Últimas

Sexta-Feira, 20 de Abril de 2007, 08h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

INFRAESTRUTURA

Riva usará trunfo do Fethab para projeto ao Senado

   O primeiro-secretário da Assembléia, deputado José Riva (PV), resolveu apostar todas as fichas no seu projeto que destina 30% do Fethab aos municípios com um objetivo macro: pavimentar sua candidatura ao Senado.

   Se o projeto for aprovado, ele o transformará num mote de campanha. Numa jogada estratégica, ele dirá que fora o responsável por repactuar a relação Estado e municípios, pois viabilizou recursos para todos os 141 municípios mato-grossenses e que, "como futuro senador", vai defender um novo pacto federativo. Na campanha, vai se intitular senador das cidades.

   A proposta de Riva divide opiniões. Contraria o governador Blairo Maggi (PR), que já vetou o projeto. Em reunião com os deputados esta semana, Maggi avisou que se a fatia do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) for retirada, conforme defende o parlamentar, o Estado inviabilizará obras e comprometerá administrações futuras. A polêmica será retomada na próxima semana, quando o veto do Executivo entrará na pauta para votação. Caberá aos deputados manterem ou derrubar o veto do governo e, assim, aprovar o repasse de 30% do Fethab às prefeituras. 

   A estratégia de Riva é insistir na tese de que os municípios precisam receber os 30% do Fethab para construir e recuperar a malha viária. Bem articulado e com apoio da maioria dos colegas parlamentares, Riva pode vencer a queda-de-braço no embate com o governador. Se conseguir, terá obtido um grande trunfo para seu projeto político majoritário rumo ao pleito de 2010, quando serão abertas duas das três vagas de cadeira de senador por Mato Grosso.

   Os prefeitos de um modo geral preferem o silêncio sobre o assunto. Nos bastidores, apóiam o projeto de Riva, mas não querem fazer a defesa pública do projeto para não sofrerem represália por parte do governador.

     Criação  

    Criado em março de 2000 no governo Dante de Oliveira (1995/2002), o Fethab arrecada hoje cerca de R$ 300 milhões por ano. Inside sobre o frete de soja, algodão, óleo diesel, madeira, gás natural e gado em pé. Tem como objetivo financiar o planejamento, execução, acompanhamento, bem como a avaliação dos serviços nos setores de transporte e habitação em todo o Estado. Os recursos são geridos pelo Conselho do Fethab, formado por alguns secretários e por representantes de sindicatos e de entidades de classe.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.