Últimas

Sábado, 01 de Agosto de 2009, 17h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

CONFRONTO

Rumo à OAB, Scaravelli detona Faiad para atingir Stábile

  João Vicente Scaravelli lançou sua candidatura à presidência da OAB-MT e começou a bater duro na gestão Francisco Faiad, da qual era aliado. Sob argumento de que representa um bloco independente, Scaravelli aproveitou a decisão de Faiad de pedir a remoção do juiz Alex de Figueiredo, que atua na Terceira Vara Criminal da Comarca de Cáceres, para visitar o município, se unir a um grupo de adovgados e atacar a iniciativa do comando da Ordem. Segundo o candidato a presidente, os cerca de 200 advogados inscritos em Cáceres se sentiram prejudicados pela Ordem e se mostram indignados.


João Vicente Scaravalli começa campanha à presidência da OAB com visita a Cáceres e ataca gestão Faiad para atingir o adversário Cláudio Stábile no episódio emque a Ordem pediu afastamento do juiz da Comarca

   Scaravelli vincula Faiad à candidatura do situacionista Cláudio Stábile. Destaca, por meio de assessoria, que o episódio envolvendo o pedido de afastamento do juiz em Cáceres ilustra a postura do grupo do atual presidente da Ordem. Afirma que Stábile preferiu se afastar do caso. "Ele (Stábile) não foi a Cáceres ouvir os advogados e emitir uma opinião sobre o assunto, o que demonstra que não quer assumir o desgaste e as posições equivocadas do atual presidente Francisco Faiad."

   Em busca de apoio a sua candidatura, Scaravelli foi a Cáceres na última quinta. Disse ter constatado a posição contrária da maioria dos advogados quanto à proposta de remoção do juiz. Aproveitou para criticar o posicionamento de Faiad, para quem transferiu para a Corregedoria do Judiciário Estadual uma decisão que a OAB deveria assumir. “O atual presidente da Ordem pediu a remoção do juiz de Cáceres e, após o movimento dos advogados que lá militam, tenta se justificar, jogando a decisão de remoção ou não do juiz para a Corregedoria do Tribunal de Justiça”, enfatiza Scaravelli.

   O advogado José Moreno Sanches Júnior afirma que seus colegas militantes na Comarca de Cáceres, o Conselho Estadual e o presidente da subseção do município deveriam ter sido consultados antes do pedido de remoção. “Voltamos a afirmar que a decisão do presidente da OAB, Francisco Faiad, foi unilateral e autoritária”, diz Moreno. Ele observa que Faiad reconsiderou a decisão quanto ao pedido de afastamento do juiz por causa do processo eleitoral na OAB. "Se fosse em outro momento, é muito provável que seria mais uma imposição que os advogados e a sociedade teriam que conviver”.

   Para Scaravelli, o episódio é decisivo para se analisar o modelo de administração que os advogados querem para a OAB-MT. “Decisões tomadas sem o mínimo de democracia. Este tem sido o atual modelo de gestão dentro da Ordem. Acredito que o mínimo que o pretendente ao posto de presidente tem que fazer neste momento é ir onde estão os problemas gerados por este modelo autoritário e garantir que os mesmos erros não serão cometidos”. 

(22h) - Ordem mantém pedido de investigação junto à Corregedoria do TJ contra juiz Alex

Francisco Faiad, presidente da OAB-MT   A advocacia de Cáceres decidiu por manter o pedido formulado pela OAB-MT para apurar, pela Corregedoria-Geral do TJ, todos os atos do juiz Alex Figueiredo, alvo de representações. Segundo a OAB, sob Francisco Faiad, o magistrado deteriorou a relação com alguns profissionais. Ao mesmo tempo os advogados externaram posição unânime quanto à defesa intransigente das prerrogativas da classe, também reforçaram a posição assumida por Faiad.

   Faiad, que comanda a Ordem pela segunda vez e atua como cabo eleitoral de Cláudio Stábile, candidato à presidência, contrapõe as críticas de João Scaravelli. Argumenta que pediu a Corregedoria que promova o levantamento dos atos do magistrado e, ao mesmo tempo, que ouça os advogados. Observa que a decisão de remoção ou não o juiz cabe à Corregedoria do TJ. Alex Nunes Figueiredo é juiz substituto em Cáceres e está efetivado para assumir a 2ª Vara em Lucas do Rio Verde, no médio-Norte do Estado.

   O presidente da OAB lembrou que a relação entre o magistrado e a classe vem se deteriorando ao longo do tempo. Ele citou como exemplo a defesa de Alex junto ao Conselho Nacional de Justiça, na qual atacou duramente a Ordem. “Quando há problema de segurança na unidade prisional, diz o juiz, chamam a mim, eu é que tenho que resolver. A OAB nesse momento se esconde no buraco, portanto, que me ajude a resolver os problemas e não me atrapalhar!” . Em outro momento, o magistrado questiona as prerrogativas dos advogados: “Por acaso ele (advogados) têm imunidade, é um profissional acima dos outros, que pode fazer o que bem entender?”. Diz ainda que a OAB de Mato Grosso acha que sim. Durante a reunião, segundo a assessoria de Faiad, os advogados foram unânimes em manifestar repúdio a atos que possam vir a atentar contra as prerrogativas da classe. Um deles diz respeito ao uso de escutas telefônicas em escritórios de advocacia. Muitos profissionais disseram já terem sido vítimas desse expediente, especialmente por atuarem na região de fronteira.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • ana arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Engraçado, esse mesmo Senhor de nome Santo Scaravelli até a bem pouco tempo se posava de situacionista, inclusive, exercendo a Presidência da Caixa dos Advogados, agora, de uma hora para outra se torna oposicionista ferrenho ao Grupo de Fayad. Grupo esse, que até então, dele fazia parte. Advogados. olho nesse Senhor.

  • Teta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Porque o Cláudio e nenhum dos seus sócios foi pra Cáceres defender os advogados?????? Não quis que o erro do Faiad respingasse nele?????? Não é este escritório que mais mama na OAB com cargos comissionados em outras entidades??????

  • Joaquim Fidelis | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cláudio é advogado de ar-condicionado, nunca militou, nunca saiu as ruas e não é agora que vai sair. Quem tá fazendo campanha mesmo é o Batman e o Robin.

  • Rafael Amoedo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Dr.Scaravelli, é filiado ao PSDB. Qual a moral dele, pra criticar Faiad ?

  • João Com Noção | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A reunião realizada na quinta-feira em Cáceres pela comissão de advogados independentes apurou o autoritarismo atual. Uma coisa ímpar deve ser salientada: deu-se oportunidade para ouvir a voz dos advogados, fato inédito, nas palavras do presidente da 3ª seccional, Dr. Paulo Pirata, que foi atropelado pela presidência estadual da OAB/MT. Tem toda razão o Dr. Fábio Sá, que no dia 30 e no dia 31, posicinou-se pela permanência do Dr. Alex, pois conhece os advogados que tem a intenção de afastá-lo de Cáceres. Todos sabem do golpe perpretado ontem pelo grupo Faiadista que nem teve a coragem de levar seu candidato de ilustração. Faiad iniciou assumindo que se precipitou, ouviu a indignação dos cacerenses sérios, fizeram o desagravo de um advogado ofendido por outro juiz (sem dizer que não aprovaram o pedido de desagravo do Dr. Everaldinho, pois aí seria demais) e quando numa terceira reunião, quando só haviam seus aliados, votou e aprovou a continuidade do pedido de afastamento do juiz Alex.... que manobrinha vergonhosa. Equivocam-se quando pensam que isso já não vazou para o resto do estado. A OAB Federal também já está sabendo da ditadura que ipera aqui.

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

juca 400 curtinha A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O...