Últimas

Quarta-Feira, 31 de Outubro de 2007, 22h:17 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Servidores da Sema rejeitam núcleo sistêmico

      O Sindicato dos Trabalhadores do Meio Ambiente (Sintema) entregou aos deputados um manifesto contra a criação do Núcleo Agro-Ambiental, uma proposta da reforma administrativa (sistêmica) do governo do Estado. O secretário de Administração, Geraldo de Vitto, é o executor e idealizador do projeto, que já atingiu as secretarias de Justiça e Segurança Pública e de Saúde.

    Conforme o governo, a junção de órgãos e autarquias pode trazer uma economia de até 15%. Cada núcleo terá um secretário executivo responsável por trazer rendimento máximo possível, mas com custos administrativos e operacionais reduzidos. Ao todo serão implantados 12 núcleos, sob os argumentos de redução de gastos públicos, otimização de mão-de-obra e centralização de recursos. 

     Segundo o presidente do Sintema, Osmar Prado de Oliveira, o Núcleo Agro-Ambiental, que deve ser implantado até o próximo dia 20, não vai otimizar o trabalho do setor e, sim, causar um choque de atribuições, além da pasta perder o seu papel de agente fiscalizador. "A geração de conflitos de interesse será inevitável, uma vez que a priorização na aplicação dos recursos destinados ao meio ambiente é voltada às ações de preservação, conservação, recuperação e fiscalização, enquanto os outros recursos têm como objetivo o fomento à produtividade e o crescimento econômico, cabendo a Sema o papel de agente fiscalizador", diz trecho do manifesto. 

     Clique aqui e leia o manifesto na íntegra.

 Quais os 12 núcleos de Administração Sistêmica: 

1 – Núcleo Governadoria:
Formado pelo agrupamento das atividades sistêmicas dos seguintes órgãos e entidades: Vice-Governadoria; Casa Civil; Casa Militar; Auditoria-Geral do Estado; Secretaria de Comunicação e Agência de Regulação dos Serviços Públicos (Ager). 

2 – Núcleo Planejamento e Tecnologia:
Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral; Centro de Processamento de Dados do Estado (Cepromat) 

3 – Núcleo Administração:
Secretaria de Estado de Administração; Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado (MT-Saúde); Escola de Governo; Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social 

4 – Núcleo de Cultura, Ciência, Lazer e Turismo:
Secretaria de Estado de Esportes e Lazer; Desenvolvimento do Turismo, Cultura, Ciência e Tecnologia; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapemat); Centro Estadual de Educação Profissional e Tecnológica do Estado (Ceprotec); e o Fundo Estadual de Educação Profissional 

5 – Núcleo Socioeconômico:
Secretaria de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia; Instituto Mato-grossense de Metrologia e Qualidade Industrial (Imeq); Junta Comercial do Estado, Companhia Mato-Grossense de Gás (MTGás); Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat); Agência de Fomento do Estado (MT Fomento)

6 – Núcleo Agroambiental:
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural; Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea); Instituto de Terras do Estado (Intermat), Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Secretaria de Estado do Meio Ambiente

7 – Núcleo Segurança:
Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública; Polícia Judiciária Civil; Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar 

8 – Núcleo Trânsito e Transporte:
Secretaria de Estado de Infra-Estrutura; Departamento Estadual de Trânsito 

9 – Núcleo Educação:
Secretaria de Estado de Educação 

10 – Núcleo Jurídico e Fazendário:
Secretaria de Estado de Fazenda e Procuradoria-Geral do Estado 

11 – Núcleo Saúde:
Secretaria de Estado de Saúde 

12 – Núcleo Educação Superior:
Universidade do Estado de Mato Grosso. (Simone Alves) 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Ahmad Jarrah | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Fórum Permanente Mato-grossense de Cultura também repudia a proposta, e encaminhou na última terça-feira um documento à Câmara Setorial Temática da Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso com a seguinte redação:

    O FÓRUM PERMANENTE MATO-GROSSENSE DE CULTURA manifesta de forma veemente seu posicionamento contra a fusão, incorporação ou qualquer outra proposta que envolva a Secretaria de Estado de Cultura e, por conseguinte, o desmonte de sua estrutura técnico-administrativa, gerencial e patrimonial. Tal idéia, além de seu caráter débil, é antagônica ao que se pratica e se desenvolve em outras unidades da federação. Demonstra ainda, pouco conhecimento sobre a história da existência da Secretaria; não considera a luta empreendida por vários setores sociais e desconhece a enorme contribuição que a Cultura oferece para a melhoria do IDH do Estado. Face ao exposto propõe: que a Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso não endosse tal proposta governamental, caso ela venha a ser apresentada.

  • Lenilson Gomes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses Nucleos só vão funcionar de verdade se for feito por servidor efetivo concursado, caso contrario não vai mudar em nada o sistema, vai ser mais uma das acomodações políticas que existe no estado. Muitos comissionados sem fazer nada, sem qualificação profissional, só ocupando espaço nos órgãos. Tirando a oportunidade de quem realmente está preparado para exercer o serviço.

Para presidente, BRT é ultrapassado

juca 400 curtinha   Numa sintonia política com o prefeito Emanuel, o novo presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná (foto), disse ser contra a decisão do governo estadual de "enterrar" o projeto do VLT, cujas obras estão paralisadas desde 2014, para implantar o modal BRT na Região...

Prefeito vai homenagear 2 ex-aliados

ze do patio 400 curtinha   O ex-vereador, ex-deputado estadual e hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio (foto), que está no terceiro mandato, vai homenagear dois aliados que faleceram recentemente, sendo eles o ex-vereador de três mandatos Juary Miranda, que foi líder do Executivo na Câmara...

Maluf deve consultar STF sobre Teis

guilherme maluf 400 curtinha   Assim que retornar de férias, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf (foto), dará prosseguimento à análise do pedido de aposentadoria de Waldir Teis, que está afastado do Pleno há três anos e cinco meses, assim como outros três conselheiros...

Novo líder de Pátio na Câmara de ROO

reginaldo santos 400 curtinha   Reginaldo dos Santos (foto), que assume vaga na Câmara de Rondonópolis pela quarta vez, é o novo líder do prefeito Zé do Pátio, com a missão de fazer o trabalho de articulação e defesa do Executivo junto aos colegas do Legislativo. Na legislatura passada,...

Agro sugere Daniella de volta no Indea

daniella bueno 400 indea   Representantes do setor produtivo e um grupo de servidores sugeriram ao governador Mauro o nome da médica-veterinária e servidora de carreira Daniella Bueno (foto) para reassumir a presidência do Indea-MT. Aproveitaram a vulnerabilidade no cargo do presidente Marcos Catão Dornelas, denunciado...

Aumento para vereador só em 2022

Alguns vereadores em Cuiabá, tanto novatos quanto aqueles reeleitos, ficaram surpresos quando informados pela Mesa Diretora de que o aumento salarial de R$ 15,1 mil para R$ 18,9 mil, aprovado agora no final de dezembro, só começa a valer a partir de janeiro de 2022. Não entra em vigor de imediato, mesmo se tratando de nova legislatura, por causa da pandemia, que levou o governo federal a estabelecer, em lei, veto a qualquer tipo de reajuste para servidores até...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.