Últimas

Terça-Feira, 24 de Junho de 2008, 09h:51 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

VÁRZEA GRANDE

Secretário autoriza verba do SUS a seu hospital

 O secretário de Saúde de Várzea Grande, Reinaldo Della Pasqua, é acusado de infringir a Lei Orgânica do Município por ter permanecido por quase 3 meses como sócio do Hospital e Maternidade Santa Rita e, concomitantemente, no comando da pasta. O caso que veio à tona agora será investigado pela Câmara Municipal e pelo Ministério Público. Della Pasqua tomou posse do cargo em 14 de fevereiro deste ano e, conforme consta na Junta Comercial do Estado, se desligou da unidade priviada somente em 10 de abril, ou seja, quase 3 meses depois.

   O Santa Rita é um dos 4 hospitais do município que atendem pelo SUS e recebem repasse da União, através da prefeitura, com a chancela da secretaria municipal de Saúde. O secretário substituiu Arilson Arruda (DEM), que entregou o cargo para pleitear a candidatura à sucessão municipal, vindo a desistir depois.

    A Lei Orgânica proíbe secretário de "firmar ou manter contrato com o município, bem como suas autarquias, fundações, empresas públicas, sociedades de economia mista ou empresas de concessões de serviços públicos". Diante disso, alguns vereadores já começaram a levantar a voz contra o secretário. Argumentam que ele cometera crime de responsabilidade.

   Nos dois meses em que Della Pasqua respondeu pela Saúde e, ao mesmo tempo, pela administração do hospital, foram feitos 3 repasses ao Santa Rita, totalizando R$ 197,398 mil. Desse montante, R$ 58,9 mil foram referentes aos 126 atendimentos feitos em fevereiro, primeiro mês em que Della Pasqua ficou à frente da secretaria. Outros R$ 64,5 mil são por 137 atendimentos de março, enquanto outros 147 em abril renderam à unidade hospitalar R$ 73,9 mill. Foi em abril que o secretário passou uma procuração, dando total autonomia para que o seu funcionário Marcelo Biagio viesse a administrar a empresa.

   Está tudo em família. Além de Della Pasqua, o hospital tem como sócios a sua esposa Ivone Gonçalves, o filho Reginaldo João Della Pasqua, o enteado Rogério Carlos Gonçalves e o próprio Marcelo. (Pollyana Araújo)


Della Pasqua ameaça revelar lista de fantasmas

  O secretário Della Pasqua ameaça que, caso os vereadores o acionem no MP, vai revelar a lista dos funcionários fantasmas que, na maioria estão sob indicação dos próprios parlamentares, e recebem pela pasta da Saúde. "Acontece que esses vereadores não aceitam a minha maneira dinâmica de administrar. A briga é por causa dos fantasmas, já que a maioria são parentes de vereadores e, se eles fizerem isso vou divulgar a lista dos fantasmas". Ele conta que tem conversado com os funcionários que não comparecem aos serviços regularmente e os colocando para trabalhar. "Mesmo que sejam fantasmas eles ressuscitam".

    Até agora, conta que já conversou com uns 13 desses, mas demitiu apenas dois. "Só dois funcionários DAS (comissionados) que foram despedidos por desacatar a minha autoridade", disse. Ele diz ainda que tem suspendido os pagamentos de alguns funcionários com o intuito de que a frequência seja controlada, como uma forma de pressioná-los a trabalhar. "Para não prejudicar ninguém estou comendo pelas beiradas".

    Desincompatibilização

    O secretário assegura que deu entrada na documentação para o desligamento do Hospital Santa Rita em 13 de fevereiro, antes de tomar posse do cargo, mas por burocracia da Junta Comercial o afastamento oficial aconteceu só em 10 de abril. Garante, porém, que desde essa data não compareceu mais à unidade privada. "No dia 12 de fevereiro, quando fui convidado pelo prefeito, pedi ao contador que aprontasse esse documento para que eu levasse na Junta. Assim que fiz isso me desimcompatibilizei da empresa", explica.

    Della Pasqua adianta que só vai ficar à frente da pasta até o final do ano e que assumiu o cargo por achar irrelevante o fato do prefeito Murilo Domingos (PR) ter de nomear alguém de Cuiabá para o comando da Saúde do município, já que não encontrava ninguém apto à função. "Aceitei esse cargo porque se não ele (Murilo) ia buscar médico de Cuiabá para ser secretário aqui (Várzea Grande)". Conta que está sendo "assediado" pelo secretário de Saúde do Estado, Augustinho Moro, para trabalhar no governo Blairo Maggi e, posteriormente, ser o seu sucessor.

     Segundo ele, não será viável, já que o Estado tem o dobro de problemas. "O Augustinho quer se desincompatibilizar no final do ano e quer que eu trabalhe com ele e provavelmente assuma o seu lugar, mas a minha cidade é Várzea Grande. Assumi esse compromisso e vou até o final". Em tom de brincadeira, o secretário avalia que Augustinho infartou e ele (Della Pasqua) está quase infartando em razão da complexidade de conduzir a Saúde. (Pollyana Araújo)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Marcelo Arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tudo farinha do mesmo saco, Murilo Domingos permitiu que sua administração se trasnformasse nesse emaranhado de interesses que virão a público agora na época de elição.
    Murilo foi eleito por forças populares que almejavam mudanças em VG mas depois que ganhou governou com as mesmas forças politicas que adminstram VG a anos.
    Deu no que deu, faliu seu governo e ainda se invialibilizou politicamente.
    Agora se candidata a reeleição só pra cumprir tabela e ser candidato a deputado federal com o apoio dos Campos.
    Em VG tá tudo acertado.

  • Ana Beatriz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SE NA CAPITAL DO ESTADO TIVEMOS UM SECRETARIO DONO DO HOSPITAL MANDANDO E COMANDANDO, PQ VARZEA GRANDE NAO PODE TER? O MP NAO TOMA ATITUDES QDO DEVE, POIS ATUALMENTE NA SECRETARIA MUNICIPAL DE CUIABA HA NEPOTISMO, A COORDENADORA VITALICIA TEM SUA IRMA DE ENFERMEIRA NO PSF, SUA CUNHADA DE ENFERMEIRA EM OUTRO PSF, DOIS SUBRINHOS NO ALMOXARIFADO CENTRAL, O FILHO NOUTRO SETOR, UM PRIMO DE MTORISTA, O MARIDO QUE CANTA TODAS AS FUNCIONARIAS DE GERENTE DE UM POSTO DE SAUDE, UMA PRIMA NUMA OUTRA CORRDENADORIA, UMA SUBRINHA NA CENTRAL, UMA PRIMA NO SAE, UMA OUTRA PRIMA NA GERENCIA SERVICOS GERAIS...E POR AI AFORA......E ELA MANDA MAIS QUE O PROPRIO SECRETARIO, JUNTAMENTE COM O DIRETOR...

    ESSA É A SAUDE PUBLICA DO ESTADO DE MT...
    POR ISSO HA PESSOAS MORRENDO NO PRONTO SOCORRO, FALTA DE ATITUDE E SERIEDADE!

  • ana maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    UMA NOTICIA DESSA SOBRE A SAUDE EM VG deveria fazer
    corar de horror e vergonha os mais desavisados municipe pois VG nao merece continuar com tamanho descaso na SAUDE, seu povo maltratado e sendo moeda de troca por vereadores e mandatarios desonestos que so pensam em seus BOLSOS, isso merece uma investigação do MPE POIS com certeza com essa politica de saude mtos irao ainda morrer por falta de assistencia , visto que o compromissao com o POVO é ZERO ...vamos VG abra o olho pois ainda veremos mta coisa podre nesta politica ....chega de humilhação ...

  • DERSON | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SENHORES LEITORES, NÃO POSSO JULGAR E NEM INOCENTAR PESSOAS QUE SÃO RESPONSAVEIS PELA PASTA DA SAÚDE DE V.G, MAS É NECESSÁRIO FAZER UMA MÉDIA DOS ULTIMOS SEIS MESES DOS REPASSES DE PAGAMENTOS PARA O HOSPITAL SANTA RITA, POIS SABEMOS QUE O VALOR QUE O SUS REPASSA AOS HÓSPITAIS CREDENCIADOS É FORA DA REALIDADE DE MERCADO QUE ACABA DESONERANDO OS SÁLARIOS DOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE MÉDICOS, ENFERMEIROS, SECRETARIAS ETC...ÉÉÉÉÉ COMPLICADOOOOO!!!!EX: O MIN. SAÚDE DA ÚNIÃO REPASSA R$1.000 PARA O MIN. SAÚDE ESTADUAL, QUE ACABA REPASSANDO R$600,00 PARA SECRETATIA MUNICIPAL, E A SECRETARIA MUNICIPAL PAGA R$ 300,00 PARA OS HOSPITAIS, UFFFÁÁÁÁ É MAIS OU MENOS ASSIM QUE ACONTECE O DINHEIRO VEM PERDENDO VALOR PELO CAMINHO.PARA PODER DAR UM BOM ATENDIMENTO PARA A POPULAÇÃO.

  • TÔ DE OLHO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Secretário Della Pasqua, esse documento não foi encaminhado pelos vereadores de VG, tem gente na prefeitura tentando sujar a sua imagem. Isso é maldade de gente ligada a comunicação.

    ABRA O OLHO!!!

  • Tania | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que vergonha.
    O Secretário além de ser cumprice dos Vereadores no caso dos funcionários fantasmas ainda ameça como se não fosse culpado por nada.
    Onde está o Ministério Público???? Será que também dormem.
    Acordam promotores

  • Francisco Silva Leite | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NÃO VEJO PROBLEMA NO FATO DO SEC DE SAÚDE DE VG SER DONO DE HOSPITAL, POIS EM CUIABÁ TBM JÁ HOUVE.

    O PIOR DISSO TUDO É QUE O DR, REINALDO MANTÉM EM SEU QUADRO DE CONFIANÇA (?) PESSOAS DE CARÁTER DUVIDOSO. DIGA-SE DE PASSAGEM OS DISCÍPULOS DO DR. ARILSON QUE CONTINUAM NOS CARGOS DIRETIVOS.

    DR. REINALDO, ABRA O OLHO! ESSA CORJA ESTÁ À SERVIÇO DO GRUPO CONTRÁRIO. NÃO MERECEM SUA CONFIANÇA!!!

  • Renato Soares | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para o rapaz da primeira mensagem Marcelo Arruda já tinha te mandado antes um recado vou mandar novamente, se vc não for o Julinho Bererê, tenta se livrar do coxo...com certeza você será feliz. Em relação ao Secretário de Saúde, isso acontece devido a ele estar fiscalizando irregularidades deixadas pelo Arilson (DEM)...sempre irregularidades tem (DEM) envolvido. Parabéns secretário, mostra tudo que o povo do DEM fez nessa secretaria.

Colíder com 2 candidatos desgastados

jaiminho 400 curtinha   Em Colíder, duas figuras bastante desgastadas politicamente estão na disputa pelo Executivo, sendo o prefeito Noboru Tomiyoshi, que fechou aliança com apenas três partidos (DEM, PSD e SD), e o ex-prefeito Jaime Marques (foto), que concorre pelo PSC numa coligação que agrega DEM e...

PP com 25 a vereador projeta 3 vagas

orivaldo da farmacia 400 curtinha   O PP, da base aliada do prefeito Emanuel, conta com 25 candidatos a vereador pela Capital. Deve conquistar entre duas e três vagas. Os principais concorrentes são os já vereadores Orivaldo da Farmácia (foto), Marcrean Santos e Luis Cláudio, além do ex-vereador...

MPE vê prefeita de Torixoréu inelegível

ines 400 curtinha torixoreu   Para o Ministério Público Eleitoral, a prefeita de Torixoréu, Inês Mesquita Moraes Coelho (foto), que se lançou à reeleição pelo DEM, está inelegível. Numa ação de impugnação de registro de candidatura, o promotor...

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...