Últimas

Terça-Feira, 04 de Setembro de 2007, 17h:10 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INVESTIGAÇÃO

Santos e Bussiki são denunciados pelo MPF

    O Ministério Público Federal em Mato Grosso encaminhou à Procuradoria da República da 1ª Região denúncia contra o prefeito de Cuiabá, Wilson Santos, e o economista José Bussiki Figueiredo, que é ex-secretário de finanças, depois de identificar que a prefeitura supostamente cometeu crime tributário. O procedimento administrativo foi aberto após a delegacia da Receita Federal na Capital informar em relatório que Bussiki inseriu dados falsos em um pedido de compensação tributária feito à secretaria da Receita Federal (SRF).

    De acordo com o relatório, o prefeito (responsável perante a SRF) e Bussiki (responsável pelo preenchimento) transmitiram dados utilizados anteriormente. Uma auditoria identificou, durante análise para a homologação do pedido de compensação tributária, que se tratava de um parcelamento de débitos do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). A prefeitura informou a existência de crédito, a qual não tinha direito.

    Segundo a análise dos procuradores, há informações suficientes para ajuizar uma ação penal, mas como trata-se da figura de um gestor municipal, a ação deve ser proposta pela Procuradoria Regional da República perante o Tribunal Regional Federal. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Paulo henrique | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    "Moderna e Solidária" é o slogan da administração Wilson santos Pelo o que assistimos parece ser só solidaria a dupla de parentes Wilson e Bussik vão juntos reponder por mas um crime, êta! Solidariedade!

  • RODRIGO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    REFAZENDO MEU COMENTARIO ENTÃO: É HORA DA VERDADE DE SABER O VERDADEIRO MOTIVO DA BRIGA DE CUNHADOS

  • Paulo Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Município de Cuiabá está correto em lutar para repetir ou compensar o indébito correspondente a exação do PASEP que o Município recolheu no período de junho de 1996 à março de 1999, anterior à vigência da Lei n° 9.715/98, pois a exação do PASEP naquele peíodo não teve exigibilidade legal eficaz, em razão de reedição fora do prazo da Medida Provisória n° 1212/95, que foi reeditada 38 vezes, sendo que 16 dessas reedições foram fora do prazo de trinta dias.
    Parabéns Cuiabá. Aqui não é terra de bobochera.


  • Cristina Araujo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Nesse episódio de pedido de compensação e de restituição de indébito decorrente da inexigibilidade do PASEP do período de junho de 1996 a março de 1999, quem está cometendo crime tributário mesmo são as autoridadeas fazendárias e os procuradores federais, por exigir tributo que sabe ou deveri saber indevido, em razão de sucessivas reedições fora do prazo da medida Provisória n° 1212/95, no referido período. Isso chama-se excesso de exação, capitulado como crime cometido por servidor público no Código Penal Brasileiro.

  • Antonio Luiz de Souza | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nepotismo (emprega esposa, cunhado, primo, tia, etc.), Crime Ambiental (o conjunto de prédios em área de proteção ambiental), Crime contra a administração pública, e agora, Crime Tributário. Estamos fritos com uma Administração Municipal destas!!!!

  • RODRIGO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Dilza Soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Demorou para essa parceria dar errado...Wilson..vê se aprende...família vai em casa de vez em quando...não dá pra trabalhar junto...é um problema sério. Agora falta tira a Adriana...ela tá devagar e vai te prejudicar. Ou manda ela mostrar serviço

  • Cleide marcondes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Até dezembro, o IFMT terá eleição para Reitoria. Quem você acha que será eleito dos candidatos abaixos?

Deiver Alessandro

Julio Santos

Nenhum deles

Não tenho ideia

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.