Últimas

Quinta-Feira, 24 de Abril de 2008, 17h:23 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

RUMO ÀS URNAS

Saída da TV não influencia na eleição, diz Rabello

Deputado comemora liderança nas pesquisas, diz ser "simpático e carismático", critica Santos e espera apoio de Sérgio

  Pré candidato a prefeito da Capital, o deputado Walter Rabello (PP) acredita que a sua saída da TV Cidade Verde (afiliada ao SBT) não vai influenciar na sua popularidade junto ao eleitorado cuiabano. "Não vejo o programa como peça fundamental para a minha candidatura". Ele fez o comentário ao avaliar nesta quinta, um dia após a divulgação da pesquisa Mark, em que aparece ora na liderança, ora empatado com o prefeito Wilson Santos (PSDB) - leia mais aqui. Rabello afirma que agora está percorrendo vários bairros para "não se distanciar das reais necessidades da população".

   Por outro lado, o deputado lamenta por ter perdido espaço na TV. "Isso vai influenciar na minha vida enquanto profissional, pois, estou deixando de fazer o que gosto e o que sempre fiz", disse. Ele enfatiza que está se mantendo nas pesquisas, em função dos serviços prestados. Rabello avalia que, apesar da mídia contribuir com o aumento da popularidade, o carisma é algo natural e independe do uso da televisão. "A TV ajuda, mas simpatia e carismo não é a televisão que dá. Isso é uma conquista pessoal", afirma o pré-candidato.

   Para Rabello, o que fará com que ele vença seu maior adversário, o tucano Santos, são as próprias promessas que ele (Santos) fez nas eleições de 2004 e que não as cumpriu. "Têm vários problemas no município que não foram solucionados até agora". Rabello cita como piores falhas da atual administração a falta de saneamento básico. "Ele (Santos) prometeu que iria reduzir a tarifa do transporte coletivo. Fez o contrário, ou seja, aumentou. Ele também disse que em seu governo as policlínicas iriam funcionar 24 horas, mas agora as portas se fecharam", critica o deputado.

   O progressista diz ainda que espera contar com o apoio do seu amigo pessoal, deputado Sérgio Ricardo (PR), que desistiu da pré-candidatura para abrir espaço ao empresário e presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiemt), Mauro Mendes, também do PR. Rabello lembra que antes da desistência de Sérgio, os dois fizeram um acordo para que um apoiasse o outro num eventual segundo turno.

   Ele pondera que, após a desistência de Sérgio, não o mais procurou e pretende reatar essas conversações.  "Acredito que de forma sábia ele (Sérgio) saberá escolher quem vai apoiar. Gostaria muito de ter o Sérgio comigo". Avalia que Sérgio Ricardo tem um estilo similar ao seu de fazer política. "Tem muita coisa que o Sérgio faz hoje que eu fazia no passado". (Pollyana Araújo)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • lidiobarbosa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CONCORDO COM RABELLO,NÃO SE PODE NEGAR SUA POPULARIDADE,NÃO BASTA SÓ TER PROGRAMA DE TV ,POIS O MESMO SE FOR MAL TRABALHADO DE NADA ADIANTA EM TERMOS DE POPULARIDADES ,EXEMPLOS CADE O CLOVIS ROBERTOADÃO DE OLIVEIRA ,TONINHO DE SOUZA,ORLANDO ANTUNES ,E OUTROS QUE POSSUI A TV ,MAIS SI QUER TEM CARISMA DE MEIA DUZIA DE PESSOAS .....

  • carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse apresentador parece com juvenal antena da tv globo,cuidado com ele walter rossi irmao de lino rossi

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.