Últimas

Quinta-Feira, 21 de Maio de 2009, 11h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

MEIO AMBIENTE

Sema prefere alugar aviões e alega que compra é inviável


Secretário Luis Henrique Daldegan monta estratégia e autoriza aluguel de aviões para combater queimadas
Foto: Ednilson Aguiar

A menos de dois meses do período de queimadas, o secretário estadual de Meio Ambiente Luis Henrique Daldegan disse que vai seguir com a mesma estratégia política e ambiental adotada no ano passado. A única diferença está no orçamento, que teve um incremento de 60%. Em 2008, foram destinados R$ 2,5 milhões aos projetos e campanhas de combate às queimadas ilegais. Já para este este, estão previstos R$ 4,5 milhões. A Sema vai alocar aeronaves, especialmente utilizadas no combate a incêndios florestais durante os três meses mais secos do ano, em que a incidência de focos de calor aumenta consideravelmente. Tratam-se de pequenos aviões bimotores, que possuem compartimento para reservatório de água, com capacidade de armazenar entre 500 e 3 mil litros e que atendem principalmente as ocorrências em locais de difícil acesso.

  Essa medida “abraçada” pelo governo tem gerado críticas, uma vez que o Estado, ao invés de locar as aeronaves, poderia comprá-las, dotando de melhorar estrutura, por exemplo, o Corpo de Bombeiros. No ano passado, a pasta conduzida por Daldegan contratou, sem licitação, a empresa Tucano Aviação Agrícola Ltda para “apagar o fogo”. Pelo trabalho feito em 15 dias, com 135 horas ao custo de R$ 3,2 mil/hora, foram gastos R$ 438,3 mil. O secretário nega que, desta vez, o Estado tenha intenção de alugar avião a jato para o combate às queimadas.

   O coordenador de gestão do fogo da Sema, tenente-coronel Alexandro Borges, afirma que não haverá locação de uma aeronave desse porte. Afirma desconhecer qualquer pleito nesse sentido. Confirma ainda que o governo deve fechar contrato novamente com locadoras de aeronaves, mas que ainda não se sabe qual será o custo, nem quantos aviões serão contratados entre 15 de julho e 10 de outubro, período de vigência da proibição de queimadas. “Tudo depende de levantamentos de custos”, acena o tenente-coronel, ao afirmar que terão continuidade as ações em conjunto com a Companhia de Operações Aéreas (Ciopaer), com as polícias Militar e Civil, na repreensão aos crimes ambientais, e com os próprios bombeiros no combate direto a incêndios. “Ano passado reduzimos o foco de calor no Estado em até 74%”, lembra.

   Despesas

   Segundo o coordenador, dos R$ 4 milhões previstos, 75% devem ser destinados às operações desencadeadas para combater as ocorrências de incêndios em todo Estado. “É a parte mais onerosa”, argumenta Borges. Já o secretário Daldegan, em um discurso confiante, cogita até mesmo a hipótese de não alugar aeronaves. Sobre a proposta de equipar o Corpo de Bombeiros com aviões de combate a incêndios, o coordenador considera inviável. “Comprar um avião desse tipo está fora da nossa realidade porque usaremos somente três meses e os outros nove a aeronave ficaria parada”.

   Alega ainda que o custo de manutenção é alto e que somente a corporação dos Bombeiros do Rio de Janeiro possui uma aparelhagem aérea como tal. “Hoje todo mundo aluga, inclusive o Ibama”, salienta. O tenente-coronel informou ainda a existência de um estudo para a criação de um batalhão de operação ambiental dos Bombeiros Militares, que trabalhariam no combate às queimadas, mas que, por enquanto, ainda estão sendo feitos apenas levantamentos. Segundo Borges, a propositura está em fase inicial e ainda nem chegou às mãos do governador Blairo Maggi. (Sandra Costa)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • murilo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o secretario to dizendo onde sei que tem, la pelas bandas de leverger tem espinel toda semana no rio cuiaba, vamos fiscalizar mais....

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sê Daldegan falou, tá certo, gosto deste cara.
    E tambem da Doce Isabel.

  • Jacyara | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Daldegan, estou denunciando o Ministro carlos Minc, por defender o uso da queimada :

    Queimar maconha seca, deve ser crime ecologico.

  • Douglas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Faço uma pergunta básica ao referido secretário?




    Onde está o Grupo Especial de Prevenção e Combate a Incêndios, que fez um excelente trabalho, com índices jamais vistos no Estado, e beneficiou toda a população matogrossense?
    É sabido que o grupo não só trabalhou muito bem no ano passado, mas também, com o aval do Governador, apresentou um Plano de Ações para este ano que, com certeza tiraria o Estado de qualquer lista de crimes ambientais relacionados as queimadas. Este Plano deveria ter ações desenvolvidas deste o mês de janeiro, e, com a extinção do GEPCI, o que vimos até agora são promessas e pessoas sem comprometimento nenhum com a questão.
    Mais uma vez parabenizo a coordenação do GEPCI pelos serviços prestados no ano anterior e lastimo pelas decisões do nossosecretário...

Romoaldo, prescrição e elegibilidade

romoaldo junior 400 curtinha   Assim como Wilson Santos, o deputado Romoaldo Júnior (foto) assegura que hoje também está elegível porque uma condenação de dois anos e três meses de prisão, inclusive com perda do mandato, acabou prescrita. Ele disse que ainda não sabe se disputará...

Juca quer ex-deputado no Gabinete

roberto nunes 400   O presidente do Legislativo cuiabano, vereador Juca do Guaraná, disse que irá convidar o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Roberto Nunes (foto) para assumir a Chefia de Gabinete da Presidência. Enfatiza que Roberto é bem articulado politicamente, tem habilidade e experiência e,...

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.