Últimas

Domingo, 29 de Abril de 2007, 05h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

ARTICULAÇÃO

Silval tenta contornar a rebeldia dos deputados

    O governador em exercício Silval Barbosa assumiu o "pepino" de, no comando do Estado, tentar contornar a crise entre Executivo e Legislativo por causa de projetos polêmicos e de acalmar os ânimos do seu partido, o PMDB, que pressiona por cargos. Até agora, com exceção do próprio vice Silval, o partido do cacique Carlos Bezerra não assumiu nenhuma secretaria, apesar das promessas do governador Blairo Maggi (PR).

  Desmotivado neste segundo mandato, Maggi, maior produtor individual de soja do mundo, viajou para os Estados Unidos mais para cuidar de sua imagem, explorada internacionalmente como "destruidor de floresta".  Enquanto isso, deixou sob Silval o compromisso de liderar as negociações políticas com deputados para que três projetos do Executivo referentes à carreira e a promoções de militares sejam aprovados sem emendas. Deputados da própria base contrapõem às mensagens. Só aceitam aprová-las com emendas.

    Silval tem a missão também de levar a Assembléia a manter a derrubada do veto à proposta do deputado José Riva (PP), que insiste na fatia de 30% do Fundo Estadual de Transporte e Habitação para os municípios. Como Riva manda na maioria dos deputados, os orientou a peitar o governo.

     A crise está estabelecida. O laço da unanimidade que o Executivo tinha na Assembléia até agora foi cortado, em que pese todos os 24 parlamentares afirmarem que são aliados. O processo de ruptura é liderado pelo PP e pelo DEM. Suas bancadas estão mais preocupadas com as próximas eleições.

   O primeiro-secretário da Mesa Diretora, deputado José Riva, busca viabilizar projeto ao Senado e se distancia do governador por entender que este deverá ser seu adversário nas urnas de 2010. O DEM (ex-PFL)já trabalha o nome do senador Jaime Campos para a sucessão estadual e está convicto de que esse projeto só se consolidará por um bloco de oposição.

   Silval está no olho do furacão. Como seu estilo é mais de conciliador, está sendo usado por Blairo Maggi para conter também a revolta do PMDB devido à exclusão dos cargos relevantes. Primeiro, Maggi anunciou o nome de seu vice para ser secretário de Educação. Tudo balão de ensaio. Foi uma forma de agradar momentaneamente o PMDB e, assim, obter trégua nas negociações políticas. Acabou dando a Seduc para o PT. De novo, para conter os peemedebistas, Maggi anunciou que o partido ficará com a Infra-Estrutura, provavelmente sob comando do próprio Silval, e com mais dois cargos de primeiro escalão.

   No PMDB ninguém mais acredita das promessas do governador. "O Blairo tem que definir essa situação. Vamos aguardar ele chegar dos Estados Unidos. Ele ofereceu a Infra-Estrutura para o PMDB, mas toda hora a coisa muda. Não tem nada certo", afirmou o presidente regional da legenda peemedebista, deputado Carlos Bezerra.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • bruno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em minha concepção os deputados e a sociedae ja passou da hora de questionar e contrariar o governador, pois temos que fazer oposição devido ele pensar so no seus projetos e tentar melhorar so as classes a que ele tem algum envolvimento como os oficiais e esquecer os praças agora temos que rachar a assembleia e ver qm e qm nao e 10 cargos q vai nos deigharmos de rapo preso com ninguem.....

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.