Últimas

Sexta-Feira, 21 de Agosto de 2009, 15h:29 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

Rumo a 2010

Santos é ilusionista e "faz feio ficar belo", diz jornalista

   Jorge Maciel, que integra a safra de veteranos no jornalismo em Cuiabá, considera que o prefeito de segundo mandato Wilson Santos esteja agindo, principalmente diante do escândalo das obras do PAC, como um "ilusionista", ou seja, aquele que tem o poder de inverter o real pelo imaginário e fazer o feio ficar belo. Em artigo, Maciel se refere ao gestor tucano de forma irônica.

   O jornalista discorre sobre o fato do prefeito cuiabano sugerir que o Exército venha assumir a execução dos projetos de saneamento, com recursos do PAC. Para Maciel, Santos age como os grandes historiadores, como Napoleão Bonaparte, Salomão e até mesmo Cleopatra, que ficaram marcados na história mundial por serem capazes de se safarem, com classe, de situações desconfortáveis.

   Ele critica a postura do prefeito de chegar ao ponto de implorar para que o 9º Batalhão de Engenharia de Construção (9º BEC) tomasse frente às obras do PAC, e também de visitar o juiz Julier Sebastião, que decretou a prisão de 11 acusados de envolvimento em fraudes nas obras, para "conferir se seu nome não era um dos citados na Operação". Jorge Maciel não tem dúvidas. Na sua concepção, Wilson Santos, pré-candidato a governador em 2010 pelo PSDB, está tentando de todo modo fazer com que o furacão de denúncias passe logo, para que o projeto político não vá por água abaixo. (Lisânia Ghisi)

   O artigo sob título "Wilson Santos foi pelo cano?" está postado na seção Artigos, logo acima, à esquerda. Confira lá e comente cá.

Postar um novo comentário

Comentários (36)

  • ELLENNATUREZA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NÃO TENHO MAIS TOLERÂNCIA PARA SUPORTAR ESSES COMENTÁRIOS HORRÍVEIS E CHEIO DE PUXASAQUISMO DO SENHOR MOLINA. SOU PROFESSORA, E ACHO QUE ELE AO INVÉS DE ESCREVER TANTA BESTEIRA, PODERIA VOLTAR AO BANCO DA ESCOLA. ORA BOLAS, ESCREVER PASSE LIVRE COM UM S, SOMENTE, É NO MINIMO DESELENGANTE E DEIXA TRANSPARECER O QUÃO FUGIU DA ESCOLA NA HORA DA GRAMÁTICA E DO PORTUGUES. DEVIA ESTAR PEGANDO UMAS AULAS DE HISTÓRIAS. SERÁ QUE NÃO??????????ABRAÇOS.

  • Mariney Neves | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O artigo é muito bom. Só não concordo com o sapiente jornalista, quando diz que o prefeito Wilson Santos tem o estilo de Jesus Cristo.
    Temos que ter cuidado, ele pode acreditar.
    Jesus Cristo é a verdade e Wilson é a mentira.

  • kátia abreu oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O artigo é um primor na análise e raro em aplicações corretoas de termos, verbos e morfologoia. Como professora de Líguas, parabenizo o jornalista pelas belas construções dos períodos, coisa rara. Não apenas escrevcveu bem, mas pincelou todo o epsódio com humor (também raro) e fidelidade à verdade.
    Conhecço - não pessoalmente - o jornalista e sei, pelo que quetionei a quem o conhece, que é um profissional de mão cheia. Sei que na casa dos 50 anos ninguém pode ser considerado jurássico e por isso considero-o um analista iluminado e muito presente. Parabéns pelo texto e pela forma que exprime a verdade sem cair na agressão xula ou no ataque raivoso com cheiro de bandeira partidária.
    O artigo é oportuno e esclarecedor, além de ser muito verdadeiro.

  • PLINIO MARQUES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pode escrever no seu jornal Wilson vai ser o próximo governador e Serra o próximo presidente, o resto da turma vai ganhar uma passagem só de ida no batomuche para o Paraná.

  • JOSE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    FOI PRÁ RUA E CONTINUA USANDO A ESTRUTURA DA SEC. DE COMUNICAÇÃODA PREFEITURA, AGORA ELE ESTÁ TENTANDO O RETORNO, ESSA MATÉRIA FOI PARA VER SER O PREFEITO LHE CHAMA PARA CONVERSAR, SERÁ QUE ELE QUER SE ADJUNTO DO FLAVIO, PORQUE SÃO AMIGOS INSEPARAVEIS, MAIS É TIDO NO MEIO COMO PERIGOSO

  • Gomes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Confesso que li e reli esse artigo por algumas vezes. É revelador, engraçado e sério ao msmo tempo. Sintetizando, tão esclarecedo rcomo nunca foram ou são a os jornais de Cuiabá e Mato grosso (há excessões), que conhecem esse perfil de Santos, mas nunca se deram ao dever de esclarecer a população sobre essas qualidades (malefícios, na verdade) do sr. Santos. Na verdade, a Secom não age como fornecedora de notícias ou criadora de campanhas sociais. Age para pagar jornais e jornalistas que se habilitam a receber por fora ou por dentro para falar bem, e escondeer a verdade.
    Parabéns Jorge Maciel por mostrar neste artigo o que todos os jornais sabem, mas nunca tiveram a coragem (ou hombridade) de mostrar!

  • Van Hausen | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr João Moessa...Como o Sr mesmo diz, a capacidade de se SAFAR de situações desconfortáveis é rara.Gostaria de acreditar ,mas não.Infelismente ela já é corriqueira no meio político. A nada nobre arte de se SAFAR de tais situações,lembram o sorriso de Anildo na foto deste site. Saber se SAFAR, Moessa, caracteriza única e exclusivamente o SAFADO. E isso não é mérito nem exemplo dígno para as nossas crianças.

  • Ângelo Gugolino | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Jorge Maciel: não tiro o mérito de suas bem medidas palavras a respeito de Wilson Santos, que, longe dos exemplos citados nos remete à Alemanha dos anos 30/40.A mentira repetida milhares de vezes, passa a ser uma verdade.
    Pois bem, por este raciocínio Hitler está para WS, Jorge Maciel está para Goebbels, o ministro da propaganda a época. Pois pelo que nos escreve um internauta,o Sr trabalhou junto deste prefeito ilusionista... Imagino até as risadas marotas que o Sr deve ter dado cada vez que WS convocava coletiva e soltava mais uma fantasia.
    É o caso de se perguntar,aí sim, por que o Sr continuou com farsa durante as eleições e só agora resolve mostrar a público as estratégias de Pinóquio. Sei que o Sr não é Gepetto, mas que insight é este que só aparece na hora em que se perde o emprego?
    Deve-se pensar então, que o Sr passou todo este tempo elaborando a tese,para ,depois do cartão azul, publicá-la com pompa e circusnstância?
    Aposto que o Sr Molina,uma vez sem seu emprego de DAS na Câmara de vereadores de Cuiabá, também terá um texto calcado em fatos bem mais reais que os expostos por ele neste site elevando a moral de WS.
    Em resumo: o Sr não é diferente de WS, e como tal deve ser desmascarado.

  • JORGE MACIEL | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Fico feliz em ocupar este espaço democrático, um fórum inteligente de debates e discussões bre tema, do di-a-dia, que nos interessa a todos.

    Só queria esclarecer ao sr. Ângelo Gugolino, sem querer entrar num bate-boca, que realmente prestei serviços (sou um profissional) na aprefeitura por longos QUATRO meses, mas me desliguei por circunstâncias não convém citar aqui.
    Tenho minha empresa, sou funcionário público federal e presto serviçosa diversas instituições. Como profissional e como cidadão livre, posso expressar meus pensamentos a respeito de qualquer assunto. Ao escrever este artigo (que gerou muitos comentários) o fiz pela precupação social. O artigo é tão particular quanto eu mesmo, pois meus atos e artigos são meus e de mais ninguém, ao contrário de atos e ações de gestores, cujos efeitos (bons ou maléficos) atingem à população, subordinada aos sabores criados pelos que nos governam. O artigo em tela é de ordem política, não pessoal.
    A tempo: jamais me envolvi em campanhas político-partidárias (quem me conhece sabe disso!), tendo preferido, por feitio de vida, ficar na individualidade do voto eleitoral na cabine de votalção.
    Só isso!

  • Jofre Pedroso paisano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pessoal, antes de dar credibilidade a alguém, vamos conhecer melhor esse cidadão. vamos conhecer melhor esse jorge, e então veremos que a sua moral e ética esta a altura para criticar quem quer que seja, e principalmente se está a serviço de quem. não vamos nos iludir com esse jornalista.

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...

Kalil, ausência e críticas de educadores

gilmar ferreira 400 curtinha   O candidato a prefeito de Várzea Grande Kalil Baracat (MDB) não foi a um evento realizado pelo Sintep para apresentar suas propostas aos técnicos e professores da educação básica. A ausência e sem apresentar justificativa deixou professores na bronca. O sindicalista...