Últimas

Sábado, 11 de Abril de 2009, 11h:49 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

CHAPADA DOS GUIMARÃES

Secretário luta para voltar a receber recursos do SUS

   O secretário de Saúde e vice-prefeito de Chapada dos Guimarães, Elias Santos (PMDB), irmão do prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB), pretende inaugurar ainda este ano o novo hospital do município. Em junho do ano passado, a Vigilância Sanitária interditou a unidade de saúde na entrada do bairro São Sebastião, para onde o ex-prefeito Gilberto Mello (PR) transferiu a estrutura do antigo hospital, que funcionava no centro da cidade. "A vigilância interditou por falta de refeitório, lavanderia, sala para berçário e para esterilização dos aparelho", apontou Elias. Segundo ele, desde então a secretaria de Saúde de Chapada deixou de receber cerca de R$ 400 mil por mês do Sistema Único de Saúde (SUS).

   Segundo o secretário, a situação da Saúde pública no município melhorou, mas ainda precisa de ajustes. A prefeitura continua bancando os gastos com atendimento ambulatorial e realização de exames, mas as pequenas cirurgias estão suspensas. "A unidade de saúde do São Sebastião continua responsável por 90% do atendimento. Apenas no caso de pequenas cirurgias ou partos, em que há necessidade de centro cirúrgico, transferimos os pacientes para Cuiabá", explicou.

   A prefeitura já realizou a licitação para contratar o escritório de aquitetura responsável pelo projeto de ampliação do hospital do bairro São Sebastião e adequação da estrutura à legislação vigente. "Depois, vamos pedir à secretaria estadual de Saúde que inspecione novamente a unidade. Até meados de maio, já teremos tudo aprovado", frisou Santos. Assim que a situação estiver regularizada, a expectativa do secretário é receber R$ 70 mil mensais do SUS. "Isso ajuda a pagar as despesas menores, como o salário dos médicos, que hoje chega a R$ 30 mil. Só para manter o hospital, por exemplo, a prefeitura gasta cerca de R$ 100 mil mensais". Também será necessário comprar novos computadores para suportar o sistema do SUS, além da contratação de mais médicos. "Temos dificuldade em contratar mais profissionais porque a gestão passada deixou seis meses em salários atrasados", disse Santos. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • julio cesar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    infelizmente a população está sofredo muito.
    o atual prefeito não faz nada. aliás so fica
    metendo o pau no seu antecessor(que alias ajudou a eleger), diz que não tem dinheiro para nada. quem o conhece diz que desde o tempo na ufmt ele nunca tra balhou.
    agora imagina só uma cidade como chapada que recebe uma quantidade razoavel de turista não tem um unico médico...
    é alarmante ou não ? se alguma pessoa passar mal tem que vir a cuiabá , se for infarte , babau.
    quando será que teremos prefeito em chapada?
    o ministerio publico terá que notifica-lo para trabalhar , a cidade está um lixo só...

  • Alex | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nossa mas essa administração que assumiu a Prefeitura de Chapada não esta com nada.Os secretários não tem perfil de administrar nada.Ate agora não mostraram nada.Só sabem ficar locando desculpas no antecessor.O Prefeito até parece que a eleição não passou.Pelo que comenta-se na cidade de Chapada, sera 4 anos de retrocesso

  • Dicão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os órgãos de fiscalização deveria atuar mais. Estranhamente as prefeituras de Cuiabá, Chapada estão sucateadas, não há dinheiro para investir na saúde, porém o tamanho da máquina aumentou e muito para aglutinar mais pessoas vorazes por fazer o bem para o bem público.

    É lamentável. Está a olhos nus para quem quer ver que essas pessoas estão desgraçando com a vida do povo de Cuiabá, da Chapada.

    O Ministério Público é um dos últimos órgãos em quem ainda podemos confiar, porém a atuação deles é pífia. Esperávamos que com mortes de pessoas inocentes causadas pelo descaso na saúde pública os órgãos fiscalizadores exercessem os seus papéis. Grande equívoco. Acho que ainda estão de ressaca do carnaval.

    Enquanto isso, a cada novo dia no mínimo uma vida se vai e através das estatísticas o que era prá ser polêmico torna-se apenas um número frio, mais um número que esses gestores irresponsáveis apenas usam para justificar suas incompetências.

    Acorda população!

AL realiza lockdown de faz de contas

Funcionários da AL se mostram revoltados com o lockdown de “faz de contas” promovido por deputados. Isso porque, apesar de estar com as portas fechadas, funcionários estariam sendo obrigados a ir trabalhar e entrando por outras portas. Atendem parlamentares que preferem trabalhar presencialmente. Pelo menos 36 funcionários estariam infectados e os servidores temem que mais pessoas sejam contaminadas pelo coronavírus. O pânico ficou ainda maior...

EP na batalha por vacinas e insumos

emanuel pinheiro 400 O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (foto) entrega nesta segunda (8) PL para a aquisição de vacinas para combate à Covid-19, medicamentos, insumos e equipamentos. O documento foi elaborado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) e será votado na Câmara. Esse é mais um movimento...

Fúrio volta à carga contra secretário

celio furio 400 curtinha Depois de se enganar ao abrir investigação contra o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo e ter de pedir desculpas, o promotor Célio Fúrio (foto) voltou à carga. Fúrio entrou na Justiça para que Gilberto seja condenado à perda da função...

TJ e posse em cartórios após 7 anos

maria helena _ curtinha O Tribunal de Justiça, sob Maria Helena (foto), marcou para 31 de março a posse coletiva dos aprovados no concurso para os cartórios extrajudiciais de Mato Grosso. O certame vem se arrastando desde 2013 e foi interrompido diversas vezes por causa de recursos judiciais de concorrentes inconformados com os...

Setores vivem tensão e são castigados

Gilberto Figueiredo Artigo O governo acerta ao estender o horários de funcionamento dos supermercados. Afinal, desde que o decreto entrou em vigor, as filas se multiplicaram pela Capital, aumentando o risco de transmissão do novo coronavírus. Há a expectativa de que novas medidas possam ser tomadas diante do evidente colapso da...

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...