Últimas

Quinta-Feira, 30 de Abril de 2009, 16h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

PESQUISA MARK

Serra lidera à Presidência; Heloísa é a mais rejeitada

  Se as eleições para a Presidência da República fossem hoje, o tucano José Serra seria o mais votado em Rondonópolis. Ao menos é o que detectou o instituto Mark, em pesquisa feita nos dias 25 e 26 deste mês. Numa simulação com quatro possíveis candidatos ao Palácio do Planalto, o nome do governador de São Paulo aparece como o preferido por 41,7% dos rondonopolitanos. Em segundo lugar está a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata à sucessão do presidente Lula pelo PT. Ela figura com 16,2%. O ex-ministro da Fazenda e da Integração Nacional e hoje deputado federal Ciro Gomes (PSB) aparece com 11,6%. Ciro não disputou e perdeu para presidente.

   Outro nome que já entrou na corrida ao Palácio do Planalto e sofreu derrota é o da ex-senadora alagoana Heloísa Helena (Psol). Em Rondonópolis, seu nome é lembrado por 5,5%. Nesse cenário com os quatro virtuais candidatos, 22,3% se mostram indecisos, enquanto 2,7% adiantaram que votariam em branco.

   A margem de erro é de cinco pontos percentuais para mais ou para menos. Num outro cenário, em que o PSDB teria o governador mineiro Aécio Neves como candidato à sucessão presidencial, em substituição a José Serra, a apertada liderança ficaria com a petista Dilma, em que pese aparecer empatada tecnicamente com Ciro Gomes. A petista é lembrada por 20,3% dos eleitores de Rondonópolis, enquanto Ciro detém 19,8%. Já Heloísa Helena e Aécio contam com 9,8% e 8,9%, respectivamente. O número de indecisos aumenta para 34,2%, assim como os que dizem votar em branco ou nulo, que salta para 7,1%.

   Rejeição

   Pesquisadores do instituto Mark fizeram ainda a seguinte pergunta: "Se as eleições fossem hoje e os candidatos fossem estes, em quem o sr(a) não votaria para presidente?". Na simulação com os nomes de Heloísa, Ciro, Dilma e Serra, a pré-candidata do Psol aparece como a mais rejeitada. O percentual atribuído a ela chega a 16,4%, embora fique empatada tecnicamente com Ciro Gomes e Dilma, ambos com 15%. Serra detém a menor rejeição: 13,2%. Se mostram indecisos 35,5%, enquanto 4,8% votariam em branco ou nulo.

   Já num segundo cenário, sem Serra e com Aécio, a maior rejeição cai sobre Ciro Gomes, com 15,9%, seguido de Dilma (15,5%), de Heloísa Helena (14,4%) e de Aécio Neves (7,3%). Os indecisos somam 42,4% e os que disseram votar em branco/nulo, 4,6%. (Flávia Borges)

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Britto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Para a grande midia São Paulo com José serra paraece o Jardim do Ede ja os foncionarios publicos coitados estão lascados inclusive os policias esses os piores salarios do Brasil

  • Dicão | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Como disse o Gilmar Fabris o Serra é um politico sem graça.

    O Serra tem mostrado em São Paulo que não tem condições de governar. Os cidadãos mais informados sabe que o jeito do PSDB fazer política é não permitir que suas deficiências, suas incompetências e também suas irresponsabilidades, cheguem na grande mídia, principalmente na televisão. Por outro lado gastam milhões de reais na grande mídia para divulgar pequenas obras (so para lembrar tivemos recentemente a propaganda da SABESP, porém não divulgaram que o estado mais rico do país tem apenas 45% de rede de esgoto) e muitas das vezes obras que ainda vão fazer e nunca fazem.

    Com essa estratégia vão enganando o povão desinformado e na época de campanha fica fácil ludibriá-los, pois na mídia somente apareceu o que era bom sem importar que esse bom foi muito pouco e na maioria das vezes muito caro.

    Se a mídia brasileira fosse mais responsável, menos preocupada com altos lucros, certamente teríamos um país melhor.

    Mostrar as atrocidades cometidas por esses políticos, obras superfaturadas (somente para lembrar em Cuiabá o PSDB do Wilson Santos e do Serra superfaturaram as obras do PAC em mais de QUINZE MILHÕES DE REAIS e o que é pior não tem competência administrativa para tirá-las do papel), venda do patrimônio público, foi um verdadeiro descaso com o dinheiro público o que fizem com a Vale do Rio Doce, entre outras, seriam uma forma de ajudar a democracia.

    Hoje a democracia brasileira está manchada por políticos ditadores, aproveitadores e sem condições de governar um estado, quiçá um país.

    Tivemos sorte em ter um torneiro mecânico corrigindo um monte de besteiras feito por sociólogo que se aposentou aos TRINTA E SETE anos de idade e teve a coragem de chamar os trabalhadores brasileiros de vagabundos.

    Nas pesquisas pode dar o Serra. Mas nas urnas precisamos de alguém responsável, competente e essas virtudes o Serra não tem.

  • Zeca da Colina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Caro Dicão,
    O sociólogo aposentou-se de forma legal.Na época,as leis que versavam sobre aposentadoria permitiam essa situação que,hoje,consideramos inconcebível.
    Essas mesmas leis permitiram que o torneiro conseguisse aposentadoria,por invalidez,só por ter perdido um dedinho.
    A lei é dura,mas é a lei.No Brasil,em vários casos,a lei é igual para todos.
    Para seu conhecimento o torneiro só está dando continuidade ao trabalho do sociólogo.E de forma errada.

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...

Coronel linha dura morre ao 91 anos

Coronel Abid 400   Morreu   em Campo Grande (MS), aos 91 anos,  o coronel da PM aposentado Adib Massad (foto), considerado  um dos principais nomes  da Segurança Pública de Mato Grosso na década de 1970. À época, ainda com a patente de  tenente, foi comandante regional...

Mauro e vitórias na briga de decretos

orlando perri 400 curtinha   A estratégia do governador Mauro Mendes de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro,...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...