Últimas

Sexta-Feira, 04 de Abril de 2008, 22h:12 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

INFRAESTRUTURA

Sem o prefeito, governo lança obras em Cuiabá

  O governo do Estado deu ordem de serviço para 14 empreiteiras executarem pavimentação de 24 km de linhas de ônibus no perímetro urbano de Cuiabá. A solenidade presidida pelo vice-governador Silval Barbosa (PMDB), na pasta de Infra-Estrutura, atraiu várias autoridades, como parlamentares e vereadores, mas nenhum representante da prefeitura. Nem mesmo o prefeito Wilson Santos (PSDB) apareceu, assim como seu secretário de Infra-Estrutura, Euclides Santos, e o substituto Quidauguro Fonseca, que assume o cargo com a saída de Euclides para disputar a Prefeitura de Poconé.

   Há uma razão óbvia pela ausência de Santos na solenidade. Ele esperava assinar o convênio, receber os recursos do Estado, licitar e executar as obras. O governador não deu essa chance ao prefeito tucano, que ficou chateado com a atitude.

  Outro ponto que deve gerar polêmica vai ser o repasse dos R$ 10 milhões para a avenida das Torres, programado para a próxima segunda (14). O governo já colocou faixas ao longo da Estrada do Moinho com dizeres "avenida das Tores, mais uma obra do governo do Estado". O carimbo do governo Maggi não deve deixar o prefeito contente, já que este vem fazendo propaganda da avenida desde a campanha de 2004. Só falta Maggi mandar licitar, contratar empresas, liberar os recursos, executar as obras e inaugurá-las sem passar pela prefeitura.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • moacir miranda de campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso é pura politicagem do governador blairo maggi e seus asseclas. Se não bastasse ignorarem a administração municipal de cuiabá nestes 6 anos de governo, ainda quando liberam uma merreca querem fazer propaganda como se a prefeitura fosse o governo estadual. Esse comportamento do senhor maggi só demonstra a sua politica casuística e egoista, e a desfaçatez que age em relação a cuiabá. Qualquer contrato ou convênio entre governo e prefeitura, cabe a aquele repassar os recursos a este para sua execução. Lamentável a conduta do governo do estado, quer deixar a prefeitura a pão e água, e na campanha eleitoral o povo vai saber sobre a tal quebra de paradigma do blairo.

  • Éber José de Oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Mas o Sr. Blairo Maggi tem mais é que governar o ESTADO, não pode querer ficar intervindo e administrando Cuiabá. É pra isso que existe os prefeitos, é para administrar as cidades. Ou saerá que não temos inúmeros problemas (que são do estado) que precisam ser resolvidos como: estradas estaduais em péssimas condições, saúde, segurança, etc.. Vamos cada um fazer sua parte que já tá de bom tamanho.

  • Lucas Cbá | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Faltou LAPADA

    Assisti o programa Resumo do Dia d ontem 04/04 e não vi os apresentadores Romilson falarem dessa lapada sobre o apresentador Roberto França de que o Prefeito irá abrir o Conteinerr Preto. Será? por que é verdade? gozado isso eles não falaram. Quem cala consente certo.......

  • Gonçalo Antunes de Lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem razão o Governador Blairo Maggi em mandar a SINFRA,licitar e dar ordem de serviço para asfaltamentos de ruas e avenidas da periferia e suburbio de Cuiabá, pois caso os l0 milhões de reais fossem entregues para o caixa do demagogo e mentiroso prefeito Wilson Santos, certamente as obras não seriam iniciadas esta ano de 2008, pois rodeados de empreiteros corruptos como vive a atual gestão cuiabana, o Ministerio Publico e o Tribunal de Contas teriam que embargar essa licitação, como ocorreu com o PAC, cujas obras até hoje estão apenas no ´papel e nos projetos, por estarem com preços superfaturados ,pois dali é que sairá a grana para a reeleição do galinho do Baú.
    Sugiro ao Dr.Blairo Maggi tambem fazer o mesmo ,ou seja licitar por conta do Estado as obras de V.Grande, pois os
    mesmos empreiteiros corruptos (Avalone,Jorginho Pires,Mario CANDIA e Anildo)que estão em Cuiabá,estão em V.Grande, tentando viabilizar a reeleição de Murilo Dormindo e Toninho Esperteza. DURMA COM ESSA......

  • Valdir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Está certíssimo o Governador. O Wilson Santos já provou nas obras que prometeu e nas obras do PAC que não tem competência e não sabe escolher uma equipe competente para fazer acontecer as melhorias que Cuiabá necessita.

    O dinheiro dos nossos impostos não deve servir de palanque... quer ser reeleito deveria ter trabalhado. O fato de chegar as 06:30 na prefeitura como já disseram alguns... não quer dizer que estava trabalhando, aliás, o que fez até agora em três anos e meio prova que o chegar mais cedo talvez o tenha deixado sonolento. Pior que o Murilo Dormindo.

    Cuiabá precisa de um gestor sério, honesto, competente... esses quatro anos de Wilson Santos, se não fosse essas obras do Governo Blairo representariam no mínimo 10 anos de atraso. Esse prefeito administrou olhando para os pés, para trás... precisamos de alguém com visão de futuro. Não precisamos de AV das Torres, precisamos de Metrô, tuneis nas ruas do centro... e principalmente HONESTIDADE porque é muito difícil para um pai de família ver o dinheiro dos seus impostos não retornarem em benefícios para a população, ser usado para pagar altos salários para os administradores públicos querer inaugurar a obra alheia.... né Wilson Santos ?!?!

  • Assut-MT | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A ASSUT-MT, Associação dos Usuários de Transporte Coletivo do Estado de Mato Grosso contesta com determinação toda a publicidade com fins eleitoreiras, relativa ao asfaltamento em Cuiabá.

    1 - como no PAC de Saneamento, o dinheiro não é de Governo nem Federal, nem Estadual, nem Municipal. O dinheiro é do povo.

    2 - conforme á Lei 10.257/01, Estatuto da Cidade, quem deve asfaltar as ruas em Cuiabá e Várzea Grande não é o Governo Estadual nem são as Prefeituras, mas sim, o Conselho do Aglomerado Urbano onde o Governador deveria atuar como Super Prefeito, com auxilio responsável e eficaz dos Prefeitos.

    Depois de ignorar, há sete anos, a Lei Complementar n°83 de 18 de Maio 2001, já é mais que a hora para as autoridades locais se conformar ás leis vigentes e priorizar os interesses da população, acabando com a politicagem retrograda sustentada aos custos do contribuinte.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.