Últimas

Quarta-Feira, 31 de Outubro de 2007, 22h:17 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

EXECUTIVO

Servidores da Sema rejeitam núcleo sistêmico

      O Sindicato dos Trabalhadores do Meio Ambiente (Sintema) entregou aos deputados um manifesto contra a criação do Núcleo Agro-Ambiental, uma proposta da reforma administrativa (sistêmica) do governo do Estado. O secretário de Administração, Geraldo de Vitto, é o executor e idealizador do projeto, que já atingiu as secretarias de Justiça e Segurança Pública e de Saúde.

    Conforme o governo, a junção de órgãos e autarquias pode trazer uma economia de até 15%. Cada núcleo terá um secretário executivo responsável por trazer rendimento máximo possível, mas com custos administrativos e operacionais reduzidos. Ao todo serão implantados 12 núcleos, sob os argumentos de redução de gastos públicos, otimização de mão-de-obra e centralização de recursos. 

     Segundo o presidente do Sintema, Osmar Prado de Oliveira, o Núcleo Agro-Ambiental, que deve ser implantado até o próximo dia 20, não vai otimizar o trabalho do setor e, sim, causar um choque de atribuições, além da pasta perder o seu papel de agente fiscalizador. "A geração de conflitos de interesse será inevitável, uma vez que a priorização na aplicação dos recursos destinados ao meio ambiente é voltada às ações de preservação, conservação, recuperação e fiscalização, enquanto os outros recursos têm como objetivo o fomento à produtividade e o crescimento econômico, cabendo a Sema o papel de agente fiscalizador", diz trecho do manifesto. 

     Clique aqui e leia o manifesto na íntegra.

 Quais os 12 núcleos de Administração Sistêmica: 

1 – Núcleo Governadoria:
Formado pelo agrupamento das atividades sistêmicas dos seguintes órgãos e entidades: Vice-Governadoria; Casa Civil; Casa Militar; Auditoria-Geral do Estado; Secretaria de Comunicação e Agência de Regulação dos Serviços Públicos (Ager). 

2 – Núcleo Planejamento e Tecnologia:
Secretaria de Estado de Planejamento e Coordenação Geral; Centro de Processamento de Dados do Estado (Cepromat) 

3 – Núcleo Administração:
Secretaria de Estado de Administração; Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado (MT-Saúde); Escola de Governo; Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social 

4 – Núcleo de Cultura, Ciência, Lazer e Turismo:
Secretaria de Estado de Esportes e Lazer; Desenvolvimento do Turismo, Cultura, Ciência e Tecnologia; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapemat); Centro Estadual de Educação Profissional e Tecnológica do Estado (Ceprotec); e o Fundo Estadual de Educação Profissional 

5 – Núcleo Socioeconômico:
Secretaria de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia; Instituto Mato-grossense de Metrologia e Qualidade Industrial (Imeq); Junta Comercial do Estado, Companhia Mato-Grossense de Gás (MTGás); Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat); Agência de Fomento do Estado (MT Fomento)

6 – Núcleo Agroambiental:
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural; Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea); Instituto de Terras do Estado (Intermat), Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Secretaria de Estado do Meio Ambiente

7 – Núcleo Segurança:
Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública; Polícia Judiciária Civil; Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar 

8 – Núcleo Trânsito e Transporte:
Secretaria de Estado de Infra-Estrutura; Departamento Estadual de Trânsito 

9 – Núcleo Educação:
Secretaria de Estado de Educação 

10 – Núcleo Jurídico e Fazendário:
Secretaria de Estado de Fazenda e Procuradoria-Geral do Estado 

11 – Núcleo Saúde:
Secretaria de Estado de Saúde 

12 – Núcleo Educação Superior:
Universidade do Estado de Mato Grosso. (Simone Alves) 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Ahmad Jarrah | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Fórum Permanente Mato-grossense de Cultura também repudia a proposta, e encaminhou na última terça-feira um documento à Câmara Setorial Temática da Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso com a seguinte redação:

    O FÓRUM PERMANENTE MATO-GROSSENSE DE CULTURA manifesta de forma veemente seu posicionamento contra a fusão, incorporação ou qualquer outra proposta que envolva a Secretaria de Estado de Cultura e, por conseguinte, o desmonte de sua estrutura técnico-administrativa, gerencial e patrimonial. Tal idéia, além de seu caráter débil, é antagônica ao que se pratica e se desenvolve em outras unidades da federação. Demonstra ainda, pouco conhecimento sobre a história da existência da Secretaria; não considera a luta empreendida por vários setores sociais e desconhece a enorme contribuição que a Cultura oferece para a melhoria do IDH do Estado. Face ao exposto propõe: que a Assembléia Legislativa do Estado de Mato Grosso não endosse tal proposta governamental, caso ela venha a ser apresentada.

  • Lenilson Gomes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esses Nucleos só vão funcionar de verdade se for feito por servidor efetivo concursado, caso contrario não vai mudar em nada o sistema, vai ser mais uma das acomodações políticas que existe no estado. Muitos comissionados sem fazer nada, sem qualificação profissional, só ocupando espaço nos órgãos. Tirando a oportunidade de quem realmente está preparado para exercer o serviço.

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...