Últimas

Quarta-Feira, 10 de Dezembro de 2008, 20h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

LEGISLATIVO

Silval que incluiu pensão a deputados se explica

  O vice Silval Barbosa (PMDB), que estava no exercício do cargo de governador e sancionou a lei que inclui deputados da 15ª Legislatura na extinta pensão do Fundo de Assistência Parlamentar, inclusive dele próprio, argumentou nesta quarta (10) que não tem pretensão de fazer a contribuição previdenciária para, assim, receber o benefício. Sem alarde, a Assembléia aprovou proposta com aval das lideranças partidárias e repristinou (devolveu vigência) à lei do extinto FAP, conforme o RDNews divulgou nesta terça - confira aqui. A notícia ganhou repercussão em todo o Estado. Alguns deputados "espernearam". Disseram que não sabiam da aprovação do projeto e muito menos da "canetada" de Silval, que oficializou a Lei 9.041 de 5 de dezembro quando substituía o governador Blairo Maggi.

   Silval disse que não faz questão de receber pensão vitalícia. Lembra que hoje ganha como vice-governador. Argumenta ainda que foi deputado na 14ª Legislatura e, portanto, já havia conquistado o direito à pensão do FAP, extinto há quase 10 anos. O valor da aposentadoria é proporcional ao salário e contribuição dos parlamentares. Se o recolhimento previdenciário for integral, cada deputado com direito ao FAP pode ganhar mais de R$ 12 mil mensais.

   O assunto deve "pegar fogo" na sessão da AL desta quinta. Os deputados Otaviano Pivetta (PDT) e Ademir Brunetto (PT) solicitaram informações à Mesa Diretora acerca do projeto. Eles juram que não sabiam de sua aprovação. Entre os que terão direito à pensão vitalícia, a partir da aprovação da nova lei, estão Nataniel de Jesus (PMDB), Jota Barreto (PR), João Malheiros (PR), Mauro Savi (PR), Ságuas Moraes (PT), Sebastião Rezende (PR), Sérgio Ricardo (PR), Vera Araújo (PT), Zeca D´Ávila (DEM) e Dilceu Dal Bosco (DEM).

  Clique no play e veja reportagem da TVCA

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • jonas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    sr. Sinval vc ja vai te aposentadoria de governador e ainda que mais uma isso e uma moralidade publica, enquanto eu tenho que trabalha 40 anos ou mais, voces trabalha 15 dias e ja aposenta ou seja 4 anos de deputados. cade o ministerio publico, tribunal de justiça para rever essa lei.

  • Marcos Rey | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Silval é do PMDB? Tá explicada a maracutaia.

  • bezerra | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    este e um traidor ,trairao!!!!abandonou o partido em rondonopolis para comer as migalhas do rei da soja...!!!!

  • PAULO FRANCIS II | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Cadê o MP - Ministério Publico, para questionarem e fiscalizarem de fato e de direito essa barbarí, ao passo que um trabalhador contribui de 30 a 35 anos, para se aposentar, com UM salário ínfimo, assistimos apaziguados no século XXI, reeditarem e aprovarem essa Lei Nº 9.041 de 05 de dezembro, dando guarida a esses que se dizem representantes do POVO em SEUS próprios beneficios uma APOSENTADORIA de um verdadeiro MARAJÁS ... !!!

    MP - mostrem que Vossas Excelências estão prontos para serem os verdadeiros fiscais da justiça e do direito.

  • renata medeiros | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    POUCA VERGONHA NA CARA!!!

  • paulo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É PRA ACABÁ MESMO, É O FIM DA PICATA.

  • lima | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    se os deputados pensarem no povo , eles não podem aprovar essa brincadeira...o silval esqueceu que quem repassa os recursos para a assembleia legislativo é o executivo, e é dinheiro do poco, essa é a casa do povo?

  • Anna | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    o sr vice governador nao pleiteia agora,deixa sair d mandadto p ver,ele vai entrar com o pedido p as duas d uma x d governador e deputado,pensa q este discurso engana? estao aberta as apostas

  • Rosa Maria | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse vice governador alega que o custo da mordomia sera bancada pela tal casa do povo, isso quer dizer que esta havendo muito repasse por parte do governo para essa tal casa, ao ponto desses deputados estarem brincando com o dinheiro publico.

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sival esta tentando agrado todo mundo na esperaça do Maggi se afasta e deixar ele termina o mandato...mais ele vai levar uma botinada na bunda vai quebrar a cara.

2 da AL em chapas distintas à AMM

nininho 400   Dois deputados estaduais estão divididos em chapas de honra da eleição da AMM, que acontece no próximo dia 15. O curioso é que Ondanir Bortolini, o Nininho (foto), filiado ao PSD e hoje presidente de honra da entidade comandada pelo segundo mandato consecutivo por Neurilan Fraga (PL), caiu fora da...

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...