Últimas

Sábado, 10 de Março de 2007, 08h:29 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

EXECUTIVO

Secretário nomeia parentes no governo Maggi

    Com apenas dois meses no cargo, o secretário de Ciência e Tecnologia, ex-deputado Chico Daltro, já nomeou ou indicou ao menos três dos seus cinco parentes que ocupam cargos no governo Blairo Maggi. Todos exercem funções DAS com salário acima de R$ 2,5 mil. Presidente regional do PP, Chico Daltro tem o primo Helmut Daltro na direção do Fundo Estadual de Educação Profissionalizante. O outro primo Jefferson Luis Daltro Monteiro da Silva é diretor de Educação Profissional e Tecnológica (Ceprotec), com salário de cerca de R$ 3 mil mensais. 

    Neiva Daltro, outra prima, ocupa o cargo de superintendente da pasta conduzida por Chico Daltro. Magda Daltro, que seria cunhada do ex-deputado e agora secretário, está lotada na assessoria do Ceprotec. Na lista do nepotismo está ainda o primo do secretário Daltro, Oscemário Daltro, secretário-adjunto da pasta do Planejamento.

     Como secretário, Chico Daltro, que recebe R$ 11 mil por mês de salário, nomeou também outras 11 pessoas. Algumas delas atuaram como cabos eleitorais de sua campanha em 2006, quando disputou e perdeu para deputado federal. Teve 49.949 votos e ficou na primeira suplência. Daltro foi um dos que mais brigaram para o PP indicar secretaria e, consequentemente, se autobeneficiar com isso.

    Outro lado

    Apesar das evidências, o secretário nega prática de nepotismo. Para cada um deles, ele apresenta argumento, após consultar sua assessoria jurídica. Sobre Helmut, Chico Daltro afirma. "Ele (Helmut) é primo de terceiro grau, então não é meu parente". Enaltece a qualificação profissional do primo. Observa que Helmut foi diretor da Faculdade de Ciências Agrárias, vice e reitor da UFMT. "Ele tem um bagagem técnica fenomenal", afirma o secretário.

     Em relação a Jefferson, o secretário diz: "Ele é filho da minha prima. É professor concursado, tem qualificação". Chico Daltro garante que Neiva não é sua parente. O nome dela está relacionada na lista de nepotismo enviada por internautas ao RDNews. "Ela (Neiva) é minha conhecida, não é prima, não é parente", diz..

    Quanto a Magda Daltro, o secretário faz questão de comentar que o nome dela é Magda Furtado de Mendonça Daltro e que o fato de ser parente de terceiro ou quarto grau não pode ser considerado nepotismo. Sobre Oscemário, Chico Daltro argumenta que o primo atua na secretaria de Planejamento, não é do seu grupo político e que foi indicado pelo deputado e secretário-chefe da Casa Civil, João Malheiros.

  "Tem muitas informações inverídicas e ilegais. Só porque tem o mesmo sobrenome Daltro e, às vezes, nem alcança o grau de parentesco", comentou o secretário Chico Daltro, que até 2002 fazia oposição ao governador Blairo Maggi.

   O secretário de Ciência é Tecnologia fez questão de encaminhar ao RDNews suas argumentações por escrito a cerca do questionamento sobre prática de nepotismo.

   Eis o que disse Chico Daltro, na íntegra:

   "Estou cumprindo o que determina a Constituição Federal e a Resolução do Conselho Nacional de Justiça contra o nepotismo, que estabelece impedimento para: cônjuge ou companheiro (a), parente em linha reta até o terceiro grau (pais, avós, bisavós, filhos, netos e bisnetos); parente em linha colateral até o terceiro grau (irmãos, sobrinhos e tios); e parente por afinidade (pais, avós, filhos, netos, irmãos, enteados do cônjuge ou companheiro). Não tenho nenhuma pessoa nessa condição compondo o quadro da secretaria que atuo. Qualquer pessoa fora dos impedimentos legais, já citadas acima, pode eventualmente compor equipe que possa trabalhar, mas sendo rigorosamente avaliada pela formação, competência, experiência e dedicação ao trabalho. Acusação anônima e fora da lei deve atender a interesses escusos e levianos".

Cuiabá, 09 de março de 2007

Chico Daltro, secretário de Estado de Ciência e Tecnologia

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

4 fora da reeleição em Rondonópolis

thiago muniz 400 curtinha   Dos 21 vereadores de Rondonópolis, somente quatro não vão à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (foto), agora no DEM, Hélio Pichioni (PSD), Jailson do Pesque-Pague e Rodrigo da Zaeli (ambos do PSDB). Eles garantem se tratar de um caminho sem volta. Destes, dois tentam...

Redes sociais, lives e efeito colateral

Em tempo de coronavírus, as redes sociais têm sido fundamentais para disseminar informações. As plataformas são utilizadas, por exemplo, para realização de coletivas, mas, nesta segunda (6), houve um efeito colateral. O governador Mauro Mendes e o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo foram "vítimas" de ferramenta de animação do Facebook. Os dois falavam sobre ações para combater a doença...

DEM agora sem amarras dos Campos

frankes siqueira curtinha 400   Sem o controle absoluto dos Campos, como nas últimas duas décadas, desde quando era PFL, o DEM, que não elege vereador em Cuiabá desde 2004, vive melhores expectativas, agora sob comando da ala ligada ao governador Mauro. É presidido pelo secretário de Estado de Governo,...

O pulo de Elias do PSDB para o DEM

elias santos 400 curtinha   Elias Santos (foto), irmão do deputado Wilson, agiu como estrategista na construção de sua pré-candidatura a vereador por Cuiabá. Concluiu que teria mais dificuldades de obter êxito nas urnas no PSDB porque os dois vereadores tucanos que vão à...

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.