Últimas

Quarta-Feira, 30 de Abril de 2008, 08h:15 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

SAÚDE PÚBLICA

Saúde elenca motivos que levaram à interdição

   A secretaria de Saúde da Capital explica, por meio de nota divulgada nesta quarta (30), os 12 motivos que levaram a Vigilância Sanitária interditar a Santa Casa de Misericórdia. Argumenta que umas das principais razões foi o aumento de 30% de irregularidades encontradas no hospital em relação aos últimos três anos. Segundo a secretaria, em 2006 foram detectadas 424 falhas e, em 2007, esse número subiu para 490. Já neste ano aumentou para 639. Diz ainda que a Santa Casa não cumpriu o prazo de 45 dias dado pela Vigilância para que o hospital solucionasse os problemas considerados mais graves. (Pollyana Araújo)

   As 12 razões da Vigilância para interdição:

1) A Vigilância Sanitária realiza inspeções periódicas em todos os estabelecimentos de saúde de Cuiabá, cumprindo determinação da Anvisa.
2) Cresceu em 30% o número de irregularidades encontradas no referido hospital nos últimos três anos: 424 irregularidades em 2006; 490 em 2007; e 639 irregularidades em 2008.
3) Estas 639 irregularidades foram detectadas na última inspeção realizada nas dependências da Santa Casa nos dias 17, 18 e 19 de março de 2008.
4) De acordo relatório produzido pela equipe técnica responsável por esta inspeção sanitária, ficou constatado que o hospital continua apresentando “não conformidades” que comprometem a qualidade dos serviços e produtos oferecidos aos usuários, no que se refere à estrutura física inadequada, principalmente de setores críticos como lavanderia, central de esterilização, três UTIs e ainda referente às questões organizacionais, inoperância da comissão de controle de infecção hospitalar, oferecendo riscos inclusive à saúde dos trabalhadores.
5) Agravando a situação, o serviço não possui protocolos validados e implementados do controle de qualidade da esterilização dos materiais na autoclave e esterilização química (glutaraldeido), e até o momento não providenciou a atualização dos manuais de procedimentos de todos os setores do hospital.
6) Diante desta constatação, a Vigilância Sanitária decidiu pela interdição dos serviços de lavanderia e central de esterilização por funcionar em desacordo com as legislações sanitárias vigentes. A interdição foi feita após um prazo de 72 horas estabelecido para que a direção tomasse providências mínimas e que justificassem a suspensão da interdição.
7) As demais “não conformidades” tiveram um prazo de 45 dias para serem solucionadas por meio de Termo de Notificação.
8) A Secretaria informa, por outro lado, que a Santa Casa não tem alvará de funcionamento por conta dessas irregularidades. Informa ainda que quatro hospitais de Cuiabá possuem hoje alvará de funcionamento: Amecor, Hospital Otorrino, Hospital São Mateus e Hospital Ortopédico. O Hospital Geral está em fase de renovação de alvará. O Pronto Socorro e Hospital Municipal de Cuiabá será adequado este ano às normas da Anvisa com recursos do Qualisus, cujo projeto já foi aprovado pelo Ministério da Saúde. Os demais hospitais existentes em Cuiabá estão em fase de inspeção.
9) A Secretaria de Saúde de Cuiabá se viu obrigada a adotar a interdição para preservar os pacientes e trabalhadores da instituição. Como as irregularidades aumentaram em grande proporção, ao invés de reduzirem com as constantes notificações da Vigilância Sanitária, a SMS teve que adotar providências para não correr o risco de expor pacientes e trabalhadores a riscos.
10) Que a SMS não adotou esta medida antes por entender o alcance social dos serviços oferecidos pela Santa Casa acreditando na disposição da diretoria em solucionar os problemas, mesmo que em etapas.
11) Que o único interesse da SMS é de garantir uma parceria com a Santa Casa e quaisquer instituições de saúde da rede privada, filantrópica ou pública e que resulte em ações positivas na promoção da saúde do usuário do SUS.
12) Sobre os repasses à Santa Casa, a SMS esclarece que existem pendências relativas ao mês de dezembro de 2007 com todos os hospitais da rede contratada pelo SUS/Cuiabá. São restos a pagar de 2007 e que a secretaria está repassando parceladamente aos hospitais, como aconteceu em janeiro e fevereiro e será feito nos meses seguintes até que a dívida seja quitada. Que todos os hospitais recebem o mesmo tratamento da gestão pública municipal. Que a secretaria divulga, desde o mês de fevereiro/08, o balanço financeiro da pasta, demonstrando total transparência com o gasto do dinheiro público.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Maria Luiza C. Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Será que não é devido aos atrasos constantes da Prefeitura que a Sta Casa não pode arrumar melhor a casa. Digo isto porque quando atrasam nosso vencimento pagamos tudo com juros e então o gasto é maior. Me parece que num passado recente este mesmos Secretaria já perseguia a Sta Casa com atrasos, pelo menos e isto que constava na mídia há uns 4 anos atráz. Prefeito o Sr é um boa pessoa, veja essa situação com cuidado ...
    Socorro AUTORIDADES cuidem de quem faz pelo SUS

  • NADJA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mais uma atitude truculenta deste Secretario Luiz Soares. Olhe para dentro de sua extrutura e verá quenão é somente a Sta. Casa que anda um caos. Não é Iracema do Pronto Socorro.

  • julio augusto de oliveira soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo estado do material mostrado e o que é de conhecimento de toda a população que não é de hoje que a nossa querida Santa Casa tem problemas sérios,só que fica estranho que há tanta carência de leitos em cuiaba,principalmente aos nossos irmãos usuários do SUS a prefeitura ao invés de procurar fazer parceria para equacionar e solucionar o problema apresentado,primeiro pagando a sua conta com o hospital,radicaliza e interdita importantes insumos de atendimento,pode parecer tudo menos preocupação com a população pois se assim fosse o próprio pronto socorro não estaria funcionando em sua plenitude.Com a palavra o eleitor na hora de escolher o futuro gestor da nossa querida cidade.

  • Resilnéia M. Silva Souto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não entendi a resposta da Sec Saúde, pois me parece que o único hospital de Mato Grosso tem tem de direito o título de filântrópico é a Santa Casa de Misericórdia pois quando estive em tratamento lá ano passado tive a oportunidade de ver o Certficado da Assistência Social Nacional, que é a unica que pode fazer o registro no Brasil.
    É um hospital dos menos favorecidos e leitos particulares são poucos e lá não somos discriminados portanto Luis Soares acorde, voce já viu a placa que tem lá de homenagem a Wilson Santos? Acorda Prefeito, queremos votar em você novamente, mas com esse Secretário fica difícil....

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

Chefe do Escritório de ROO em Cuiabá

mario marques 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, que iniciou neste mês o 3º mandato, mantém como parte da estrutura da administração um cargo de chefe do Escritório de Representação do município na Capital. E Pátio nomeou para esta...

Prefeito cria comitê pra debater modal

emanuel pinheiro 400 curtinha   Mesmo o governador Mauro Mendes já tendo anunciado que vai implantar o BRT na Região Metropolitana, em detrimento do VLT, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto) criou um comitê de análise técnica para, segundo ele, definir o modal de transporte para a região. Emanuel...

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), vai pagar uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados e que foram programados pelo ex-presidente Carlos Alberto para liberá-los no orçamento...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.