Últimas

Terça-Feira, 22 de Setembro de 2009, 17h:29 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

EMBATE JURÍDICO

Sede dos servidores da Assembleia é lacrada pela Justiça

José Wagner Coelho, presidente   Uma ação na Justiça por dívida não honrada levou ao fechamento da sede da Associação dos Servidores da Assembleia Legislativa (Assalmat), localizada no bairro Osmar Cabral, em Cuiabá. O caso está sendo tratado sob mistério. Nem mesmo o presidente da Assalmat, Wagner Coelho, quer discorrer sobre o assunto. Questionado nesta terça (22) sobre as razões do "lacre" da sede, Coelho se limitou a dizer que há um processo contra a entidade e que, segundo ele, ainda está em tramitação na Justiça. Admite que essa briga jurídica perdura há 12 anos. O sindicalista desconversou sobre detalhes da ação. "O que existe hoje é um ação contra a Associação, que está sendo julgada". A ação foi proposta por um ex-fornecedor, que ficou na bronca por causa do calote. Wagner Coelho preferiu não revelar o nome do credor, que alega não ter recebido pelos serviços prestados.

   O presidente da Assalmat garante que a dívida já foi paga, mas que o fornecedor diz que não. "O pagamento já foi feito, mas ele insiste em dizer que nada foi quitado". Assegura ainda que esta semana a Assalmat deve ingressar com a defesa e que num prazo máximo de 15 dias todo o trâmite estará concluído. "Não quero falar sobre nada agora. Daqui a 15 dias vou ter uma resposta final", esquivou-se o presidente.

    Questionado sobre o funcionamento da Associação, Wagner desconversou e passou a dar ênfase à quantidade de servidores associados. "São cerca de 700 pessoas que fazem parte da Assalmat hoje". Quanto ao valor arrecadado e taxa que cada associado paga mensalmente, o presidente preferiu não dar detalhes. "Isso é um assunto administrativo. Não posso divulgar os valores".  Além de Wagner Coelho, integram a diretoria Benedito Ferreira Paes Sobrinho, Gonçalo Maximiano Almeida Arruda, Milton Aparecido da Cunha e Maria da Glória Garcia Silveira. (Lisânia Ghisi) 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Paulo Roberto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como sempre aí tem maracutaia, o cara não quer
    falar, e o pessoal associados a como é mesmo?
    Assalmat, abra o olho, vc estão sendo tapados
    pela falta de transparencia! Agora esse nome
    Assalmat me lembra outra coisa... Mas é bom nem
    falar o que? Senão serei censurado, por achar.....

  • MARCOS CARDOSO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é pessoal as coisas ai na Assembléia está cada vez mais feia, pelo que fiquei sabendo este calote é da época do Sr. CARLINHOS BERGAMASCO, cadê o ministério público.

    Cadeia neles.

  • pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é isso ai mocada vamo mete a mao nna grana do comtribuinte, nao da nada mesmo, ja viu alguem se r preso por esse motivo
    assalmat que nome bonito heimmmmm

  • roberto santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse tal wagner alem de imcopetente é capacho do riva foi 8 anos presidente da asslmat e não teve capacidade de resolver esse problema a diretoria não funciona a piscina não présta o campo só server pra vizinhança jogar em fimísso é verdadeiramente uma vergonha.

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...