Últimas

Domingo, 10 de Fevereiro de 2008, 01h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

PROJETO

Senador insiste em retirar MT da Amazônia Legal

  Representante no Congresso Nacional de um Estado campeão em desmatamento e queimadas ilegais, o senador mato-grossense Jonas Pinheiro (DEM), da bancada ruralista, põe mais lenha na fogueira ao insistir com seu projeto polêmico de retirar duas unidades da Federação da Amazônia Legal. Um dos  excluídos, pela proposta de Jonas, seria Mato Grosso, principal foco do aumento da devastação medida pelo Inpe nos últimos cinco meses de 2007. Um outro projeto prega o mesmo em relação a Tocantins e parte do Maranhão. Se as duas propostas forem aprovadoa, a Amazônia Legal poderá ter sua área reduzida em até um quarto. 

    O curioso é que esses projetos estão ganhando várias adesões e avançam. O de Jonas, por exemplo, já foi aprovado em uma das comissões do Senado no ano passado. Segundo dados do IBGE, Mato Grosso tem quase metade do território em área de bioma da Amazônia. Produtores rurais são os maiores incentivados da proposta. Argumentam que a vegetação desses Estados não é formada em sua maioria por floresta amazônica. Também afirmam que a consequência das atuais regras leva os agricultores ao prejuízo. Já os ambientalistas reagem contra. Entendem que, com essas mudanças, a degradação das matas venha a se agravar mais.

   Em Mato Grosso, a Famato, que tem o deputado federal Homero Pereira (PR) como um dos representantes políticos, apóia a retirada do Estado da área. Avalia que a inclusão de MT na Amazônia é um equívoco e critica a pressão de ONGs na atividade agrícola.

   Em toda a Amazônia Legal, as propriedades rurais precisam manter reservas de 80%. Essa medida provisória surgiu em 2001 para determinar que propriedades rurais nos Estados incluídos no conceito passassem a ter reservas naturais. O conceito de Amazônia Legal vem da década de 1950. A divisão estabelecida pelo governo federal foi feita para organizar investimentos e ações na floresta.

    Incoerência

    A idéia de reduzir a área se mantém na pauta num momento em que há registro da escalada do desmatamento que levou o governo federal a suspender o abate de árvores em 36 municípios e a criar um esquema especial de fiscalização.

   O projeto do deputado federal Osvaldo Reis (PMDB-TO), autor de uma proposta de retirada do Tocantins da Amazônia Legal, diz que a permanência do Estado na região deixa a economia "tolhida". Ele argumenta que Tocantins não tem mais área suficiente para produzir porque o Estado está na Amazônia Legal mesmo sem áreas de mata.

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • ALBUCASSIS RAMIRES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ACHO QUE O SENADOR JONAS PINHEIRO ESTÁ MARCHANDO NA CONTRA MÃO DA HISTORIA,O MUNDO POLITICO DO BRASIL SE LEMBRA DA LUITA HEROICA DO SENADOR VITORINO FREIRE,PARA COLOCAR O ESTADO DO MARANHÃO, COMO INTEGRANTE DA REGIÃO DA AMAZONIA , NORDESTE E CENTRO OESTE.

    E GRAÇAS A SUA LUTA O ESTADO DO MARANHÃO HOJE RECEBE INCENTIVOS FISCAIS,DA SUDAM , FCO E FINOR,POIS FOI INCLUIDO COMO ESTADO INTEGRANTE DAS 3 REGIÕES, E COM ISSO O ESTADO TEM SIDO BENEFICIADO COM INCENTIVOS PROCEDENTES DE 3 FUNDOS DIFERENTES.

    COM ESSA IDEIA MALUCA DO SENADRO JONAS PINHEIRO,(ACHO QUE ESTÁ NA HORA DELE SE APOSENTAR)VAMOS FICAR FORA DA SUDAM E SÓ COM O FCO,QUE NÃO DÁ NEM PARA ATENDER A AMAGGI.

    TENHA PACIENCIA JONAS PINHEIRO,TEMOS É QUE BUSCAR NOVAS MANEIRAS DE ATRAIR EMPRESARIOS PARA MATO GROSSO, E UMAS MANEIRAS É O INCENTIVO FISCAL.

    A SUA PROPOSTA É UM RETROCESSO E UM DESSERVIÇO A MATO GROSSO E AO SEU POVO,QUE JÁ LHE DEU TANTOS MANDATOS.

  • JOta Teixeira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Iso mostra a incoerência e incopetencia que os politicos matogrosensse estao fazendo no Congresso Nacionl e no estadoao inves de estarem em Brasilia preocupado com a mudança das leis estao tentando burlar a lei para favorecimento deles, oque o senador Jonas Pinheiro esta querendo fazer nao é nada menos que querer beneficiar uma parcela muito pequena de empresarios inclusive ele,retirando MT da amazonia legal é tao ilegal que so o grupo do senhor Jonas pinheiro ainda nao quis enchergar.

  • Maneporrete | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Senador sente-se dono do Estado.O desenvolvimento de Mato-Grosso não é necessariamente atrelado ao extermínio das nossas fauna e flora.O Senador precisa de um puxão de orelhas rápidamente,a ser dado nas urnas pelo povo.O Sr. não pode legislar em causa própria,tratando o nosso Estado como se fosse o seu quintal. Alem do mais´é muitíssimo estranho como sair do nada,e assalariado que é tornar-se um dos maiores produtores de gado de Mato-Grosso. Será por isso que as portas do BB estão sempre abertas à esse Sr.? Estão.Inclusive fora do horário bancario,onde o cidadão aguarda as onze a abertura das portas da agência,menos o Senador que ali na Av. Fernando Correa,é recebido pelo gerente fora do horário com subserviencia e bajulaçâo,e tapête vermelho.Os clientes atônitos e revoltados assistem pasmos quando o Senador se faz anunciar por um subalterno,e de queixo empinado adentra a agência e é recebido pelo sabujo de plantão. Coisas do BB e do Senador!!!

  • mercedes campos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ei senador, tá recebendo tbem do riva pra fazer isso? acho que o sr não ta mais nessa idade.

  • marcia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Lógico que a bancada ruralista é a favor de diminuir a amzonia legal, como vão poder degradar sem estar infringindo a Lei, as leis ambientais conseguem poder depois 1998, com a LEI de Crimes Ambientais, apesar de já existir deste 1965 a Lei de Codigo Florestal que não é repeitado ou "dissem" que desconhecem.

    Como afirmam que o nortão não é amazonia legal, tb puderam depois de já desmatar...não vai existir espécie das mesmas,
    Por isto fazendeiros do agronegócio elegem representantes para ter o poder de adequar ás suas "vontades", pq o que o politico "ganha oficialmente" é muito menor que os lucros dos proprios negócios.

    Precisamos defender o ambiente equilibrado, a fauna e flora, pq somos a parte mais fragil deste ecossistema....

  • PEDRO PAULO BARROS LEITE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O QUE O LATIFUNDIARIO JONAS PINHEIRO,ESTÁ QUERENDO COM A SAIDA DE MATO GROSSO DA AMAZONIA LEGAL,TODOS NÓS SABEMOS,OU SEJA AMPLIAR A AREA DE DESMATAMENTO PARA ELE E SEUS PATRÕES DA SOJA.

    QUEM DIRIA , O MENINO POBRE DE SANTO ANTONIO A EXEMPLO DO OUTRO SENADOR DE VARZEA GRANDE, E TAMBEM EX-MENINO POBRE,BALCONISTA DE ARMAZEM SE TRANSFORMARAM EM GRANDES LATIFUNDIARIOS E HOJE QUEREM ACABAR COM AS NOSSAS FLORESTAS,PARA ATENDER SUAS AMBIÇÕES E DE SEUS PATRÕES.

    O POVO DE MATO GROSSO PRECISA SABER DESTA VERDADE, E SÓ A IMPRENSA LIVRE,COMO O "RDNEWS" SE É QUE EXISTE OUTRO,E CAPAZ DE DENUNCIAR AOS MATOGROSSENSES,O QUE ESTÃO TENTANDO FAZER COM O NOSSO ESTADO.

    VIVA A DEMOCRACIA E A IMPRENSA LIVRE!!!!!!!!!

  • celio oczinskii | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    esse povo so q sabe de farinha pro saco deles esse jonas e imcompetente e ele e o jaime campos, assisto a tv senado td os dias nunca vi esse cidadao no senado, ja ta veio tem sai fora, para de enrica nas custa do povo , o pfl de mt e podre so tem curva de rio, nunca ganharam meu voto e nunca vao ganha, da onde ele ganho dinheiro qual empresa ele tem pra te tantA RENDA ASSIMM. cada vaca do omi vale muuuuuuuito. pf e mp vamu agi.

  • Raul Pinto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quero parabenizar o Senador Jonas Pinheiro, e outros que o apoiarem. Porque na decada de 70, foi o governo federal que incentivou brasileiros de outras regioes a virem para o norte do pais, para produzir alimentos, desenvolver e gerar divisas para o Brasil. Naquela epoca a resrva legal era de 50%. Agora com uma medida provisoria eleva a reserva legal para 80%, que e um absurdo. esses produtores so sabem produzir, portanto os ambientalitas devem convocar a Humanidade para indeniza-los, e entao retila-los da terra. Porque explorar apenas 20% de uma propriedade e inviavel.
    Os produtores querem e acceitam 50% de reserva legal, e e
    possivel produzir ecologicamente correto; preservando margens de rios, cusos dágua, e 50% de reserva legal.
    80% de reserva legal em propriedades particulares e LOOOUUUUUCCCCUUURRAAAAAAAAAAA.

    PARABENS JONAS PINHEIRO, QUE SE FACA JUSTICA. O PRODUTOR RURAL NAO E BANDIDO, PELO CONTRARIO, E O QUE COLOCA O ARROZ, FEIJAO, MILHO, CARNE, FRUTAS e etc..., na mesa dos brasileiros, ou talvez podemos aprender a comer casca de pau.

  • PEDRO PAULO BARROS LEITE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SENHOR RAUL PINTO,


    DEFENDER NESSA QUESTÃO O JONAS PINHEIRO É SER CONTRA MATO GROSSO E A FAVOR DO GRANDE LATIFUNDIO,QUE TEM DEMONSTRADO A SUA INSENSIBILIDADE,DERRUBANDO NOSSAS MATAS CILIARES,ARVORES CENTENARIAS E DESTRUINDO A NOSSA FAUNA E FLORA.

    QUANTO AO FATO DOS AGRICULTORES COLOCAREM ALIMENTAÇÃO EM NOSSAS MESAS , ESSE É O TRABALHO DELES,ENQUANTO ELES NOS VENDEM , NOS PAGAMOS COM DINHEIRO O SEU TRABALHO,CADA NA SUA "SEU PINTO"

    QUANTO A COMER CASCA DE PAÚ,COMO VC.SUGERE,LHE DEVOLVE A SUGESTÃO,POIS VC.DEVE ENTENDER MUITO DISSO, A COMEÇAR PELO SEU SOBRENOME !! BOM APETITE E DESFRUTE DA CASCA DE PAÚ.

  • Valma | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Jonas tá gagá! Está na hora de sair da vida pública, pois está remando contra a história!

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...