Últimas

Segunda-Feira, 29 de Junho de 2009, 16h:13 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

SENADO

Serys emprega 3 jornalistas, advogado e 2 ex-vereadores


Serys Marly, senadora desde 2003, leva para o gabinete vários militantes petistas, inclusive ex-vereadores
Foto: Geraldo Magela

   A senadora Serys Marly Slhessarenko (PT) abriga em seu gabinete vários militantes do PT, inclusive os presidentes dos diretórios de Cuiabá, Vilson Aguiar, e de Várzea Grande, Lázaro Donizete, além de dois ex-vereadores por Rondonópolis, Juca Lemos e Odinarte Borges. Das 35 pessoas que recebem do Senado, por meio do gabinete da petista, 27 exercem cargos comissionados. O polêmico jornalista e blogueiro Enock Cavalcanti, que atua em Cuiabá e edita o jornal semanário Circuito Mato Grosso, é um dos lotados no cargo de assistente parlamentar. Ele recebe salário superior a R$ 5 mil desde maio de 2003, três meses após Serys ser empossada como a primeira mulher mato-grossense a conquistar cadeira no Congresso Nacional.

   Além de Enock, Serys emprega ainda outras duas jornalistas, mas em outras funções. Maria Regina Borela, ganha salário do Senado desde fevereiro de 2003 como assessora técnica. Ela é mãe de Mariana Borela, uma das assessoras em Brasília do diretor-geral do Dnit, Luiz Antonio Pagot. A outra jornalista-assessora de Serys é Márcia Andreola, lotada como assistente parlamentar desde março desde ano. O colunista social Roberto Dock também está na folha de pessoal, como assistente parlamentar desde abril de 2004. Já Vicente Vuolo, o Vuolinho, filho do ex-senador Vicente Vuolo (já falecido) e irmão do vereador cuiabano Francisco Vuolo, é efetivo do Senado desde janeiro de 1983, época em que o pai ocupava cadeira no Congresso Nacional, e está à disposição do gabinete da senadora.

   O advogado Vilson Nery, do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e que costuma dar respaldo jurídico à Ong Moral, é outro que "engorda" a folha do Senado. Ele foi nomeado como assistente parlamentar a partir de maio de 2007. O ex-presidente do PT da Capital, Jairo Rocha, da corrente Articulação de Esquerda, também está na folha como assistente parlamentar desde o dia em que Serys virou senadora, ou seja, há seis anos. Zelandes Santiago é outro que mora em Cuiabá e recebe do Senado, como assistente parlamentar.

   Por coincidência, militantes do PT e lotados no Congresso Nacional, como Juca Lemos, Zelandes, Jairo, Donizete e Vilson Aguiar, já estão em pré-campanha interna em defesa da candidatura de Serys à reeleição.

Eis, abaixo, a relação dos servidores lotados no gabinete da senadora Serys
ALEXANDRE FRANÇA BARRETO
ALRIAN MARIA BARROS DE OLIVEIRA
ALTEMIR DOS SANTOS MOURA
CAMILA ISAC CAMPOS
CARLOS HENRIQUE MATOS CLAUDIO
CILENE MARIA DE CAMARGOS
DOJIVAL FRANCISCO DOS SANTOS
ELISABETH SOUSA CUNHA
ELISVALDO DA SILVA ALMEIDA
ENOCK CAVALCANTI DA SILVA
EZEQUIEL INACIO
HENRIQUE CRUZ DIAS
HERMES RENATO DE FARIAS VIANA
IVO DE ARAÚJO OLIVEIRA FILHO
JAIME DE LIMA
JAIRO PEREIRA ROCHA
JOSÉ FERREIRA LEMOS NETO
LAZARO DONIZETE DA SILVA
LIANE REZENDE VALENTE
MARCIA VALERIA EVANGELISTA SLAGINSKI
MARIA REGINA BORELA
MICHELLY OLIVEIRA SOBRINHO
MÁRCIA REGINA GONÇALVES ANDREOLA
NAJLA BUHATEM MALUF
NEIDA CONCEIÇÃO SILVA SOARES
ODINARTE BORGES DE CAMPOS
RAQUEL SANTANA PERRUT DE LAURA
ROBERTO DOCK BOMBONATO
ROSANGELA RODRIGUES DA SILVA
SOLANGE AMORELLI RIBEIRO PEREIRA
VICENTE VUOLO
VILSON MESSIAS AGUIAR
VILSON PEDRO NERY
WILLIAM SILVA CHIANCA
ZELANDES SANTIAGO DOS SANTOS

(17h) - Gabinete explica que Borela atua como advogada e assessora Serys há 16 anos

  O gabinete da senadora Serys Marly esclarece que Regina Borela não é jornalista, mas sim advogada. Desta que ela acompanha Serys há 16 anos, desde a época em que esta era deputada estadual. Em verdade, são três jornalistas lotados no gabinete da senadora, sendo eles Enock Cavalcanti, Márica Andreola e Michelly Oliveira Sobrinho.

Postar um novo comentário

Comentários (40)

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse pessoal do PT quem diria. Alem de fazer tudo isso, ainda esta de joelho para a turma da butina, motossera de ouro. VIVA O PETISMO, O CLIENTELISMO, O ILUSISMO, O MINTIRISMO, A FALTA DE VERGONHA DO PT.

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Serys é da turma do Lula, da turma do Sarney, da turma do Renan, da turma do Gim Argello, da turma do Edson Lobão, da turma da Dilma. Da turma de gente boa. Boníssima. Como tal tem ela todo o direito de, utilizando os recursos públicos extraidos compulsoriamente do bolso do povo brasileiro, contratar seus ilustres e competentes assesores, inclusive aquela que ganha para residir nos Estados Unidos. Pela relação de funcionários percebemos que se encontram sob as expensas do Gabinete da ilustre senadora inúmeros trabalhadores incansáveis e que muito produzem pelo nosso Estado. Jornalistas, advogados, amigos, amigos dos amigos, e até um renomado (???) colunista social, que deveria noticiar as reuniões dos bonitos e famosos comendo seus canapés e bebendo seus wisquis importados. Lindo, lindo, lindo.
    Nossa Serys piora a cada dia: um dia agride a democracia ao encerrar ditatorialmente uma sessão do Senado, sob os veementes protestos dos ilustres companheiros; noutro dia, descobre-se possuir ela uma funcionária que recebe sem trabalhar e que mora nos Estados UNidos;no outro dia presta homenagem a Sarney, ora na liderança do Gabinete da Corrupção do Senado, afirmando que seus atos são legítimos; noutro dia nossa Serys nos presenteia com a relação de dedicados funcionários.
    Isso é bom. Essa mamata vai acabar. Quem sabe, um dia, Mato Grosso possua Senadores que nos orgulhem e não esses inexpressivos que ora se encontram alojados no Senado Federal.

  • Renam | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É ENOCKI...PELO MENOS O RIVA TRABALHA,KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK E VC ? CHUPA ESTA MANGA JACARÉ !!!!!!!!!!!

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O pior de tudo isso é que eu fui dos eleitores que coloquei essa senhora no Senado. Hoje ela me dá nojo em virtudes dos escândalos em que se envolveu. Gostaria que ela se candidatasse em 2010. Dessa vez farei questão de fazer campanha contra. Serys, você é uma vergonha para o estado de Mato Grosso.

  • Fâ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    GENTE!!!!

    GENTE!!!

    GENTE!!!!!


    ESSE AÍ NÃO É O MICHAEL JACKSON?!!

  • Marcia Lemos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não bastasse a senadora ter votado a favor p/ cobrança da contribuição previdênciária p/ os inativos, e outras coisas sinistras agora vem mais essa. Que isso, para com isso senadora.

  • Pedrinho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Oh, Senadora tá me ouvindo? Nomeia eu também.

    SERYS - BRILHA MUITO NO SENADO.

  • JEDAE | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NÃO É DE HOJE QUE A SERYS NUTRE ESTE IMENSO AMOR PELA TERRA DO TIO SAM. SEUS FILHOS TODOS ESTUDARAM LÁ! NÃO É DE HOJE QUE O POVO DO PT DIZ UMA COISA E FAZ OUTRA. ATÉ TU BRUTUS? E VIVA O NOVO FEUDO CABLOCO. A NOVA CAPITANIA HEREDITÁRIA! APROVEITA FILHA QUE A FESTA VAI ACABAR. VIVA O PETISMO, O CLIENTELISMO, O ILUSISMO, O MINTIRISMO, A FALTA DE VERGONHA NA CARA DO PT!

  • Vilmar Scherer | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Meus amigos(a) não adianta querer incriminar qualquer um dos nossos parlamentares por estas contratações, bem ou mal este dinheiro é aproveitado, gastando dentro do nosso estado, e estas pessoas prestam o seu trabalho diretamente para os parlamentares, ouvindo, falando, sugerindo e escrevendo, a estes aquilo que é nescessario repassar para o parlamentar, então temos que respeitar os nossos parlamentares, e também as pessoas que trabalham e colaboram para estes, e com certeza estes cargos são nomeações que se exige confiaça em primeiro lugar, segundo o criterio que o parlamentar julgar nescessário, e digo tudo isso, por que na vida publica é assim, cada um tem a sua hora, já fui assistente parlamentar, hoje não sou mais, amanha pode ser você... mas a critica faz parte da democracia.

  • marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    é por isso que algums ONGs não da em nada, tem gente de ONGs dentro de partidos e cargos politicos...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...

Com Paccola, Câmara terá polêmicas

paccola 400 curtinha   O vereador eleito pela Capital, tenente-coronel PM Marcos Eduardo Ticianel Paccola (foto), do Cidadania, promete levar muitas polêmicas para os embates que pretende travar no Legislativo. Ele é daqueles sem papas na língua. Defende, por exemplo, que a população tenha direito de se armar. Em...

Esposa de deputado na 2ª suplência

maria avalone 400   Não foi só o deputado estadual Wilson Santos que frustrou-se na tentativa de eleger membro da família à cadeira de vereador. O também parlamentar Carlos Avalone, presidente regional do PSDB, apostou todas as fichas na esposa Maria Avalone. Mas ela só chegou à...