Últimas

Terça-Feira, 27 de Maio de 2008, 18h:38 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

EDUCAÇÃO

Rondonópolis deve ganhar universidade pública

 Rondonópolis, cidade-pólo do Sul do Estado, começa a dar mais um passo rumo à autonomia no campo educacional. O Conselho Diretor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) aprovou nesta terça o desmembramento do campus de Rondonópolis (CUR), que passaria a ter o caráter de universidade autônoma, com orçamento, estrutura e quadro de pessoal próprios.

   A aprovação foi unânime. Agora, a proposta vai para o Ministério da Educação. Caso seja aprovada, se transforma em projeto de lei de autoria do Poder Executivo para apreciação pela Câmara dos Deputados. O projeto foi elaborado por uma comissão e relatada pela conselheira Flávia Nogueira, representante do governo do Estado no Conselho Diretor da UFMT. Ela se posicionou favoravelmente. Avaliou como legítima a aspiração da comunidade de Rondonópolis pelo desmembramento do campus.

   A proposta traz um histórico do campus, desde a sua criação até os dias atuais. Flávia também levou em consideração a evolução socioeconômica da região Sul de Mato Grosso e considerou a necessidade de autonomia do campus para criação de novos cursos de graduação, pós-graduação, pesquisa e extensão.

  Hoje, o CUR-UFMT mantém 15 cursos de graduação, com 178 professores, sendo 50% com cursos de mestrado e doutorado, e com mais de 2 mil universitários matriculados. O professor Javert de Mello Vieira, que já foi pró-reitor do Campus de Rondonópolis, lembra que a proposta prevê a transferência para aquela instituição de ensino do patrimônio, corpo docente, alunos e funcionários hoje pertencentes à UFMT.

  Para reforçar a proposta, o deputado federal Wellington Fagundes (PR) apresentou na Câmara indicação com vistas a criar o campus de Rondonópolis. A indicação já foi aprovada pela Comissão de Educação da Câmara.

   O reitor Paulo Speller considerou a UFMT  “uma incubadora de universidades” por ter apoiado a criação da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e a Universidade Federal de Rondônia (UFRO). “Amanhã, assim como a de Rondonópolis, será hora de criar as universidades de Sinop e Araguaia”, acredita. “O Brasil precisa de Educação”, avalia. Votaram favoráveis ao desmembramento do campus de Rondonópolis os conselheiros Javert de Mello Vieira, Elizabeth Madureira Siqueira, Paula Nogueira e Duílio Maiolino Filho. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Mais jovem prefeito sucede familiares

Rog�rio Meira_400 jangada   O mais jovem entre os prefeitos eleitos e/ou reeleitos de MT, Rogério Meira (foto), tem um histórico de vida pública, mesmo tendo apenas 24 anos. Atualmente, ele exerce mandato de vereador por Jangada e foi eleito prefeito da cidade ao obter 1.699 votos, 9 a mais que o...

Base forte de EP para Mesa Diretora

juca do guaran� curtinha 400   A base do prefeito Emanuel Pinheiro para o segundo mandato, embora com quatro virtuais candidatos à presidência da Mesa Diretora, está construindo o discurso de que não pode rachar sob o risco de entregar o comando do Legislativo para a oposição....

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...