Últimas

Terça-Feira, 28 de Outubro de 2008, 11h:21 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

CUIABÁ

Sérgio elogia Santos, insinua voto e alerta o PR


Sérgio (PR) insinua não ter votado no colega de sigla Mendes
Foto: Jupirany Devillart

  O presidente da Assembléia, deputado Sérgio Ricardo, que foi preterido pelo PR em detrimento do nome do empresário Mauro Mendes, disse nesta terça (28), em entrevista ao RDNews, que "torce muito" para o prefeito reeleito Wilson Santos (PSDB). De forma evasiva, ele não respondeu em que votou no segundo turno, mesmo tendo no páreo um candidato do seu partido. "Torço muito por ele (Santos). Espero que ele faça muito mais do que fez no primeiro mandato em Cuiabá", comenta o deputado republicano. Sobre a derrota de seu colega partidário, Sérgio preferiu não emitir opinião sobre o que poderia ter dado errado. "Em política ou se perde ou se ganha. Eu vejo pelo Estado todo, o PR foi o partido que mais elegeu prefeitos", esquiva-se.

   Apesar de repetir várias vezes que apoiou a candidatura de seus parceiros de sigla, Sérgio Ricardo não diz claramente em quem votou. "O voto é secreto, mas o meu é evidente". Perguntado se é evidente para o empresário Mauro Mendes, o parlamentar não cita o nome de seu candidato e diz, aos risos: "só coloca aí que o meu voto é evidente". Sobre a postura de não se expôr na campanha de Mendes, o deputado explica que trabalhou para a eleição de correligionários pelo interior e alega que teve "pouco espaço" para atuar em campanha política devido a seu papel como presidente da Assembléia.

  Rumo a 2010

   Quanto as opções do PR para as próximas eleições, principalmente o pleito de 2010, o deputado afirma que "deve haver uma leitura ampla do partido sobre a preferência dos eleitores, antes que o candidato seja escolhido pela cúpula". Apesar de afirmar não ter nenhuma queixa contra sua sigla, Sérgio ressalta que o partido não deve "carimbar" o nome de um candidato sem a discussão com os correligionários, pois "a população pode não dar o respaldo esperado". 

   No fundo, Sérgio não esconde a mágoa junto à cúpula do PR por ter sido "fritado" como pré-candidato a prefeito. Sob pressão e sem respaldo de líderes da legenda, como o governador Blairo Maggi, o presidente da AL acabou recuando do projeto de concorrer de novo ao Palácio Alencastro. Assim, abriu caminho para Mendes, que perdeu no segundo turno.

  Questionado se o nome de Mendes teria sido imposto pelo PR neste último pleito, Sérgio se esquiva novamente. Se limitou a dizer que não comenta o assunto, mas ressalta que o "partido deve ter humildade na escolha dos nomes que pretende lançar oportunizando a todos". Sobre a idéia de concorrer ao governo do Estado, o presidente da Assembléia diz que "não acredita na transferência de votos". Perguntado se vai buscar apoio de Mauro Mendes, o deputado é vago na resposta: "vou buscar apoio de quem quiser dar". A mesma resposta foi repetida quando perguntado se considera o apoio do empresário importante. (Andressa Boa Sorte)

Postar um novo comentário

Comentários (20)

  • orlando rondon | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O PR só nasceu partido politico, hoje virou uma entidade classista, a prova disso é a perca da metade dos numeros da prefeitura a partir de 2009.

    Blairo, Pagot, Sachet, Helny de Paula e cia ltda, tem que aprender a fazer politica, o que eles fazem é a imposição pelo poder financeiro.

    Politica não é isso. Primeiro a liderança tem que ser conquistada e não imposta pelo poder ou medo. Segundo, falta bases populares, carisma, empatia e sintonia popular.

    Do jeito que esta parece realmente uma federação de empresarios, onde o que conta na realidade é o poder financeiro e o historico empresarial de sucesso.

    Na politica isso era importante, hoje é quase nada.

  • SÉRGIO ALCÂNTARA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nunca votei no Sergio Ricardo e nem pretendo votar, porém, a postura dele nestas eleições foi exemplar...Ponto para ele...

    Outras posturas que gostei foi do Walter Rabello e do Procurador Mauro que ficaram neutros...Ponto para eles...

    Isto nos leva a crer que não barganharam o apoio...

    Parabéns aos que ficaram neutros!!

    Infelizmente tivemos os traidores que mudaram de lado temendo perder e a história nos mostrou que não vale a pena isto pois o povo não esquece.

  • ALBERTO CUNHA DOURADO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Companheiro

  • Eleitora consciente | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr Maggi e súditos do PR

    Não adianta fazer planos politicos para o governo do estado pensando em acomodar os hs do agonegócio, os assessores do Grupo do qual Sua.Exa. é acionista majoritário, os amigos do SUL..etc... Estamos no séc. XXI. Globalização ...Midia dando informação à população diariamente...permitindo formar juizo de valores quanto aos candidatos .. Enquanto seus candidatos forem pessoas da sua confiança...não serão do povo. Porque até agora esse governo não se preocupou com o povo. Só em agradar O LULA ... e se mostrar pifio diante embates com ele travado.
    Deixe que alguém q tem serviços prestados ao povo mato- grossense, uma dica SERGIO RICARDO , entre na disputa e V.Exa. verá a diferença. O seu candidato PAGOT ...até agora ninguém viu quais os beneficios prestados por ele ao estado .. a não ser que sua funçao se limite a negociar com politicos ...Dai eu não saberia dizer a respeito.
    Seja inteligente....Sua eleição foi falta de opção,.... e não prestigio comprovado!!!! Não queira ficar alijado do mundo politico no final do seu mandato... Seja sensato... Deixe de teimosia e seja ..pelo menos uma vez ....democrático

  • ALBERTO CUNHA DOURADO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Companheiro Sergio Ricardo, sai fora enquanto é tempo, ainda não desconfiou que esta turma da botina,só qerem aproveitarem do seu prestigio, nunca irão apoia-lo pra nada,alguém já disse você não encaixa no perefil deles, portanto mude de partido, vá para onde você sera bem recebido, olha eu acho que o PSDB esta de portas abertas pra você, decida enquanto é tempo...a hora é esta....vá em frente....

  • CARLOS RCOBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    SENHOR DEPUTADO, E SE O MAURO MENDES TIVESSE GANHO ???

  • CARLOS | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Alberto Cunha, o correto: só querem aproveitar. O verbo 1º ficar no plural e o outro vai para o singular infinitivo impessoal. Agora, falando no assunto, concordo contigo, em gênero, grau e número, a respeito do Sérgio Ricardo. Chegou a hora dele tomar decisão sobre o seu futuro... Abraços!

  • venancio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    pula de bonde sergio ricardo...ja deu o que tinha de dar...boa sorte..

  • Luis Epaminondas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Sergio ricardo tem demonstrado que está mais maduro e experiente como prova sua atuação da Presidencia da Assembléia Legislativa.Sabe defender os interesses do Governo sem recuar do seus compromissos com os servidores públicos e seus eleitores, na maioria da Baixada Cuiabana.Seu trabalho com responsabilidade ambiental e social tem proporcionado o equilbrio nas discussões do projeto do zoneamento sócio-econômico e ecológico.Fique tranquilo Sérgio que a população vai saber reconhecer sua postura. Você tem muito para crescer. Tenha fé.

  • Ailton Pereira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Só falta a Turma da Butina querer botar na conta de Sérgio responsabilidade sobre a derrota de Mauro por quase 70 mil votos de frente.Imagine se Sérgio tivesse a estrutura de campanha oferecida a Mauro Mendes.Não adianta gente: empatia com a população não se compra em fármácia, liderança e liderança não se fabrica mas se conquista ao longo de uma vida.

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

Retorno à Câmara após 6 mandatos

fulo 400 curtinha   Figura bastante popular, especialmente na região da Vila Operária, Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (MDB), que foi vereador de Rondonópolis por seis mandatos, está de volta. Hoje suplente, ele assume provisoriamente nesta segunda a cadeira do titular Thiago Muniz, que pediu licença...

Bolsonaro nem aí para políticos de MT

nelson barbudo 400 curtinha   O cerimonial da Presidência da República deu de ombros para os políticos, inclusive para a bancada federal mato-grossense, na visita de Bolsonaro, sexta, em Sinop e Sorriso. Alguns tentaram, de forma insistente, tirar foto com o presidente. E até conseguiram. Mas o capitão preferiu...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.