Últimas

Domingo, 15 de Abril de 2007, 08h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Santos quer sacudir gestão e empossa mais 3

  Em 2 anos e 3 meses de gestão, prefeito só não trocou 2 dos 14 secretários

    Com 27 meses de gestão e a 21 para concluir o mandato, o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB) empossa nesta segunda (16) três secretários. Já com as atenções voltadas à reeleição, o tucano aposta que dará uma sacudida no seu governo. Até agora tem se esforçado, mas cometido falhas administrativas mais por centralizar decisões e também dificuldades de quadros. Muitos secretários têm atuação pífia.

    O prefeito enfrenta problemas nos setores da saúde e saneamento. Dos 14 secretários que tomaram posse em janeiro de 2005, o prefeito já substituiu ou remanejou 12. Só estão no primeiro escalão como "intocáveis" João Vieira (Trabalho, Desenvolvimento Econômico e Turismo) e Mário Olímpio (Cultura).

    A solenidade de posse acontece no auditório da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), às 9h. Euclides Santos assume a Infra-Estrutura; Andelson Gil do Amaral a secretaria de Governo e, Eden Capistrano, o Meio Ambiente. 

    Santos não conseguiu atrair por inteiro o PMDB, mas cooptou alguns aliados da legenda, da qual já pertenceu. Com Walter Rabello, o partido tende a ser um de seus principais adversários nas urnas de 2008. A legenda peemedebista terá agora na gestão tucana como secretário de Infra-Estrutura o ex-prefeito de Poconé por dois mandatos Euclides Santos. Ele já fazia parte da equipe, mas não no staff. Começou como adjunto de Infra-Estrutura e, depois, na superintendência do Hospital e Pronto-Socorro Municipal.

   O DEM (ex-PFL) também integra o primeiro escalão. Conduz a pasta de Assistência Social com a ex-deputada Celcita Pinheiro, que tenta superar o desgaste após ter o nome envolvimento da máfia dos sanguessugas. O nanico PSB se mantém no staff, agora com Capistrano, apesar de resistência da direção municipal, sob Vantuir Pereira, irmão do deputado federal Valtenir, pré-candidato a prefeito. Para fugir da questão partidária, o vereador Capistrano alega que foi indicado pelo Conselho de Ministros Evangélicos (Comec).

  O prefeito administra hoje um orçamento superior a R$ 500 milhões com apoio integral apenas do PTB, PDT, PP e PFL, além do seu PSDB. Enfrenta resistência de setores do PSB, PMDB, PPS e PR e, oposição ferrenha, do PT.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • pedro noronha | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O estilo do prefeito já esta claro na cabeça de todos Cuiabanos(indeciso,sem palavra,confuso).O que esta faltando é mudar o Prefeito.

  • Pedro Ananias | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Acho que deveria mudar urgentemente o secretário de Comunicação, Pedro Pinto,uma vez que a prefeitura gasta uma fortuna em propaganda e o resultado é inócuo. O Pedro deveria trabalhar mais e enrolar menos. O prefeito até que tá fazendo o seu dever, mas não aparece, como se vê nas recentes pesquisas.

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...