Últimas

Quinta-Feira, 29 de Maio de 2008, 12h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

SABATINA

Sem comando, Ager pode ter convênio suspenso


Márcia Vandoni vive expectativa da convocação para sabatina
Foto: Marcos Bergamasco

  O Estado corre o risco de interromper o convênio com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) por não ter nomeado ainda uma nova presidência da Agência de Regulação dos Serviços Delegados (Ager-MT) junto com a diretoria de Energia. Enquanto permanece o impasse na Assembléia Legislativa, entre aprovar ou não o nome de Márcia Vandoni ao comando da Ager, as fiscalizações periódicas junto às Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs), por exemplo, ficam suspensas. Para fazê-las, exige-se a participação da presidência e da diretoria de Energia. Sem os dois no posto, os relatórios não têm validade. A Aneel tem convênio com Ager no sentido desta executar a fiscalização.

  O mandato da engenheira sanitarista Márcia Vandoni venceu em 24 de abril. Com isso, ela se viu obrigada a limpar as gavetas. Hoje, a Ager está sem presidente e sem diretor de Energia. O governador Blairo Maggi encaminhou pedido à Assembléia em defesa da recondução de Márcia à presidência da Ager e também do nome de Pedro Paulo para o cargo de diretor de Energia.

   Como a indicação de Márcia contraria interesses, devido a sua postura dura de não abrir concessões, alguns deputados passaram a boicotá-la. Isso está levando a Mesa Diretora a postergar ao máximo a sabatina para votar em plenário a indicação. O primeiro-secretário da Assembléia, José Riva, recuou da posição intransigente contra a proposta do Palácio Paiaguás de ter Márcia de volta na Ager. Agora entra em cena outro parlamentar. Trata-se de Dilceu Dal Bosco (DEM), com base eleitoral na Grande Sinop (Nortão). Dal Bosco é ligado ao empresário Éder Pinheiro, da empresa de transporte intermunicipal Real Norte, uma das que estão com a concessão vencida. Aliás, quase 70% das empresas que operam as 109 linhas do transporte intermunicipal em Mato Grosso estão com as concessões vencidas.

   Márcia Vandoni já esteve reunida com o Colégio de Líderes. O Paiaguás, por meio do secretário-chefe da Casa Civil, Eumar Novacki, também bateu a porta do Legislativo, em busca de um entendimento. Por enquanto, o impasse continua, enquanto o governo se mostra preocupado com tanta demora, o que pode trazer prejuízos e consequências na parceria com a Aneel. Cabe à Ager fiscalizar empresas de ônibus, a distribuição e geração de energia elétrica, definir tarifas do gás veicular e travessia de balsa.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Ermelinda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os senhores deputados deveriam estar preocupados com o que pode acontecer com o Estado e seus cidadãos e esquecer, nem que seja momentanemente, seus interesses pessoais. Por favor, deixem dessa briga de comadres!

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O ROMILSON, ÉSSA PENDENGA SOBRE A INDICAÇÃO DA MARCIA VANDONI JA ESTA ENCHENDO O SACO, O RIVA NÃO DEIXA, E O GOVERNADOR NÃO QUER CEDER.!!

  • valdomiro augusto costa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    a cidade de sapezal esta sendo muito sacrificado porque não tem nenhuma empresa que liga sapezal x cuiabá via caceres, a empresa grancargo transportes fazia a linha, mais infelizmente teve que sair por não ter o prolongamento da linha cuiabá x campos de julio até sapezal, e so quem tem poder de assinar ou autorizar é a presidente da ager, quer dizer a população de sapezal ficou sem a 2º via, não tem nenhuma empresa que liga sapezal com as cidades de comodoro, nova lacerda, conquista d oeste, p lacerda, p esperidião, cacho, caramujo, caceres e cuiabá. isso tirar o direito do povo de ir e vir assegurado pela constituição Brasileira.
    deixar um orgão tão importante sem presidente esse tempo todo é muita inrresponsabilidade do poder legislativo do estado de mato grosso.

    isso é uma vergonha.

    abraço

    valdomiro augusto costa

  • Fernado Fulanor | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa ladainha não vai acabar não? dois meses para definir o cargo de Presidente. Afinal, quanto ganha uma Presidente de uma Agência? deve ganhar muito bem, para uma confusão dessas, tem que ganhar bem. Eu quero esse cargo.

  • Guilherme Magalhães | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse assunto já está enjoando. Ou os Deputados provam alguma irregularidade feita por essa moça, que até aqui tem uma imagem imaculada de honesta e de competência técnica ou aprovam logo seu nome para se destravar o setor e as coisas poderem seguir o seu rumo normal.

    O que não pode é que picuínhas entre o Legislativo e o Executivo continuem travando a recondução para um cargo absolutamente necessário para a regulação de todos os serviços públicos concedidos.

    Quem está sendo prejudicado com isso é a populaçao!

  • erica | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pelo visto o boicote contra essa Marcia acaba estourando é no povo. Não tem graça o que está acontecendo é uma barbaridade pois pela matéria, parece que a decontinuidade do serviço já está acontecendo. Isso está ridículo tanto para o governo quanto para os deputadas.

Prefeitos revoltados com Neurilan

neurilan fraga 400 curtinha   Vários prefeitos, especialmente os recém-eleitos, se mostram revoltados com novas manobras promovidas no estatuto da AMM pelo seu "eterno" presidente Neurilan Fraga (foto), que tenta, de todas as formas, se auto-beneficiar na eleição que deveria ocorrer em janeiro, mas que foi antecipada...

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...