Últimas

Terça-Feira, 24 de Março de 2009, 15h:50 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

POLÊMICA

Servidores da CEF rebatem críticas de empreiteiros

   Criticados por suposto desrespeito no atendimento a gestores públicos e empresários que executam obras com recursos da Caixa Econômica Federal (CEF) - veja mais aqui, servidores efetivos da Superintendência em Mato Grosso procuraram o RDNews para reclamar da forma grosseira com que são tratados por empreiteiros. Um dos servidores, que preferiu não se identificar, relatou que é procurado quase diariamente pela esposa e filha do proprietário de uma das principais construtoras do Estado para realizar movimentações financeiras. "Não é só o empreiteiro que é arrogante. Graças a Deus, ele aparece pouco na agência. A filha e a mulher parecem que têm um rei na barriga. Acham que mandam na Caixa Econômica e ficam bravas quando afirmamos que a CEF não permite alguns procedimentos. Sem dúvida, são as pessoas mais arrogantes que já conheci", reclama. O servidor confirma que outros empreiteiros têm o mesmo comportamento em relação aos funcionários. "Eles acham que mandam nos funcionários da Caixa, que trabalhamos apenas para eles. Ora, também temos outras coisas e pessoas para atender", dispara.

"Os empreiteiros ficam bravos quando
afirmamos que a CEF não permite
alguns procedimentos. Sem dúvida, são as pessoas
mais arrogantes que já conheci"

   Além do desrespeito, servidores atestam a versão do gerente de Desenvolvimento Urbano, Manuel Tereza Pereira dos Santos - saiba mais aqui, sobre a falta de funcionários para atender a demanda por avaliação de projetos e posterior liberação de recursos. "É muito difícil avaliar um número tão grande de processos com tão poucos funcionários, ainda mais projetos tão minuciosos como estes. Há falta de funcionários tanto nas repartições como nas agências bancárias da CEF", avalia outro servidor, que também pediu para não ter o nome divulgado. Ele critica o fato da diretoria não ter cumprido o acordo coletivo firmado durante a última greve dos servidores que previa a contratação de mais três mil funcionários até o final de 2008. "Se o próprio gerente (Manuel Tereza) reconhece a necessidade de contratar mais pessoas, por que ele não explica o não cumprimento do acordo?", questiona. Segundo o servidor, a situação mais crítica acontece nas agências da CEF em Várzea Grande. "No município a situação é muito mais precária em termos de funcionários do que em Cuiabá", aponta.

   Para piorar, segundo os dois servidores, a Caixa publicou um novo manual normativo que torna obrigatória a lotação de todos os recém-contratados em agências bancárias. Com isso, as áreas internas, como as gerências, terão que ser lotadas por outros funcionários com interesse em ser transferidos de setor. "A idéia é linda no papel, mas na prática não funciona", avalia um dos servidores. Ele explica que os recém-contratados não podem exercer a função de caixa. Com isso, os gerentes resistem em liberar os subordinados a ocupar as vagas nas áreas administrativas. "Os gerentes não querem perder funcionários mais antigos, treinados e que têm conhecimento do serviço. Se o gerente não liberar, o funcionário não pode ser transferido. Isso inviabiliza o novo modelo de reposição de funcionários nas áreas do meio", argumenta. Ele conta que há dois anos tenta, sem sucesso, sair da função de caixa de uma das agências bancárias da Capital para trabalhar na Gerência de Desenvolvimento Urbano (Gedur). "É meu sonho e também de muitos outros servidores, mas os gerentes não têm como deixar os recém-contratados nos caixas e, por isso, não nos liberam".  O superintendente Regional da CEF em Mato Grosso, Ivo Carlos Zechin, não foi encontrado pelo RDNews para falar sobre o assunto. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Suely | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Este WILSON LUTERO deve ser filho do Wilson Santos e afilhado do Lutero Ponce, pois nunca ví tanta enrolação para tentar explicar algo...não soube se expressar...

    Infelizmente acho que na CEF deve haver sim investigações e sindicâncias até mesmo para preservar os bons profissionais que alí se encontram e que acabam sendo colocados na vala comum...

    Um exemplo é o Engº Nelson que até onde sei é um cara super ético, bom profissional e que dignifica nossa profissão e, infelizmente, por estar no meio de joio, acaba recebendo respingos de desconfiança...

    Os que tem a consciência tranquíla não devem se preocupar e os que fizeram algo errado agora não adianta mudar o dinheiro de conta que isto será rastreado, acho que a casa irá cair para alguns maus servidores...demissão mesmo, ao bem do serviço público...é um mal necessário para a primazia dos preceitos éticos e moralização dos órgãos públicos...

  • Paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ninguém aquí está questionando a falta de servidores da CEF, e a maioria das pessoas que fizeram críticas e denúncias sequer são empreiteiros, são pessoas que, assim como eu, tem informações de pessoas ligadas aos servidores da CEF que afirmam as irregularidades citadas...

    Não considero ofensivo propor uma investigação da PF, MPF, TRF...se não há nada à encobrir por que se preocupar?

    É errado propor a justiça algumas quebras de sigilos bancários e telefônicos?

    Há sim monopólio na captação de projetos aprovados pela própria CEF é só verificar as Empresas que estão fazendo os projetos da CEF, os profissionais, os donos das empresas, a celeridade dispensada nestes projetos...

    Quanto a forma indevida de tratamento às pessoas, pela Sra. Glória, isto é inquestionável...é unânime!!

  • Samir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao Rdnews por não encerrar este assunto tão importante para que a sociedade cobre providência da Superintendência da CEF e Órgãos do Judiciário...

    Espero que o Rdnews, primando pela ética e preceitos morais mantenha sigilo das fontes, uma vez que tal assunto mexe com muita gente grande por trás de servidores da CEF, pois tememos pelas nossas vidas...

  • Wilson Lutero | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    De Paulo
    Ninguém aquí está questionando a falta de servidores da CEF, e a maioria das pessoas que fizeram críticas e denúncias sequer são empreiteiros, são pessoas que, assim como eu, tem informações de pessoas ligadas aos servidores da CEF que afirmam as irregularidades citadas...

    Há pessoas que usam o façam ao bem e não veja a quem ao contrario, afirma que não usa não conhece, não precisa, não sabe onde fica, e não sabe quem morreu mas o negocio dele é chorar.
    Pois afirma que tem informações de pessoas ligadas ao servidores. . . e que assim como ele, outras pessoas tambems só ouvem falar e tambem não querem saber quem morreu o negocio é chorar.
    Isso prova que algumas criticas só são feitas para exercitar a digitação, sem ao menos respeitar a quem criticam, e não se importando se isso vai fazer mal a eles.
    Se for desafinado, por favor pelo menos decorem a letra da musica, e se nem isso fizerem então não cantem.

  • carlos augusto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Os funcinários da Caixa não querem se identificar? Ridiculo! tem de mostrar a cara ficam pousando de coitadinhos e lá dentro acontecendo de tudo. manoel tereza,Cristian,Devanildo,mauricio , Crey correm atrás que já tem denuncia no Ministério Publico federal. quem não dever tá tudo bem! em contrário...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.