foi considerada como serviço essencial,...

Interinos ficam sem cargos no TCE

jose carlos novelli 400 curtinha   Com o retorno dos conselheiros do TCE, Antonio Joaquim e José Carlos Novelli (foto), dois substitutos perderam os postos não apenas nas relatorias, como também ficam sem os cargos na gestão. É o caso de Isaías Lopes da Cunha, que deixou de ser ouvidor-geral, sendo...

MT perde José Afonso Portocarrero

portocarrero-400   Morreu nessa quarta  (3), aos 93 anos, José Afonso Portocarrero (foto). O ex-presidente dos extintos  Banco do Estado de Mato Grosso (Bemat)  e Loteria do Estado de Mato Grosso (Lemat)  morreu de causas naturais. Viúvo, deixa quatro filhos.  Na vida profissional, foi o responsável...

Secretários filiados e sem pretensões

Beto 2x1 400 curtinha   Presidente do DEM em Cuiabá, o secretário estadual de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, o Beto 2 x 1 (foto), disse, em visita ao Rdnews, quando concedeu entrevista à tvweb RDTV, que alguns colegas secretários estão filiados ao partido, mas isso não significa que eles...