Últimas

Segunda-Feira, 24 de Agosto de 2009, 08h:42 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

DISPUTA

Silval defende intervenção do governo em obras do PAC

   O vice-governador Silval Barbosa (PMDB) acredita que as obras do PAC de Cuiabá devam ser executadas pelo governo do Estado, em que pese o chefe do executivo, governador Blairo Maggi (PR), ter ponderado que não quer se envolver em problemas judiciais. Na avaliação do peemedebista, seria uma irresponsabilidade do governo deixar Cuiabá perder os recursos por falta de capacidade do gestor, no caso o prefeito Wilson Santos (PSDB). “O que é do governo do Estado, temos que assumir. Se for o caso, pedir à  Agência da Copa de 2014 para executar. O que não podemos é dar prejuízo à sociedade. Seria uma irresponsabilidade do governo deixar que a sociedade perca esse dinheiro”, avaliou nesta segunda (24), em entrevista ao ex-deputado federal Lino Rossi (PP), apresentador do programa Chamada Geral, da Mega FM 95,9.

   Para Silval, o prefeito de Cuiabá precisa reconhecer a falta de capacidade na execução das obras. “Quem não dá conta de executar, deve ser humilde e reconhecer. Não adianta dizer que vai ser fácil porque não vai ser. Não basta apenas colocar o Exército e achar que tudo vai dar certo”, ponderou. Assim como Maggi, que chegou a admitir apenas a execução das obras do PAC Pantanal, em que há contrapartida do governo do Estado, leia aqui -, Silval demonstrou preocupação com uma possível guerra jurídica entre as empresas que venceram os processos de licitação e as prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande, que, por determinação da Justiça Federal, tiveram que cancelar os contratos. “Fácil não vai ser. As empresas vão recorrer à Justiça e essa briga vai ser longa. Não é coisa para 90 dias. O problema é muito mais sério e complexo”.

   Em seu estilo conciliador, Silval defende uma reunião entre os prefeitos de Cuiabá e de Várzea Grande, Murilo Domingos (PR) o governador Blairo Maggi e o juiz da 1ª Vara Federal, Julier Sebastião da Silva. “Volto a dizer que os prefeitos têm que sentar com o governo e com a Justiça Federal para resolver isso”.

(11h28) - Não vejo problema em ser o candidato da continuidade, diz Silval

   Pré-candidato oficial do governador Blairo Maggi (PR) às eleições ao Palácio Paiaguás em 2010, Silval Barbosa (PMDB), ex-presidente da Assembleia Legislativa, ex-prefeito de Matupá em duas ocasiões e vice-governador do Estado, não acredita que sofrerá desgaste eleitoral por ser o candidato da continuidade. Em entrevista nesta segunda (24) ao ex-deputado federal Lino Rossi (PP), apresentador do programa Chamada Geral, da Mega FM 95,9, Silval disse não temer nenhum dos demais pré-candidatos ao governo, como o senador Jayme Campos (DEM) e o prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB). “Se meu nome estiver melhor e eu for o candidato do grupo, não vou escolher adversário. Vou defender a continuidade sem problema algum”, sustentou.

   Ele teceu elogios à administração republicana, no poder há sete anos e oito meses, e assegurou que conhece Mato Grosso como poucos políticos. “Conheço as dificuldades e o potencial de cada município. Vou defender a continuidade porque é uma administração que está projetando e integrando o Estado. O maior programa de incentivos fiscais do Brasil é o de Mato Grosso”, defendeu.

   Ao fazer um balanço positivo da atual gestão, Silval disse que Maggi quitou, até junho deste ano, R$ 4,8 bilhões em dívidas adquiridas nos governos anteriores. “O governo vai fazer mais de quatro mil quilômetros de asfalto em oito anos. Está fazendo mais de uma casa por hora. Reformamos todas as escolas e estamos construindo mais 125 novas unidades", enumerou. (Andréa Haddad) 

Postar um novo comentário

Comentários (23)

  • jose valentim | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    O Vice- Governador Silval Barbosa vem demonstrando toda sua capacidade e inteligência, devargazinho ele conquista a cada dia o seu espaço dentre outros partidos da base aliada; por isso que as pesquisas de opinião pública confirma que é o melhor pré candidato a governador da base do governo. Silval barbosa conhece todos os municípios de Mato Grosso e suas potencialidades.

  • Toninho Malvadesa | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Juliano Bernardo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso mesmo Silval, esse prefeito Wilson Santos tem que calçar as sandálias da humildade!!! Se ele não tem competência de gerir as obras do Pac na Capital, imagine cuidar no nosso Estado. Agora quando???? Votê!!!!!

  • julio brandao | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O que esse falar e só pra ele mesmo, nao apita nada! aproveite bastante o cargo de vice; só lembrar vc Silval, falta 1 ano e 4 meses e 7dias.

  • CHICO MILANI | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O VICE-GOVERNADOR AINDA NÃO ENTENDEU.
    CAPACIDADE DE EXECUTAR ELES TEM, O PROBLEMA E QUE QUEREM FAZER DAQUELE JEITINHO QUE SEMPRE FIZERAM.
    AI NÃO DÁ!!!

  • valmir molina | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não podemos tampar o sol com a peneira,houve erros por parte de alguns membros da prefeitura no que se refere o processo licitatório do PAC.Agora ,não podemos também,deixar de enxergar tudo que a turma da botina tem feito para emperrar o programa.Podemos citar desde o PT de Cuiabá,passando pelo Vilceu,Pagot,Novacki,Silval,Terezinha,Mauro até chegar ao governador.
    Voltando ao Silval,quanto vice-governador ele deveria lutar por um hospital de Urgência eemergência Estadual,pergunte a ele onde seus conterrâneos de Matupá são operados quando a coisa complica,por exemplo.Vale lembrar que este mesmo governo,não fosse a corangem de alguns fiscais da fazenda,iria isentar do pagamento de uma dívida ,no valor de 160 milhões de reais(quase o valor do PAC),de uma empresa que atua no Estado.Isso o nobre vice não fala.
    O PAC vai sair ,já estava saindo diga-se de passagem,sob a coordenação do Exército Brasileiro e tudo vai dar certo.
    Não adianta fazer campanha tentando destruir a reputação dos outros,ano que vem vai tomar chumbo cidadão.

  • ferreira silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    aproveita seu vice lambe botas de Maggi
    peça intervenção na polici,educação , e na secom do governo do estado que e caso de policia. O MP foi cegado pelo maggi e por pagot quenfaz e ddezfaz e não da em nada

  • LUIZ andré SILVA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Silvar Barbosa está indo longe demais pelos seguintes motivos:1-É defensor ferrenho da divisão de MATO GROSSO proposta pelo inconsequente senador MOZARILDO; 2-Como governador interino êle não teve pejo em assinar na calada da noite a aposentadoria precoce do deputado CAMPOS NETO enquanto os demais brasileiros se aposentam aos sessenta e cinco anos.3-Para contar com a bênção do Governador BLAIRO êle traiu o então candidato a Prefeito JOSÉ CARLOS DO PÁTIO.TRAÍDOR NÃO MERECE PREDÃO. Silvar, pense bem, VOLTE LOGO PRA CASA.

  • PEDRO PAULO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse grupo do motossera de ouro não brinca em serviço. Querem ganhar a eleição de 2010 no tabetão, daqui a pouco eles vão denunciar outros candidatos. Segudo os comentários, as obras do Governo do Estado estão todos com sobrepreço, com certeza isso vai ser um bom prato para as eleições de 2010.

  • Celso | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tem quase dois anos os orgãos competentes alertando o pref. sob as inrregularidades do pac e ele sempre questionou porque claramente tinha interesse direto neste esquema e agora que o esquema foi desmontado vem falar de entregar as obras ao exercito!Isto é uma piada e Cuiabá não pode perder este recurso por inrresponsabilidade e outras coisitas mais deste Sr.Wilson.Parabens Silval e o gov. não pode ficar omiço neste assunto,pois Cuiabá e o seu povo não pode tomar este prejuiso e a camara municipal de Cuiabá tem que acordar e mostrar que não esta submiça ao prefeito.

Mais jovem prefeito sucede familiares

Rog�rio Meira_400 jangada   O mais jovem entre os prefeitos eleitos e/ou reeleitos de MT, Rogério Meira (foto), tem um histórico de vida pública, mesmo tendo apenas 24 anos. Atualmente, ele exerce mandato de vereador por Jangada e foi eleito prefeito da cidade ao obter 1.699 votos, 9 a mais que o...

Base forte de EP para Mesa Diretora

juca do guaran� curtinha 400   A base do prefeito Emanuel Pinheiro para o segundo mandato, embora com quatro virtuais candidatos à presidência da Mesa Diretora, está construindo o discurso de que não pode rachar sob o risco de entregar o comando do Legislativo para a oposição....

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...