Últimas

Domingo, 19 de Abril de 2009, 10h:40 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

CULTURA

Secretários se afastam; Pitaluga conduz Fundo de Cultura

   Após garantir que ficaria "de fora" do Conselho Estadual de Cultura para evitar conflito de interesses, já que a entidade é responsável pela aprovação dos projetos que recebem incentidos financeiros do governo, o secretário Paulo Pitaluga mudou de ideia e, na prática, vai continuar ditando as regras e definindo quem são os artistas que "merecem" receber os recursos.

----------------------
Adjunta Francielle Leão é uma das suplentes; candidato derrotado a governador e a prefeito de Cuiabá representa a classe artística
-----------------------

   Com um orçamento de R$ 17 milhões, dos quais 50% destinados a bancar projetos culturais, a secretaria de Cultura vive uma guerra de bastidores. Ao assumir, Pitaluga exonerou servidores e cancelou praticamente metade dos projetos que tinham sido aprovados pelo Fundo Estadual de Fomento à Cultura, ainda na gestão do ex-secretário João Carlos Vicente Ferreira.

   Na última quinta (16), o governo definiu os 10 integrantes do Conselho Estadual de Cultura, sendo cinco titulares e cinco suplentes. Dentre os secretários de Estado, apenas Pitaluga permanece como titular do Conselho. Devido ao acúmulo de funções e, em consequência, do excesso de trabalho, os secretários de Fazenda Éder Moraes e de Indústria, Comércio, Minas e Energia Pedro Nadaf, irmão da escritora Yasmin Nadaf, membra da Academia Mato-grossense de Letras, resolveram abrir mão da função no Conselho. Everaldo José de Farias também foi exonerado. No lugar deles assumiram Vanice Marques, Tania Mara Arantes Figueira, Jorge Defanti, Rute Varea e Juliana Fiúza Ferrari, além do próprio Pitaluga e Edilene Lima Gomes de Almeida, que também permanece como membro-titular.

   Dentre os suplentes que representam o governo foi mantida a adjunta da pasta da Cultura, Francielle Leão, criticada por membros da classe artística pela suposta relação estreita com o diretor-geral do Dnit Luiz Antonio Pagot, o que lhe daria maior "poder de barganha" na aprovação de projetos de seu interesse, o assessor econômico da secretaria de Fazenda, economista Vivaldo Lopez, José Rodrigues Rocha Júnior, Antônio Carlos Nogueira, Maria Antulia Levanti, Cláudio Quoos Conte e Anibal Alencatro. Dentre os suplentes, apenas Maria Anete Chaves da Silva foi exonerada.

   Trocas

   As principais mudanças no quadro de conselheiros ocorreram junto à classe artística. Dos titulares, apenas Luiz Antônio Machado Tolotti e Wanderley Alves da Silva foram mantidos. Eles vão trabalhar junto com os novatos Luiz Gonçalves da Silva, Joeli Socorro Aparecida Melhorança e Ademir Binoto. Os exonerados são Everson da Silva Jesus, Eliene Fátima da Conceição, Paulo Sérgio de Lima e Mauro César Lara de Barros, que disputou, sem êxito, as candidaturas de governador, em 2006 e, de prefeito de Cuiabá, no ano passado, pelo Psol. A "bandeira" de procurador Mauro é o Lambadão, um dos ritmos musicais que retratam a cultura cuiabana.

   Quanto aos suplentes eleitos pela classe artística, todos foram substituídos por novos membros. Dentre os cinco exonerados estão: Alceu Marcial Cazarin, Elzira Salete Bergamin Lima, Cleuta Inês Paixão Rodrigues, Paulo Sérgio Lima e Lucimara Moraes Freitas Salles. No lugar deles, assumiram Antonio Flores, Kátia Auxiliadora Cunha dos Santos, Elzira Salete Bergamin Lima, Gisele Aparecida de Barros e Anderson Maciel Cizarro. (Andréa Haddad)

  Quem compõe agora o Conselho de Cultura do Estado
  Indicados pelo governador
  Titulares

   Paulo Pitaluga
   Vanice Marques
   Tânia Maria Arantes
   Jorge Defanti
   Edilene Lima Gomes
   Rute Varea
   Juliana Fiúza
   Suplentes
   Francielle Leão
   Vivaldo Lopes
   Maria Antulia
   José Rodrigues Rocha Júnior
   Antonio Carlos Nogueira
   Cláudio Conte
   Anibal Alencastro
   Indicados pela classe artística
   Titulares

   Everson da Silva Jesus
   Eliane Fátima da Conceição
   Wanderley Alves da Silva
   Paulo Sérgio de Lima
   Luiz Antonio Machado Tolotti
   Mauro Cesar Lara de Barros
   Suplentes
   Anderson Flores
   Kátia Auxiliadora Cunha dos Santos
   Elzira Salete Gergamini Lima
   Gisele Aparecida de Barros
   Anderson Maciel Cizarro

Postar um novo comentário

Comentários (24)

  • Robetto Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Deus atebda o pedido do Artista Cuiabano afastai dessa sec o Pitaluga.Pelo amor de Deus .Amém.
    Atenda nossa aclamação Senhor.
    A classe de artistas de cuiaba merecem um secretario que goste da nossa cultura e qur fora esse Pitaluga longe .Para o bem e melhor ambiente do trabalho e moralização fas sacanagens existentes ,atenda nossa prece.

  • Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa mudança na representação da classe artística é muito importante.
    A presença de pessoas como o Procurador Mauro e da Eliane da Abloc fará com que o conselho não seja instrumento de apenas alguns cultureiros que só vivem do dinheiro do incentivo à cultura. Esse conselho deverá reconhecer a importância do lambadão, que é uma das mais fortes manifestações culturais de Mato Grosso.
    Viva o Lambadão!!!
    Viva o Rasqueado da nova geração!!!
    Chega de alguns rasqueadeiros que não deixam surgir novos artistas!!!

  • Bruno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tomara que o Lambadão tenha acesso aos recursos públicos.
    Sou segurança e trabalho de quinta a domingo em eventos de lambadão assim como muitas outras pessoas aqui na nossa querida Várzea Grande que também tiram o seu sustento do lambadão.

  • Oscar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse conselho deveria lutar para que as músicas de nossa terra tocassem nas rádios.
    As rádios são de políticos, porém, só tocam músicas de fora.
    Quando poderei ouvir um rasqueado e um lambadão nas rádios, assim como ouço uma overdose de axé quando vou a Bahia.

  • João Borguetti | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Aqui em Cuiabá devia tocar só Xote e Vaneirão.
    Todo mundo sabe que nós sulistas já somos maioria no estado e nossa cultura é muito mais rica.
    Lambadão e Rasqueado é música de periferia sem nenhuma qualidade.

  • Junior | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    CoNselheiros,

    Façam alguma coisa pela memória do criador do Lambadão, CHICO GIL.



  • Classe Artistica | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Senhor!
    Tocai o coração do Sr. Blairo Maggi para que ele DEMITA esse Paulo Pitaluga, a classe artística esta infeliz até a Igreja Católica está infeliz, até o Bispo caiu na língua ferina desse secretário. Eu não acredito Sr Blairo que o senhor vai deixar esse povo que sonha, que cria, viver nesse mar de insânia que é a mente desse secretário. Em nome de seu mandato faça um chamamento da classe artística e veja se estamos ou não falando verdade. A classe não tem dinheiro para dar mais nenhum passo, não trate a cultura como uma ação menor de seu governo, parte considerável dessa classe acreditou no senhor..

    Que Deus ilumine o senhor e a saúde da sua melhor e digna secretária Terezinha Maggi.

  • Justiceiros da Cultura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Atenção novos conselheiros!
    Paulo Pitaluga, conhece bem os caminhos das pedras, não esqueça que ele foi presidente do antigo BEMAT.

    Johny, segura a onda ai pois os dois que ficaram são farinha do mesmo saco, deixou o Paulo deitar e rolar na caneta, não canetando os deles...

  • Creuza Andrade | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Agora estou mais confiante que a Secretaria de Cultura comece a funcionar, essa tomada de decisão de Pitaluga talvez seja o inicio de coisas boas , vamos aguardar classe artistica.Pitaluga demitiu funcionarios,desaprovou projetos,mas ainda falta tomar consciencia de coisas que estao acontecendo pertinho dele ,bem pertinho.Vou dar sugestao do que um amigo me disse ele tem razão e esta preocupado:
    1- Pitaluga acertou quando mandou a senhora que ele contratou para fazer comidas para eles na Secretaria ,todos ,funcionarios e visitantes estavam intrigados com o cheiro dessa Secretaria,tanto de cigarro como de comida,melhorou,foi coisa positiva,
    2-Falta postura no horario dos funcionarios efetivos que sobram ali e que ele nao mandou para outra instituição ,há funcionarios que chegam no meio do espediente ou faltam a semana inteira e asssinam o livro todo de segunda a segunda , e ainda ha funcionarios que quando faltam muito e são barrados de assinarem, estes humilham as pessoas que são rsponsaveis pelo livro,
    3-A Secretaria esta jogada as baratas, os chefes morrem de medo de dar qualquer informação,
    4 -O arquivo quando solicitado nao tem funcionarios para atender, na realidade o arquivo esta servindo para outras funções,voces nao sobem la para verem o que acontece,façam um teste, propoe para a funcionaria que sobrou nesse setor ,que ela fique no protocolo ou em outra sala,para ver o que acontece,Roberio tentou lembram?Nessa sala funciona somente para fazer telefonemas para os amigos e outros,
    5-Na biblioteca coisas estranhas tambem acontecem,investigue,que facil facil voces saberão se ainda nao sabem e estao fazendo vista grossa,assim como no arquivo e corredor do protocolo,
    6-Pitaluga siga em frente e de apoio aos artistas cuiabanos e matogrossenses e voce receberá muitos elogios,gosto de vocês.
    6-Parabens Pitaluga,as criticas servem para melhorar e você esta percebendo iss0,
    7-Os carros voce melhorou muito o uso em lugares e horarios indevidos,

  • Marcia Gomes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Pitaluga ta acordando gente,pena que ta perto de deixar o cargo.

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...

Kalil, ausência e críticas de educadores

gilmar ferreira 400 curtinha   O candidato a prefeito de Várzea Grande Kalil Baracat (MDB) não foi a um evento realizado pelo Sintep para apresentar suas propostas aos técnicos e professores da educação básica. A ausência e sem apresentar justificativa deixou professores na bronca. O sindicalista...