Últimas

Sexta-Feira, 06 de Junho de 2008, 19h:17 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

RUMO ÀS URNAS

Silval e Brito coordenam a campanha de Mendes

Vice-governador Silval BarbosaEx-deputado Carlos Brito  A exemplo do tucano Wilson Santos, que mergulhou na pré-campanha à reeleição, o empresário Mauro Mendes (PR) já começou a escalar sua tropa de choque para o embate eleitoral em Cuiabá. O pré-candidato republicano convidou para a coordenação-geral da campanha o vice-governador Silval Barbosa, que foi o principal articulador da saída do PMDB dos braços de Santos e da "amarração" do acordo com Mendes.

   Outro que também entra na coordenação é o ex-deputado estadual Carlos Brito, ex-secretário de Justiça e Seguança Pública. Brito deixou o PDT e ingressou no PR no ano passado. Chegou a ser cotado para concorrer a Prefeitura da Capital mas, sob desgaste, recuou. Em 2004, ele foi um dos principais coordenadores da campanha do hoje prefeito tucano. Agora, vai estar em outro palanque, torcendo pela queda nas urnas do ex-aliado.

   Mauro Mendes vem montando uma grande estrutura de campanha. Ele se mostra empolgado e buscar envolver ao máximo os aliados em torno do projeto político. Nem mesmo o presidente do diretório municipal, vereador Helny de Paula, ficará de fora. Ele vai assumir uma das coordenações. As estratégias internas começaram a se discutidas nesta sexta.

   Mesmo com 8 pré-candidatos a prefeito hoje, a disputa pelo Palácio Alencastro tende a se limitar a 3 nomes: Santos, Mendes e o deputado estadual (cassado) Walter Rabello, que se mantém entre os primeiros colocados nas pesquisas sobre intenção de voto. Rabello é empurrado pelo seu PP e terá no palanque o DEM.


Carlos Brito (no 1º plano) já dita as regras na reunião que marcou aliança entre PMDB e PR nesta sexta à noite
Foto: Alline Marques

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • joao vieira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Mauro tinha as respostas na ponta da lingua num deste programas de entrevista local.Engomado demais e em alguns assuntos, genérico aos estremo.Sem se responsabilizar.Conheço esta linguagem...senão de quem? Carlos Brito!
    Pode até auxiliar mas muda o texto marketeiro Mauro. Pega mal até pra o Gov. q no início da campanha era bem natural.E mais, vou dar uma ajudinha mas só uma: essa de menino pobre, andar de onibus...lembra o Wilson. Texto q tem dono.

  • Antonio Etico R. Silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Oh... até que enfim o maji arrumou algo para o Brito fazer, e consequentemente aliviou um pouco a conciencia, se é que tem.

  • João Cuiabano | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • ALBUCASSIS RAMIRES | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    BEM AGORA SÓ FALTA FAZER ALIANÇA COM O POVO CUIABANO,QUE POR SINAL NÃO AGUENTA MAIS , NEM OUVIR FALAR NESSA TURMA DA BUTINA.

    ESSA ALIANÇA COM O PMDB É ABRAÇO DE AFOGADO,ESSE FILME EU JÁ VÍ,O BEZERRA E O JULIO CAMPOS E SUA TURMA AFUNDAREM,QUANDO PENSAVAM QUE COM MAIS TEMPO DE TELEVISÃO IRIAM CONSEGUIR ENGANAR OS ELEITORES DE MATO GROSSO,LEVARAM UMA SURRA,QUE ATÉ HOJE NÃO ACHARAM RUMO E NEM TOMARAM TENENCIA.

  • Silvia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Carlos Brito, que descepção, Você tambem fica pulando de galho em galho. Politico tem quer ter firmeza.

  • José Carlos Araujo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Maurinho,
    carlos brito como coordenador de campanha, não aaaguuuueeeeetooo

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que lindo esse PMDB de Cuiabá gosta de qualquer trocado mesmo, o povo precisa saber que esse acordo não foi pensado no povo.
    Esse acordo foi para arregimentar financeiramente os candidatos a vereador de Cuiabá, eles são uns quebrados e querem tocar suas campanhas, isso o povo precisa saber e dar a devida resposta nas urnas.
    Fora PMDB da Capital...

  • Rômulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Com esses dois no comando tá reprovado. Nunca será prefeito.

  • cesar oliveira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O MAURINHO E A TURMA DA MOTOSERRA DE OURO

    Agora O Maurinho da Butina acertou ao entregar o comando da campanha ao pernóstico e boçal Brito. Ele, com certeza, ao buscar Brito desejava segurança de sucesso, mas não encontrará, pois ninguém em Cuiabá acredita mais em Brito. O ex secretário de Inseguranrança de MAGGI, não conseguirá livrar o Maurinho do abraço de afogado do Bezerra. Com tanta gente sem qualificação, num mesmo barco, Wilson nadando sozinho empurrado pelo povo, pode chegar a praia e comemorar uma possível vitória.

    O acordo de Maurinho com os seus pretensos aliados cheira a negociata, porém tudo pode dar errado, pois o povo como sempre foi excluído.

    Em tempo: Brito já pode ir treinando, pois o primeiro projeto do Maurinho poderá ser cobrir o parque Mãe Bonifácia com uma grande estrutura de aço, conforme fizeram com as ruínas de Vila Bela e lá em Mimoso com o inacabado Memorial de Rondon.

    No caso do parque o argumento é o de se evitar queimadas e desmatamento naquele local, assim como garantir a segurança dos usuários daquele local.

  • valdir sampaio de arruda | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse carlos brito é um engodo, só possa de bom moçinho, mas, faz política com o fígado, e pior, não têm humildade, está cuspindo no prato que comeu, e como não conseguiu cargos, resta-lhe trair os ideais, sua consciência e aqueles que estão transformando cuiabá, a competente gestão wilson santos. Votei nas últimas eleições neste carlos brito, e me arrependo até hoje, pois foi o fiasco como secretário de segurança, não têm personalidade e agora apoia um empresário na certeza de defender os seus indisfarçáveis intere$$es.

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...