Últimas

Quinta-Feira, 12 de Julho de 2007, 12h:30 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:16

INFRAESTRUTURA

Senado ficaria desmoralizado, afirma Antero

Ex-senador nega conspiração e observa que situação de Pagot é complicada  

   O ex-senador Antero Paes de Barros, presidente regional do PSDB, disse nesta quinta (12) que se o nome de Luiz Pagot for aprovado para assumir o comando do Dnit, será uma desmoralização para o Senado, principalmente nesse momento em que o Congresso vive momento de crise com as acusações envolvendo Joaquim Roriz (PMDB), que já renunciou ao mandato, e o presidente do Senado, Renan Calheiros, acusado de receber dinheiro do lobista Cláudio Gontijo, da construtora Mendes Júnior, para pagar pensão e aluguel à jornalista Mônica Veloso, com quem o parlamentar alagoano tem uma filha.

   "A situação dele (Pagot) não é boa e nunca foi. O nome dele pode até ser aprovado, mas aí o Senado ficaria desmoralizado", diz Paes de Barros. Segundo o líder tucano, Pagot prometeu que entregaria uma série de certidões no sentido de provar que não cometeu ilegalidade quanto à dupla função, de assessor parlamentar e, ao tempo, de diretor da Hermasa Navegação da Amazônia, entre 1995 e 2002. Esses documentos, destaca o ex-senador, não foram entregues pelo aliado do governador Blairo Maggi. Paes de Barros entende que, se Pagot apresentasse certidões atestando que a dupla função foi legal, jamais a sua indicação para o cargo seria questionada.

   "O Senado é uma instituição que tem cultura. E o PSDB não faz igual o PT. Não cabe ao PSDB indicar nome para o governo Lula, mas poderia até aprová-lo. O problema é que, nesse caso, ele (Pagot) cometeu ilegalidade".

    O presidente da legenda tucana garante que não está conspirando. "Sou direto nas minhas posições. O que tenho que falar, digo sem rodeio. Eu não acho tranquilo a situação dele (Pagot). Ainda que seja aprovado, não tem porque o PSDB sujar as mãos".

    Diálogo

   Antero de Barros assegura que, no diálogo que teve com a senadora Serys Marly, nesta quarta, não houve agressão verbal e muito menos revide, conforme divulgado aqui. Revela que, primeiro, solicitou o número do telefone celular para falar com uma das filhas da parlamentar, numa conversa que teve como testemunha Odinarte Borges, assessor de Serys.

    Em seguida, o ex-senador disse para a petista que, como jornalista, gostaria de saber se ela iria votar a favor da indicação de Pagot para a direção-geral do Dnit. Em resposta, a senadora comentou: "Um beijo... não te vejo como jornalista". "Esse foi o teor da conversa. Eu não questionei nada sobre a biografia dela", destaca Antero.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), vai pagar uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados e que foram programados pelo ex-presidente Carlos Alberto para liberá-los no orçamento...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.