Últimas

Sexta-Feira, 01 de Junho de 2007, 20h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Sem oposição na AL, Maggi vira unanimidade

    

     Depois de se reunir esta semana com deputados rebeldes para apagar incêndio, o governador Blairo Maggi voltou a virar unanimidade junto aos 24 parlamentares na Assembléia. Não há mais oposição. Os que que, em tese, deveriam se opor, agora agem como governistas, como os tucanos Chica Nunes e Carlos Avalone.  Ambos disputaram as eleições do ano passado num palanque com o adversário Antero Paes de Barros. Só restou no isolamento o ex-senador, presidente regional do PSDB.

    O petismo também se curvou aos cargos. Com pretexto de que o governador é aliado do presidente Lula, caiu nos braços do Palácio Paiaguás e nas benesses do poder. O deputado licenciado Ságuas Moraes virou secretário de Educação. Levou consigo para a pasta outra petista: a ex-deputada estadual Vera Araújo, opositora ferrenha nos primeiros quatro anos da administração Maggi. Mesmo os deputados que se mostram independentes, como Otaviano Pivetta (PDT), Chico Galindo (PTB) e Percival Muniz (PPS), não assumem papel de opositores, mantendo apenas críticas pontuais.

    O PMDB, com quatro deputados, fica só no balão de ensaio. Zé do Pátio, Adalto de Freitas, o Daltinho, Walter Rabello e Juarez Costa reagem contra o governo somente quando seus interesses partidários são ameaçados pelo governo. Detalhe: os quatro são pré-candidatos a prefeito. A bancada dos Democratas (ex-PFL) sonha com a oposição de olho em 2010, apostando no nome do senador Jaime Campos ao Palácio Paiaguás, mas, numa disputa, não recusaria o apoio de Maggi por baixo dos panos.

   A oposição minguou. E o pior está num processo fraticida. Hoje, muito à vontade, Maggi se apresenta como um gigante e age como Golias, iniciando um processo de reinado que pode demorar alguns anos. As promessas de campanha, inclusive feitas em 2002, quando o "rei da soja" tentava o primeiro mandato, caíram no esquecimento, entre elas a de reduzir a carga tributária, de mais projetos à área social e de reforma administrativa.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Carlos Roberto de Aguiar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isto é grave, pois somente quatro opositores em 24 cadeiras, torna o processo parlamentar um autoritarismo, e a oposição perde a motivação por ser inócua, e as votações passam a ter o carater de unanimidade, e toda unanimidade nao preza pela inteligência. Vai ser a politica do beija mão; Vamos voltar ao tempo do padrinho do coronelzinho etc.

  • Manoel Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O governo é pífio!!!
    Mato grosso não tem sequer um projeto estratégico para o seu desenvolvimento, muito menos um planejamento, ainda que mínimo.
    As secretarias, notadamente as que detém maior orçamento, dada sua importância, Saúde, Educação e Infraestrutura estão literalmente quebradas. Já consumiram todo o orçamento de 2007.
    Qualquer cidadão, medianamente inteligente, é capaz de verificar isso.
    O que se comenta nos corredores desses órgãos é que isso se deve ao fato de que está se pagando o passivo do ano passado...
    Esse é o governo que veio para ser diferente...
    Se a agricultura vai bem, tudo bem... se vai val, tudo afunda.
    Isso é sinônimo de falta de planejamento, falta de projetos estratégicos de desenvolvimento e a presença de um total descontrole fiscal.
    Um governo pífio e ainda acompanhado de um legislativo pífio e ainda por cima subserviente???
    Esperar o que???
    Fazer o que???
    Só aguardando o decurso de prazo... Faltam 43 meses.
    Demora a passar...

Apoio entre opositores é pura falsidade

diego guimaraes 400 curtinha   O tão propagado apoio político recíproco entre os vereadores de oposição em Cuiabá, principalmente em relação ao futuro cassado Abílio Júnior, não é verdadeiro. Todos são concorrentes entre si. Tentam viabilizar suas...

Joaninha se afasta da Câmara de Sinop

joaninha 400 sinop vereador curtinha   O vereador por Sinop Joaninha (MDB), conforme a coluna Curtinhas adiantou, se licenciou do cargo por 60 dias para se recuperar do acidente que sofreu durante manobra na Competição Duelo de Motos, em Atibaia (SP). Enquanto isso, o suplente Mauro Garcia (MDB), ex-secretário de...

Manifestação de apoio deles para ele

elizeu nascimento 400 curtinha   Mesmo com o apoio dos deputados Elizeu Nascimento (foto), Xuxu Dalmolin e Ulysses Moraes que levaram até assessores, em pleno horário de expediente, a manifestação pró-Abílio na Câmara de Cuiabá foi considerada fraca. Investigado por quebra de decoro...

TCE cria estrutura para atender a AL

maluf 400 curtinha   A Assembleia Legislativa saiu de Guilherme Maluf (foto), mandando-o para o TCE, mas ele não saiu da AL. Alçado à presidência com menos de um ano na cadeira vitalícia, Maluf acaba de criar uma assessoria parlamentar para promover o intercâmbio com as comissões da AL e ainda um...

Cassação de Abílio depois do Carnaval

abilio junior 400 curtinha   Por mais que Abílio Júnior (foto) implore e grite por socorro, na esperança de escapar da cassação, inclusive se colocando como vítima de perseguição política, perderá mesmo mandato. Mas isso só vai ocorrer após o Carnaval. A...

PGR monitora delação de ex-deputado

jose riva 400 curtinha   Membros do alto escalão da Procuradoria-Geral da República, que rejeitou a proposta de delação de José Riva (foto) na esfera federal por causa de omissão de crimes, estão monitorando os bastidores do acordo de colaboração, agora entre o Ministério...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.