Últimas

Quinta-Feira, 05 de Novembro de 2009, 14h:05 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:24

ENCONTRO

Silval descarta repasse antecipado de R$ 100 mi do ICMS


Governador em exercício Silval Barbosa (PMDB), em discurso no encontro de prefeitos nesta 5ª, em Cuiabá
Foto: Lenine Martins

   O governador em exercício Silval Barbosa, pré-candidato do PMDB ao governo, jogou um balde de água fria sobre a cabeça dos prefeitos, ao dizer "não" à reivindicação sobre repasse do ICMS pelo Estado para conter a crise e equilibrar as contas diante da queda de arrecadação nos municípios. O peemedebista discursou nesta quinta (5), no VI Encontro dos Prefeitos Mato-grossenses, no Centro de Eventos Pantanal, em Cuiabá. O anfitrião do evento, presidente da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM), Pedro Ferreira de Souza, prefeito de Jauru, fez espécie de desabafo sobre o que considera insuficiência de recursos e cobrou que o Estado antecipe o repasse de R$ 100 milhões do ICMS para os municípios.

   Silval, por sua vez, tratou de descartar a possibilidade de adiantar a verba. Jogou a responsabilidade para a União. Disse que, assim como os municípios, o Estado também passa por dificuldades. “A arrecadação do FPM caiu em R$ 500 milhões, a Cide caiu 36% e, o IPI, 30,4%, o que corresponde a R$ 13 milhões a menos, mas o Estado será parceiro dos municípios neste momento difícil. Vamos buscar mais recursos junto à União”, ponderou Silval. 

   O peemedebista alertou para o risco de endividamento com a antecipação do repasse. “Podemos até discutir isso, mas é temeroso. De 2003 até agora, pagamos R$ 4,8 bilhões de dívidas contraídas no passado. Mesmo assim, o Estado ainda tem R$ 5 bilhões para quitar”. Ele ponderou que dos R$ 880 milhões arrecadados com o ICMS neste ano, R$ 802 milhões foram empregados no pagamento de dívidas. “Quem sabe a antecipação de receita não seja a solução. Vamos articular junto com a bancada federal a liberação de recursos da União para compensar as perdas dos municípios”.

   Ex-prefeito de Matupá por duas vezes, Silval ponderou que conhece as dificuldades dos municípios do interior. “Brigo muito pelo municipalismo. Só neste final de semana, recebemos 70 mandados judiciais para internação de pacientes sob pena de prisão de secretários de Saúde. Mesmo com a queda na arrecadação, não deixaremos faltar dinheiro para transporte escolar e pavimentação urbana”. Silval observou também que a atual crise pode ser uma consequência da elevada arrecadação registrada em 2008. “Acho que as dificuldades podem estar relacionadas aos planejamentos feitos com base nos dados do ano passado, que foram bons”.

    Dos 141 municípios mato-grossenses, apenas 62 foram representados pelos prefeitos no encontro que começou nesta quinta. Dos 11 membros da bancada federal, apenas a senadora Serys Marli (PT) e o deputado federal Wellington Fagundes (PR) estiveram presentes. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • marcola | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    tem que descartar mesmo,pois o blairo maggi-
    co não lhe autorizou a autorizar nada!!!silval é
    só um fantoche na mão do governador,e o
    coitado do silval acreditando parecendo um
    bobão,tantam!!!

  • Van Hausen | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Quanto pior, melhor! É isso GERMANO, amigo de MOLINA, que é amiguinho de JACYARA?
    O objetivo é tornar a situação tão insustentável para que uma nulidade se pareça um pouquinho melhor no cenário estadual? É isso mesmo que estou entendendo, GERMANO CRUZ?
    E olhe que este argumento do QUANTO PIOR,MELHOR partiu da boca de um psdebista, o Walmir Molina (aquele da Câmara de Ralf Leite,Lutero Ponce et caterva)...

  • bruxo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Germano Souza Cruz | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É colocando o Silval nesse tipo de fria que Brairo Magi quer ajudar ele vencer eleição... Com um cabo eleitoral como esse.... quem é que precisa de adversário???????
    E o que eu acho disso? - Bom, muito bom.

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.